Regio Esercito

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Bandeira de guerra da Itália.
Solados do exército real italiano, durante a primeira guerra mundial.

O Exército Real Italiano (em italiano: Regio Esercito Italiano) foi o exército do Reino da Itália, formado após a unificação do país, em 1861. Em 1946, quando por um plebiscito a Itália se tornou uma república, o exército italiano mudou de denominação e tomou sua atual forma.

A sua criação ocorreu logo após a invasão aos Estados papais em 1861, quando Manfredo Fanti assinou o decreto em 4 de maio de 1861, unindo o Exército Real da Sardenha com o Exército das Duas Sicílias. Em 1911 foi usado pela Itália na Guerra ítalo-turca, que culminou na anexação de províncias otomanas para formar a Líbia Italiana e de Ilhas Italianas do Egeu, ao derrotar o Império turco-otomano.[1][2] Lutou na Primeira Guerra Mundial ao lado dos Aliados, enquanto que na Segunda Guerra Mundial atual junto das Potências do Eixo, sendo derrotado.

Em 1915, durante a Primeira Grande Guerra, chegou a mobilizar 5 milhões de soldados. Em 1943, durante a Segunda Guerra Mundial, tinha 3,5 milhões de homens em suas fileiras.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Treaty of Peace Between Italy and Turkey The American Journal of International Law, Vol. 7, No. 1, Supplement: Official Documents (Jan., 1913), pp. 58–62 doi:10.2307/2212446
  2. «Treaty of Lausanne, October, 1912». Mount Holyoke College, Program in International Relations 
Ícone de esboço Este artigo sobre a Itália é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.