Rogério Colaço

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rogério Colaço
Rogério Colaço, 2020
Nascimento 27 de junho de 1968
Ocupação investigador e professor universitário

Rogério Anacleto Cordeiro Colaço (Soure, 27 de junho de 1968), é um professor catedrático e cientista português. Foi pioneiro da nanotribologia em Portugal. É desde 2020 presidente do Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa.

Percurso[editar | editar código-fonte]

Rogério Colaço é Professor Catedrático e investigador português. [1][2]

No seu trabalho de investigação dedica-se ao estudo de materiais nano-estruturados, biomateriais ao desenvolvimento de nanotecnologias. [3][4]

O seu percurso como cientista inicia-se em 1986 no Instituto Superior Técnico (IST) onde frequenta o curso de Engenharia Metalúrgica e de Materiais. Ainda estudante começa a trabalhar como bolseiro no Laboratório Laser do Departamento de Física da Universidade de Lisboa, do Instituto Nacional de Investigação Científica e Tecnológica (INICT). [1]

Em dezembro de 1991, termina a licenciatura e é nomeado Assistente Estagiário no Departamento de Engenharia de Materiais do IST. [5]

Em 2002, conclui o seu doutoramento e inicia a sua carreira como professor, chegando a Professor Catedrático do Departamento de Engenharia Mecânica em 2014, dando aulas em várias áreas, nomeadamente em tribologia, engenharia de materiais, materiais nano-estruturados, entre outras.[5][1][6] Também neste ano, introduz em Portugal a investigação Nanotriobologia e começa a colaborar com investigadores estrangeiros, nomeadamente o especialista em triobologia Ali Erdemir[7] (Argonne National Laboratory) e os físicos Andrej Kulik (EPFL)[8] e Ernst Meyer (Universidade de Basel)[9].[10]

Funda o laboratório Nanolab em 2007 e o seu trabalho de investigação passa a abranger a biotribologia e os  biomateriais.[2][1] O laboratório foca-se em três linhas de investigação: biomateriais, tribologia e materiais cimentícios que servem também de orientação para as parcerias com entidades internacionais como fortemente alicerçadas em a Colorado School of Mines[11], o MIT (Massachusetts Institute of Technology) e a Universidade de São Paulo.[1]

Em 2012, dá início a uma nova investigação com o apoio da Cimpor SGPS, com o objetivo de descobrir formas de reduzir as emissões de CO2 na produção de cimento. Deste trabalho resultaram duas patentes e inúmeros artigos científicos.[12][13][14][15] É um dos membros fundadores da plataforma C5Lab – Sustainable Construction Materials Association, que procura combater as alterações climáticas inovando os processos utilizados pela indústria do cimento nacional e internacional e com o qual o NanoMatLab colabora.

A 2 de dezembro de 2019, é nomeado presidente do Instituto Superior Técnico, exercendo o cargo desde o início de 2020. [16][17]

Publicações[editar | editar código-fonte]

Artigos Científicos

É autor de mais de 150 artigos científicos, citado por outros investigadores mais de 3000 vezes. [18] [19][20][21]

Livros

É autor e co-autor de vários capítulos de livros científicos:

  • Autor do capítulo: "From Nano and Microcontacts to Wear of Materials" no Livro Fundamentals of Friction and Wear on the Nanoscale, Enrico Gnecco and Ernst Meyer Eds, NanoScience and Technology, pp 517-543,Springer International Publishing, 2015, ISBN 978-3-319-10560-4 [24]
  • Autor do capítulo: "Steels for civil construction" (pag. 273-302), no livro Materials for Construction and Civil Engineering, Science, Processing, and Design, Gonçalves, M. Clara, Margarido, Fernanda (Eds.), 2015, ISBN 978-3-319-08236-3[25]
  • Autor do Capítulo: "Surface-Damage Mechanisms: from Nano- and Microcontacts to Wear of Materials" (pag. 453-480), no livro Fundamentals of Friction and Wear, Editors: Gnecco, Enrico, Meyer, Ernst, Publisher: Springer Berlin Heidelberg, 2007, ISBN 978-3-540-36807-6 [26] [27]
  • Co-autor do capítulo "Atomic Force Microscopy in Bioengineering Applications", no livro Scanning Probe Microscopy in Nanoscience and Nanotechnology, Publisher: Springer Berlin Heidelberg, 2013, ISBN 978-3-642-03535-7 [28]

Jornais e Revistas

Escreve artigos de opinião para os jornais Expresso e o IOnline [29] e para a Construção Magazine. [30][31]

Patentes[editar | editar código-fonte]

É co-inventor de dois processos que visam uma redução significativa das emissões de CO2 na produção de materiais de construção, já patenteados internacionalmente:

  • DENDRITIC BELITE BASED HYDRAULIC BINDERS AND METHODS FOR THEIR MANUFACTURING. Authors: R. Bayão Horta, R.L. Santos, J. Pereira, P. Rocha, S. Lebreiro, J.N.C. Lopes, R. Colaço. [12][32][33][34][14][35]
  • AMORPHOUS LOW-CALCIUM CONTENT SILICATE HYDRAULIC BINDERS AND METHODS FOR THEIR MANUFACTURING. Authors: R. Bayão Horta, R.L. Santos, J. Pereira, P. Rocha, S. Lebreiro, J.N.C. Lopes, R. Colaço. [13][36][37][38]

