Richard Baxter

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Richard Baxter
Nascimento 12 de novembro de 1615
Rowton, Chester, Inglaterra
Morte 8 de dezembro de 1691 (76 anos)
Shropishire, Inglaterra
Nacionalidade  Inglaterra
Cônjuge Charlton Baxter
Ocupação Pastor, Autor
Religião Protestante

Richard Baxter (Rowton - Chester, 12 de Novembro de 1615Shropshire, 8 de Dezembro de 1691) foi um líder puritano inglês, sacerdote, escritor, a quem Dean Stanley chamou "o chefe dos protestantes intelectuais da Inglaterra". Em A ética protestante e o espírito do Capitalismo, Max Weber chama ao texto "Christian Directory" de Baxter um "compêndio de teologia moral puritana". O seu escrito mais famoso é "O Descanso Eterno dos Santos" (The Saints' Everlasting Rest) de 1650. Na doutrina da Predestinação, ele confessava-se adepto da versão suave do francês Moyse Amyraut (1596-1664). O termo "Baxterianismo" traduz um Calvinismo moderado, ao afirmar que Deus escolheu de fato apenas um limitado número de pessoas, mas não despreza ou rejeita ninguém, propondo uma elaboração teológica que junge ambos os sistemas, calvinismo e arminianismo, convocando-lhes ao diálogo com vista não só a contemplar o atributo de soberania divina, mas, igualmente preservando incólumes seu amor e justiça.

Richard Baxter's house - geograph.org.uk - 695615.jpg

De todos os puritanos, Baxter foi o mais prolífico deles, tendo escrito 79 volumes, deixando assim um legado inestimável às futuras gerações. O que distinguia Baxter de todos os seus pares era a coragem no enfrentamento de temas difíceis da Escritura, conduzindo sua argumentação com maestria, serenidade e firmeza. Foi sem sombra de dúvidas o maior teólogo da manjedoura puritana. Um ícone a ser lembrado, embora injustiçado sobretudo em razão de seu pioneirismo e disposição para navegar na contra-mão da maioria. Baxter nutria certa aversão por Confissões e não escondia seu desprazer pelos esforços em formatar a Igreja privando-lhe da liberdade de investigar por si mesma a Palavra e esposar suas preferências em matéria de fé.

Notas biográficas[editar | editar código-fonte]

Nasceu na casa do seu avô materno. Apesar de a família ter ancestrais nobres, o pai já não tinha um papel de destaque na sociedade.

Inicialmente, a educação de Richard foi pobre, a cargo do sacerdócio local. Mas em breve a sua situação melhorou, com a ajuda de John Owen, mestre da escola livre de Wroxeter, onde ele estudou entre 1629 e 1632, e onde fez progressos no latim.

A conselho de Owen ele não prosseguiu para Oxford (um passo de que ele depois se arrependeu), tendo ido para o castelo de Ludlow onde esteve a cargo de Richard Wickstead, o padre do conselho local. Apesar da negligência de Wickstead, Baxter beneficiou da grande biblioteca do castelo.

Em 1638 tornou-se sacerdote da Igreja Anglicana em Kidderminster, Worcestershire e foi a partir de 1642 por algum tempo capelão do exército do Parlamento (ver Oliver Cromwell).

Após a restauração da monarquia, perdeu através do decreto da Uniformidade de 1662 o seu cargo e viveu após a lei de tolerância de 1672 em Londres.

Como sacerdote de renome, que não desejava subjugar-se à Igreja do Estado, em 1685 foi condenado a 18 meses de prisão. O seu texto "O pastor reformado" proclama um ideal ao qual ele se sentia obrigado.