Retama monosperma

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Como ler uma infocaixa de taxonomiaRetama monosperma
Retama monosperma Plant DehesaBoyaldePuertollano.jpg
Classificação científica
Reino: Plantae
Clado: angiospérmicas
Clado: eudicotiledóneas
Ordem: Fabales
Família: Fabaceae
Género: Retama
Espécie: R. monosperma
Nome binomial
Retama monosperma
(L.) Boiss.

Retama monosperma, comummente conhecida como piorno-branco[1][2][3], é uma espécie de planta com flor pertencente à família Fabaceae.

A autoridade científica da espécie é (L.) Boiss., tendo sido publicada em Voyage botanique dans le midi de l'Espagne 2(5): 144. 1840.

Descrição[editar | editar código-fonte]

Trata-se de uma espécie microfanerófita[2], isto é, uma arvore pequena ou um arbusto.

Geralmente não orça mais de quatro metros de altura.[4] Dispõe de ramadas arredondadas, que se revestem de uma penugem sedosa acinzentada, quando o piorno-branco ainda é jovem, que se tornam glabrescentes, quando a árvore se faz adulta.[5]

As folhas exibem folíolos lanceolados e revestidos a penugem nas duas faces.[4] As inflorescências axilares podem ser solitárias ou geminadas, com 10 a 26 flores.[5] As brácteas e as bractéolas são lanceoladas ou ovado-elípticas.[4] O cálice é de feitio campanulado ou cilíndrico, bilabiado, avermelhado, glabro, com os lóbulos do lábio superior muito próximos dos do lábio inferior.[5] A corola, por seu turno, é branca. A flor tem um androceu com 4 estames curtos com anteras fixas na base. [4]

Conhece ampla utilização ornamental, seja para decoração ruderal das redes de estradas, seja inserida na ornamentação verde de espaços urbanos.[5]

Portugal[editar | editar código-fonte]

Trata-se de uma espécie presente no território português, nomeadamente em Portugal Continental. [2]

Mais concretamente, medra em todas as zonas do Centro-Oeste, salvo o Centro-Oeste arenoso; em todas as zonas do Centro-Sul, salvo do Centro-Sul Miocénico; em todas as zonas do Sudeste; e em todas as zonas algarvias, com excepção das Berlengas. [3]

Em termos de naturalidade é nativa da região atrás indicada.

Protecção[editar | editar código-fonte]

Não se encontra protegida por legislação portuguesa ou da Comunidade Europeia.

Referências

  1. Infopédia. «piorno-branco | Definição ou significado de piorno-branco no Dicionário Infopédia da Língua Portuguesa». Infopédia - Dicionários Porto Editora. Consultado em 4 de junho de 2021 
  2. a b c «Flora-On | Flora de Portugal». flora-on.pt. Consultado em 4 de junho de 2021 
  3. a b «Jardim Botânico UTAD | Retama monosperma». webcache.googleusercontent.com. Consultado em 30 de abril de 2021 
  4. a b c d Castroviejo, S. (coord. gen.). 1986-2012. Flora iberica pp.138-1140. Real Jardín Botánico, CSIC, Madrid.
  5. a b c d Castro Vasco, Inês (2016). ESPÉCIES ARBÓREAS INDÍGENAS EM PORTUGAL CONTINENTAL (PDF). Lisboa: Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, I. P. p. 12. 44 páginas 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre plantas é um esboço relacionado ao Projeto Plantas. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.