Xaveco (programa de televisão)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Xaveco
Informação geral
Formato Programa de auditório
Desenvolvedor(es) Brasil SBT
País de origem  Brasil
Idioma original língua portuguesa
Produção
Apresentador(es) Silvio Santos (1997-1998)
Celso Portiolli (1998-2001; 2019 - presente)
Exibição
Emissora de televisão original Brasil SBT
Formato de exibição 240p (SDTV) (1997-2004)
1080i (HDTV) (2019-presente)
Transmissão original 1° fase: setembro de 1997 - março de 2001
2° fase: agosto de 2003 - maio de 2004
3° fase: 10 de março de 2019 - presente

Xaveco foi um programa de televisão brasileiro que estreou em 1997 e exibido aos domingos pelo SBT. Inicialmente foi apresentado por Silvio Santos. Em 1998, a atração foi apresentada por Celso Portiolli.[1] Substituiu o programa Se Rolar, Rolou, que tinha formato semelhante e era apresentado por Silvio Santos.

O programa foi brevemente reprisado no primeiro semestre de 2004.

O cenário do programa lembrava uma danceteria e a todo instante eram tocadas músicas eletrônicas do gênero eurodance, que faziam sucesso na década de 1990. No começo e ao final de cada programa, os participantes dançavam ao som de músicas dance na pista de dança do Xaveco.[2]

O programa retornou como quadro do Domingo Legal no dia 10 de março de 2019.[3]

Formato[editar | editar código-fonte]

No programa, 50 homens são submetidos a um jogo de perguntas e respostas, com objetivo de conquistar uma mulher, enquanto que, em outro bloco, 50 mulheres tentavam conquistar um homem à procura de uma namorada.

Na primeira fase, é feita uma rodada eliminatória, através de perguntas e respostas que definem o perfil do homem ou da mulher ideal para namorar. Depois, entre aquele(a)s que ficam no programa, tentam conquistar a moça ou o rapaz através de uma cantada. O(a) autor(a) do melhor xaveco é escolhido(a) e se classificava para a fase final.

Em seguida, são realizadas provas eliminatórias individuais ou coletivas, de modo que apenas três participantes chegam à fase final.

Na última fase, que tem o nome de Cabeça com Cabeça, um jogo de perguntas onde as respostas devem ser iguais, decide quem é o(a) vencedor(a) e que fica com o (a) participante que está à procura de um(a) namorado(a).

Apenas no fim de cada bloco é que o casal se conhece pessoalmente e tem a chance de iniciar um namoro. Os participantes recebiam um prêmio de R$ 2 mil reais.[4]

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

No dia 22 de setembro de 2019, uma brincadeira do quadro Xaveco, do Domingo Legal, gerou polêmica nas redes sociais. Celso Portiolli estava ajudando o jovem Guilherme a arrumar uma namorada e, para isso, as pretendentes deveriam passar roupa e a que melhor soubesse passar roupa seria classificada. De acordo com a produção do programa, a mãe de Guilherme deveria ajudar a escolher sua futura nora, e ainda disse que gostaria que o filho namorasse uma menina também para cuidar dele. A prova foi bastante criticada nas redes sociais por ser considerada machista. No entanto, Celso revelou em seu programa que ele mesmo passa as próprias roupas e ainda fez uma demonstração.[5]

Referências

  1. Xaveco volta neste domingo ao SBT ÁreaVip, acessado em 2 de setembro de 2009
  2. «Sucesso no SBT, Xaveco já formou casais na vida real. Conheça». Cabine Cultural. 2 de junho de 2019. Consultado em 16 de outubro de 2019 
  3. «SBT abre inscrições para o Xaveco; atração será quadro do Domingo Legal». Observatório da Televisão. 4 de fevereiro de 2019. Consultado em 5 de fevereiro de 2019 
  4. Ellen Rocche, a nossa capa abre o jogo Jornal de Jundiaí, acessado em 2 de setembro de 2009
  5. OFuxico. «Machista? Brincadeira do 'Xaveco', de Celso Portiolli, gera polêmica». www.ofuxico.com.br. Consultado em 16 de outubro de 2019