Referências

  1. a b c d e «Todos somos Técnico» 
  2. a b «NanoMatLab - Nanostructured Materials and Nanotechnologies Laboratory» 
  3. «FenixEdu™» 
  4. «Rogério Colaço - Citações do Google Académico» 
  5. a b «Ordem dos Engenheiros» 
  6. ORCID. «Rogério Colaco (0000-0002-5529-1621)» (em inglês) 
  7. ORCID. «Ali Erdemir (0000-0002-6489-9620)» (em inglês) 
  8. «Dr. Andrzej Kulik Archives -» (em inglês) 
  9. name, author. «Prof. Meyer» (em inglês) 
  10. «NanoLab» 
  11. «Anuj Chauhan - Citações do Google Académico» 
  12. a b «European Patent Office: DENDRITIC BELITE BASED HYDRAULIC BINDERS AND METHODS FOR THEIR MANUFACTURING» 
  13. a b Amorphous low-calcium content silicate hydraulic binders and methods for their manufacturing (em inglês), 19 de janeiro de 2015, consultado em 7 de maio de 2020 
  14. a b Garcia, Ricardo (8 de julho de 2013). «Invenção portuguesa pode ajudar as cimenteiras a lançar menos CO2». Jornal Público. Consultado em 7 de maio de 2020 
  15. «Conversas: Paulo Rocha, Ângela Nunes, João Bordado, Eduardo Júlio e Rogério Colaço» 
  16. VISÃO
  17. «O novo homem do leme é engenheiro mecânico» (PDF). Educação Internacional. 10 de janeiro de 2020. Consultado em 8 de maio de 2020 
  18. «Rogério Colaço - Citações do Google Académico» 
  19. «ProfileOfResearchers» 
  20. «Rogério Colaço». Researchgate. Consultado em 8 de maio de 2020 
  21. «Scopus preview - Scopus - Author details (Colaço, Rogério)» 
  22. «Aco_GuiaMateriais.pdf - R Colao Aos Cap 3 pp 52-75 Materiais de Construo Guia de Utilizao Editores M Clara Gonalves F Margarido e R Colao Loja da Imagem | Course Hero» (em inglês) 
  23. «BNP - Bibliografia Nacional Portuguesa» 
  24. Gnecco, Enrico; Meyer, Ernst, eds. (2015). Fundamentals of Friction and Wear on the Nanoscale. Col: NanoScience and Technology (em inglês) 2 ed. [S.l.]: Springer International Publishing. pp. 517–543. ISBN 978-3-319-10560-4. doi:10.1007/978-3-319-10560-4_23 
  25. Goncalves, M. Clara; Margarido, Fernanda, eds. (2015). Materials for Construction and Civil Engineering: Science, Processing, and Design (em inglês). [S.l.]: Springer International Publishing. ISBN 978-3-319-08236-3 
  26. Gnecco, Enrico; Meyer, Ernst, eds. (2007). Fundamentals of Friction and Wear. Col: NanoScience and Technology (em inglês). Berlin Heidelberg: Springer-Verlag 
  27. Gnecco, Enrico; Meyer, Ernst (5 de novembro de 2014). Fundamentals of Friction and Wear on the Nanoscale (em inglês). [S.l.]: Springer 
  28. Colaço, R.; Carvalho, P. A. (2013). «Atomic Force Microscopy in Bioengineering Applications». spmn (em inglês). 397 páginas. doi:10.1007/978-3-642-25414-7_15 
  29. «ionline» 
  30. «Autores Construção Magazine | Rogério Colaço» 
  31. Colaço, Rogério (2-2019). «Porque não devem ser abolidas as propinas». Expresso Semanário  Verifique data em: |data= (ajuda)
  32. «European Patent Office - Tradução da Patente para Pt: DENDRITIC BELITE BASED HYDRAULIC BINDERS AND METHODS FOR THEIR MANUFACTURING». Consultado em 7 de maio de 2020 
  33. Patentscope: https://patentscope.wipo.int/search/en/detail.jsf?docId=WO2016118029
  34. Dendritic belite based hydraulic binders and methods for their manufacturing (em inglês), 19 de janeiro de 2015, consultado em 7 de maio de 2020 
  35. «Cimpor reduz 25% de CO2 na produção» 
  36. «European Patent Office: Amorphous low-calcium content silicate hydraulic binders and methods for their manufacturing» 
  37. «Free Patents -online: AMORPHOUS LOW-CALCIUM CONTENT SILICATE HYDRAULIC BINDERS AND METHODS FOR THEIR MANUFACTURING». Consultado em 7 de maio de 2020 
  38. «European Patent Office - tradução da patente: Amorphous low-calcium content silicate hydraulic binders and methods for their manufacturing». Consultado em 7 de maio de 2020