Celso Portiolli

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Celso Portiolli
Celso Portiolli em 2009
Nome completo Celso Yunes Portiolli
Nascimento 1 de junho de 1967 (54 anos)
Maringá, PR, Brasil
Residência São Paulo, SP, Brasil
Nacionalidade brasileiro
Etnia caucasiano
Estatura 1,85 m [1]
Ocupação apresentador, radialista, empresário e YouTuber
Período de atividade 1994-presente
Principais trabalhos
Prêmios Troféu Imprensa de melhor animador (2016)
Assinatura
Celso Portiolli signature.svg
Página oficial
celsoportiolli.com.br

Celso Yunes Portiolli (Maringá, 1 de junho de 1967) é um apresentador de televisão, radialista, empresário, YouTuber, ex-humorista, ex-político e ex-redator de televisão brasileiro. Contratado do SBT, é o apresentador do programa Domingo Legal e do Show do Milhão. Portiolli também é proprietário da rádio Ótima FM, que conta com três emissoras no interior do estado de São Paulo.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Celso Portiolli é filho caçula de doze irmãos e começou sua carreira no rádio em 1984, passando por emissoras do Paraná, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e São Paulo. Em Ponta Porã, tornou-se líder de audiência e diretor de uma rádio local. Sua popularidade era tamanha na cidade que em 1992, com apenas 24 anos, foi eleito vereador com uma das maiores votações do município.

Celso perdeu o pai ainda jovem, aos 21 anos de idade. Uma curiosidade é que ele abriu mão da herança do pai. Em entrevista à RedeTV!, declarou: "Quem sempre me incentivou, foi minha mãe. Desde a época do rádio. Meu pai não acreditava muito no meu sonho de ser radialista, achava que não iria dar futuro. E, ele não viveu pra me ver na televisão", declarou. A mãe se chama Dibe Yunes.[3]

Apesar do sucesso, o sonho de Portiolli sempre foi aparecer na telinha. Por isso, em 1993, enviou uma fita para Silvio Santos, com sugestões de câmeras escondidas para o Topa Tudo por Dinheiro. Das 11 ideias que mandou, 7 foram aprovadas, o que despertou o interesse do SBT, que logo o convidou para trabalhar como redator do programa.

Mais tarde, em 1996, surgiu a oportunidade de comandar o Passa ou Repassa, substituindo Angélica, transferida para a Rede Globo, a atração ficou no ar até 1998 e voltou à grade um ano depois até 2000. Em 2001, Celso apresentou outros programas, como Tempo de Alegria, Xaveco e Fantasia. No ano seguinte, viria um de seus maiores sucessos, o Curtindo uma Viagem, líder de audiência em 2002. Em 2003, comandou um reality show chamado O Conquistador do Fim do Mundo. O reality era uma competição entre cinco países (Brasil, Equador, Chile, EUA e México). Cada país era representado por uma equipe de 14 pessoas, sendo 7 homens e 7 mulheres. A cada programa, um participante era eliminado. Havia ainda disputas e votações para eliminação interna e entre equipes rivais: provas nacionais, das quais saía o líder de cada país, e as provas gerais, onde os times percorriam um trecho do percurso. A equipe que chegasse ao fim do trecho era a vencedora. No final de 2004, esteve à frente da Sessão Premiada, programa no qual interagia com telespectadores por telefone e dava prêmios em dinheiro. Sempre carismático, Portiolli alternava-se entre a vice e a liderança de audiência nas tardes de sábado.

No ano seguinte foi convidado para comandar o Código Fama, atração que escolheu o melhor cantor mirim do país e o inscreveu numa final com crianças de vários países da América Latina que aconteceu no México.

Nos anos seguintes comandou diversos programas como Charme, Namoro na TV, Curtindo com Reais, Curtindo com Crianças e Ver para Crer. Em 2009, Portiolli assumiu a apresentação do Domingo Legal no lugar de Gugu Liberato, que se transferiu para a Rede Record. Em 2015, após o Domingo Legal perder duas horas de duração, o SBT resolveu criar outro programa para Celso, dessa vez nas noites de sábado, com o nome de Sabadão com Celso Portiolli, programa esse que rendeu razoáveis índices de audiência. No começo de 2017, após reformulações feitas na grade da emissora e também no Domingo Legal, o Sabadão saiu do ar após quase 2 anos.

