Rio Beás

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Rio Beas)
Ir para: navegação, pesquisa
Beás
Biás • Bias • ब्यासविपाशाਬਿਆਸ) • Vipasa • Arjikuji • Hífasis
O rio Beás visto de Van Vihar, Manali
Mapa com os principais afluentes do rio Indo
Mapa com os principais afluentes do rio Indo
Comprimento 470 km
Nascente Beas Kund, junto a Rohtang La
Altitude da nascente 3 960 m
Caudal médio 499 m³/s
Foz rio Sutle
Área da bacia 20 303 km²
País(es)  Índia
Foz do Beás está localizado em: Índia
Foz do Beás
Localização da foz do Beás na Índia
Coordenadas 31° 9' 16" N 74° 58' 31" E

O rio Beás[1] (em hindi: ब्यास; em sânscrito: विपाशा; transl.: Vipasa; em panjabi: ਬਿਆਸ), também chamado ou grafado Biás e Bias, é um rio que atravessa os estados indianos de Himachal Pradexe e Panjabe. Era conhecido como rio Arjikuji, Arjikuja ou Vipas nas antigas civilizações do vale do Indo, e como Hífasis (Hyphasis) pelos antigos gregos.[2]

O nome actual de Beás, é, segundo se crê, uma corruptela da palavra Vyas, o nome de Veda Vyasa, o autor da grande epopeia hindu, o Maabárata. O rio Beás determinou a fronteira oriental das conquistas realizadas por Alexandre Magno em 326 a.C. Nasce em Beas Kund, junto ao passo de Rohtang, a 3 960 metros de altitude, no Himachal Pradexe, e junta-se ao rio Sutle em Harike Pattan, a sul de Amritsar no Panjabe indiano. O Sutle flui para Panjabe paquistanês e une-se ao rio Chenab para formar o rio Panjnad, que se une depois ao rio Indo cerca de 40 km a leste de Rajanpur.

As águas dos rios Beás e Sutle estão atribuídas à Índia nos termos do Tratado das águas do Indo entre a Índia e o Paquistão.

Referências

  1. Machado, verbete "Panjabe".
  2. «O império e as expedições de Alexandre, o Grande». World Digital Library. 1833. Consultado em 2013-07-26. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Rio Beás
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Índia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.