Rita Alagão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Rita Alagão (Lisboa, 5 de Junho de 1967) é uma actriz,diretora,e dobradora portuguesa.

Licenciada em Teatro / Formação de Actores e Encenadores pela Escola Superior de Teatro e Cinema do Instituto Politécnico de Lisboa, trabalhou no teatro em peças de Anton Tchekov, Ibsen, Oscar Wilde, Arthur Schnitzler ou Marivaux, tendo sido dirigida por encenadores como João Brites, Glória de Matos, Rui Mendes, Roberto Cordovani ou José Peixoto.

Actriz em mais de vinte produções televisivas, entre séries ou novelas, como Mundo Meu (2006), O Clube das Chaves (2005), Queridas Feras (2003), O Olhar da Serpente (2002), Fábrica de Anedotas (2001), Jornalistas (1999), Ballet Rose de Leonel Vieira (1998), Roseira Brava (1996), La Mondaine: La madonne de Lisbonne telefilme de Maurice Frydland (1995), Os Melhores Anos e O Quadro Roubado de José Carlos de Oliveira (1992), entre outros. Desde 2002 que coordena elencos infantis para a televisão.

No cinema participou em dois projectos independentes de Marta Maia Martins (O Elevador) e Vera Amaral (Film Lovers Are Sick People).

É, desde 1994, professora do Instituto Superior de Educação e Ciências.

É uma das dobradoras portuguesas mais conhecidas, e dos seus trabalhos fazem parte a voz da vilã Maléfica de "A Bela Adormecida" e da Rainha Narissa em "Uma História de Encantar", ambos da Disney. Um dos seus trabalhos mais recentes é a dobragem da personagem "Mãe Gothel", também uma vilã, no filme "Entrelaçados" igualmente da Disney.

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Rita Alagão no IMDB