Em março de 2016 estreou o seu canal no YouTube que, em 4 meses apenas, atingiu a impressionante marca de 1 milhão de inscritos. Em 2019, o canal do humorista "Cid Cidoso", conhecido por seu canal de mesmo nome e pelo seu site Não Salvo foi criado um meme com sua pessoa estabelecendo uma relação com o Celso Portiolli aos ataques de 11 de setembro de 2001 entretanto tal afirmação é um absurdo e se classifica apenas como uma piada. [4]

Após 12 anos, o SBT voltou a exibir o Show do Milhão, em setembro de 2021. O programa vai ao ar nas noites de Sexta, Celso foi o escolhido para apresentar o programa que tem patrocínio principal do PicPay.[5]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Sobre vida pessoal, oficializou casamento com Suzana Marchi em 1992. Fruto do casamento, tem três filhos: Laura Portiolli (nasceu em 2000), Pedro Henrique Portiolli (2003) e Luana Portiolli (2006).[6]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Emissora
1996–00 Passa ou Repassa Apresentador SBT
1998–99 Tempo de Alegria
1998–01 Xaveco
2000 Fantasia
2001–02 Curtindo uma Viagem
2002 SBT Palace Hotel Mozão
2003 O Conquistador do Fim do Mundo Apresentador
2004–09 Sessão Premiada
2005 Código Fama
2006 Ver para Crer
2006–07 Charme
2007 Namoro na TV
Curtindo com Reais
Curtindo com Crianças
2008–09 Campeonato de Perguntas
2009–presente Domingo Legal
2011–17 SBT Folia
2011 Chaves: Especial de Natal Professor Girafales
Chaves: Especial de Ano Novo
2012 Carrossel Ele mesmo
2014 É Natal, Mallandro!
2015–17 Sabadão com Celso Portiolli Apresentador
2016 Cúmplices de um Resgate Ele mesmo
2017 Entubados Apresentador Sony
2018 Carinha de Anjo Ele mesmo SBT
Z4
Bake Off SBT 2 Participante
2019 As Aventuras de Poliana Ele mesmo
2021–presente Show do Milhão PicPay Apresentador

Internet[editar | editar código-fonte]

Ano Título Cargo Plataforma
2016-presente Celso Portiolli Apresentador YouTube

Discografia[editar | editar código-fonte]

Título Detalhes Ref.
É Tempo de Alegria [7]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Resultado Ref.
2012 Troféu Imprensa Melhor Apresentador ou Animador de TV Indicado [carece de fontes?]
2013 Melhor Apresentador ou Animador de TV Indicado [carece de fontes?]
2015 Melhor Apresentador ou Animador de TV Indicado [carece de fontes?]
2016 Melhor Apresentador ou Animador de TV Venceu [8]
2014 Troféu Internet Melhor Apresentador ou Animador de TV Indicado
2015 Melhor Apresentador ou Animador de TV Indicado [9]
2016 Melhor Apresentador ou Animador de TV Indicado

Referências

  1. «Celso Portiolli pega pesado na malhação». O Fuxico. 2 de setembro de 2013. Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  2. Carlos Massaro (6 de abril de 2017). «Ótima FM apresenta novidades em sua equipe e distribui prêmios em dinheiro em São José dos Campos». Tudo Rádio. Consultado em 3 de agosto de 2017 
  3. Ciabotti, Eduardo Borges. «"Só me interessa o que não é meu": a dimensão paródica do verso oswaldiano em Pau Brasil». Consultado em 15 de fevereiro de 2021 
  4. https://www.youtube.com/watch?v=apwiAvLztps
  5. «Celso Portiolli substitui Silvio Santos em da nova versão do 'Show do Milhão'». O Liberal. 11 de setembro de 2021. Consultado em 13 de setembro de 2021 
  6. «O que você não sabia sobre Celso Portiolli». OsPaparazzi. Consultado em 15 de fevereiro de 2021 
  7. «É Tempo De Alegria». iTunes Store. Consultado em 3 de agosto de 2017 
  8. «Portiolli ganha Troféu Imprensa após 20 anos no SBT: Derramei lágrimas - Últimas Notícias - UOL TV e Famosos». UOL TV e Famosos. Consultado em 23 de maio de 2016 
  9. «Iniciam-se votações para nova fase do Troféu Internet». TV Foco. 12 de janeiro de 2015. Consultado em 2 de junho de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Categoria no Commons
Wikinotícias Notícias no Wikinotícias
Wikidata Base de dados no Wikidata