Programa Raul Gil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Programa Raul Gil
Programa Raul Gil.png
Informação geral
Formato programa de auditório
Duração 3 horas e 30 minutos (14h15 às 17h45)
Estado em exibição
Criador(es) Raul Gil
País de origem Brasil
Idioma original (em português)
Produção
Diretor(es) Raul Gil Jr.
Apresentador(es) Raul Gil
Tema de abertura Instrumental
Tema de encerramento "Obrigado Senhor", Raul Gil
Exibição
Emissora original SBT (1981-1984; 2010-presente
Formato de exibição NTSC (1973–74)
480i (SDTV) (1974–10)
1080i (HDTV) (2010–presente)
Transmissão original 18 de agosto de 1973 (47 anos) - presente

Programa Raul Gil é um programa de auditório brasileiro exibido desde 18 de agosto de 1973. Estreou na RecordTV e foi transmitido posteriormente pela Rede Tupi, Rede Manchete, Band e, atualmente, pelo SBT, todo sábado a partir das 14h15.

História[editar | editar código-fonte]

O programa estreou em 18 de agosto de 1973, na RecordTV (na época transmitindo apenas para São Paulo pela REI - Rede de Emissoras Independentes), após experiências anteriores do apresentador em outras emissoras com programas de formato parecido. O programa passou a ser transmitido em cores em 1º de junho de 1974, sendo a primeira atração da Record no novo formato, e em alta definição em 26 de junho de 2010, substituindo o horário ocupado pela sessão de filmes Sabadocine.[1][2] O programa quase chegou a ser extinto, mas em 27 de janeiro de 2017 foi confirmada a permanência de Raul Gil no SBT.[3]

Exibição[editar | editar código-fonte]

Emissora Intervalo de exibição
RecordTV 18 de agosto de 1973 - 5 de agosto de 1978
5 de setembro de 1980 - 15 de setembro de 1981
1 de dezembro de 1984 - 2 de janeiro de 1988
14 de setembro de 1991 - 2 de março de 1996
7 de novembro de 1998 - 29 de outubro de 2005
Rede Tupi 2 de setembro de 1978 - 12 de julho de 1980
SBT 22 de setembro de 1981 - 24 de novembro de 1984
26 de junho de 2010 - presente
TV Rio 8 de abril de 1988 - indefinido
Rede Manchete 30 de março de 1996 - 31 de outubro de 1998
Rede Bandeirantes 6 de novembro de 2005 - 5 de junho de 2010

Audiência[editar | editar código-fonte]

O apresentador, Raul Gil.

Durante os anos em que foi exibido pela Band e SBT, o programa solidificou-se no terceiro lugar da audiência na televisão aberta.[carece de fontes?]

Quadros[editar | editar código-fonte]

Atuais[editar | editar código-fonte]

  • A Turma do Vovô Raul
  • Funkeirinhos
  • Jogo do Banquinho
  • Shadow Brasil
  • 100% Billie Eilish

Antigos[editar | editar código-fonte]

  • A Mais Bela Empregada Doméstica
  • A Melhor Doméstica do Brasil
  • Boca do Forno
  • Concurso de Fantasia
  • Crianças Curiosas
  • Dança da Vez
  • Elas Querem Saber
  • Eu e as Crianças
  • Famosos Curiosos
  • Festival de Música Infantil
  • Festival Infantil de Cinema
  • Hoje se Improvisa
  • Homenagem ao Artista
  • Jovens Atores Kids
  • Jovens Dançarinos Kids
  • Jovens Talentos
  • Jovens Talentos Kids
  • Mini Parada
  • Mulheres Que Brilham
  • Pra Quem Você Tira o Chapéu?
  • Quem Sabe Canta, Quem não Sabe Dança
  • Sertanejinhos
  • Se Você Fosse, o Que Você Faria?
  • Youtubers Querem Saber
  • 100% K-Pop
  • 100% Justin Bieber
  • 100% Anitta
  • 100% Beyoncé
  • 100% Drag
  • 100% Safadão
  • 100% Sandy & Júnior

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Acusações de discriminação a asiáticos[editar | editar código-fonte]

Em 15 de julho de 2017, o apresentador Raul Gil foi acusado de racismo e xenofobia ao fazer piadas depreciativas com asiáticos durante uma entrevista ao vivo com o grupo de música pop coreano KARD. Durante a entrevista com os membros do grupo, Raul Gil chegou a perguntar se os membros eram parentes e fez piadas com a língua coreana.[4] Raul Gil também chegou a afirmar que a plateia precisava “esticar o olho” para sair com alguém da banda e fez um gesto de "olhos esticados", fazendo alusão aos olhos amendoados comuns entre pessoas oriundas de países do leste asiático.[5]

O fato gerou repercussão na imprensa brasileira e no exterior e o apresentador do programa foi alvo de duras críticas de fãs da banda.[6][7][8] Em resposta, o diretor do programa e filho do apresentador, Raul Gil Jr., afirmou que Raul Gil é conhecido por ser brincalhão e que "de forma alguma pensou em desrespeitar qualquer pessoa". Ele também afirmou que "se houve algum tipo de mal entendido, eu acredito que tanto ele quanto eu, da produção e como diretor, pedimos realmente desculpas".[8]

Referências

  1. Feltrin, Ricardo (11 de novembro de 2016). «SBT e Raul decidiram pelo fim do contrato em comum acordo, diz emissora». Universo Online. Consultado em 27 de janeiro de 2017 
  2. «SBT já tem nome para substituir Raul Gil nas tardes de sábado». F5, Folha de S.Paulo. 11 de novembro de 2016. Consultado em 27 de janeiro de 2017 
  3. Castro, Daniel (27 de janeiro de 2017). «Silvio Santos volta atrás e decide renovar contrato com Raul Gil». Notícias da TV. Consultado em 27 de janeiro de 2017 
  4. «Raul Gil é acusado de racismo por mandar asiático 'abrir o olho'». VEJA. Consultado em 18 de abril de 2021 
  5. «Raul Gil é acusado de fazer piadas racistas com banda sul-coreana de kpop». R7.com. 20 de julho de 2017. Consultado em 18 de abril de 2021 
  6. Devlin, Kayleen (23 de julho de 2017). «TV host's race jokes spark Brazil-Korea online war». BBC (em inglês). Consultado em 18 de abril de 2021 
  7. «Brazilian TV host mocks K-pop band with 'slit eyes'». The Korea Times (em inglês). 21 de julho de 2017. Consultado em 18 de abril de 2021 
  8. a b «Raul Gil é acusado de racismo contra grupo sul-coreano; direção pede desculpas». BOL. Consultado em 18 de abril de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]