São Lourenço (Minas Gerais)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outras cidades com este nome, veja São Lourenço (desambiguação).
São Lourenço
  Município do Brasil  
São Lourenço visto de seu ponto mais alto
São Lourenço visto de seu ponto mais alto
Símbolos
Bandeira de São Lourenço
Bandeira
Brasão de armas de São Lourenço
Brasão de armas
Hino
Lema Acqua vitae ignis fidei
"Água da vida, fogo da fé"
Gentílico são-lourenciano[nota 1][1]
Localização
Localização de São Lourenço em Minas Gerais
Localização de São Lourenço em Minas Gerais
São Lourenço está localizado em: Brasil
São Lourenço
Localização de São Lourenço no Brasil
Mapa de São Lourenço
Coordenadas 22° 06' 57" S 45° 03' 14" O
País Brasil
Unidade federativa Minas Gerais
Municípios limítrofes Soledade de Minas, Carmo de Minas, Pouso Alto, São Sebastião do Rio Verde.
Distância até a capital 387 km
História
Fundação 1 de abril de 1927
Administração
Prefeito(a) Célia Shiguematsu Cavalcanti[2] (PR, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [4] 57,065 km²
População total (Estimativa IBGE/2017[5]) 45 457 hab.
Densidade 796,58 hab./km²
Clima Tropical de altitude (Cwa)
Altitude 875 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
CEP 37470-000 a 37471-999[3]
Indicadores
IDH (PNUD/2013[6]) 0,759 alto
 • Posição MG: 26°
PIB (IBGE/2015[7]) R$ 864 907,27 mil
PIB per capita (IBGE/2015[7]) R$ 19 314,16
Outras informações
Padroeiro(a) São Lourenço[8]
saolourenco.mg.gov.br (Prefeitura)
www.camarasl.mg.gov.br (Câmara)

São Lourenço é um município brasileiro do estado de Minas Gerais, uma das mais conhecidas estâncias hidrominerais do Brasil. Faz parte do Circuito das Águas de Minas Gerais, na Serra da Mantiqueira. Sua população é de 45.457 habitantes.[5]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localizado na Serra da Mantiqueira, o município se encontra a aproximadamente 950 metros de altitude. O ponto mais baixo, na cota de 947 metros, se localiza na foz do Córrego dos Poços e o ponto mais alto está a 1352 metros de altitude, no Morro dos Lobos. Tem como municípios vizinhos São Sebastião do Rio Verde, Pouso Alto, Soledade de Minas e Carmo de Minas.[9]

Clima[editar | editar código-fonte]

Névoa de inverno cobrindo a cidade de São Lourenço à noite

Município de clima ameno, tem uma temperatura média de 18 °C, com a sensação térmica chegando a 0 °C no inverno. Com altitude de 875 metros na sede da prefeitura, tem clima tropical de altitude, com temperatura média no verão de 22 °C.

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), referentes ao período de 1961 a 1983 e a partir de 1986, a temperatura mínima absoluta registrada em São Lourenço foi de -1,3 °C em 21 de julho de 1981,[10] e a máxima absoluta de 36,6 °C em 15 de outubro de 2014.[11] O maior acumulado de precipitação em 24 horas atingiu 171 mm em 3 de janeiro de 2000. Outros grandes acumulados iguais ou superiores aos 100 mm foram 136,8 mm em 17 de outubro de 1978, 121,6 mm em 16 de janeiro de 2016, 113,9 mm em 13 de janeiro de 1966, 112,2 mm em 18 de dezembro de 1992, 111,9 mm em 23 de fevereiro de 1972, 111,1 mm em 26 de novembro de 1975, 108,8 mm em 21 de novembro de 1996, 108,2 mm em 24 de janeiro de 1969, 107,4 mm em 11 de janeiro de 2013, 105,2 mm em 26 de abril de 1961, 103,8 mm em 23 de dezembro de 1994, 102,6 mm em 6 de março de 1983 e 100,7 mm em 25 de janeiro de 1964.[12] Janeiro de 2007 foi o mês de maior precipitação, com 633,1 mm.[13]

Dados climatológicos para São Lourenço
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima recorde (°C) 36,4 34,8 34,2 33 30,6 30 31,2 35,6 35,8 36,6 35,4 34,9 36,6
Temperatura máxima média (°C) 28,8 29,4 28,9 27,9 25 24,3 24,6 26,5 27,1 28,2 28,5 28,5 27,3
Temperatura média compensada (°C) 22,4 22,3 21,7 20 16,5 14,8 14,8 16,6 18,8 20,8 21,5 22 19,4
Temperatura mínima média (°C) 17,8 16,7 16,7 14,2 10,4 8,2 7,6 8,7 12,2 14,8 16,3 17,4 13,5
Temperatura mínima recorde (°C) 10 10,6 8,4 3,6 1,6 -1 -1,3 0,4 2,6 4,4 6 8,4 -1,3
Precipitação (mm) 323,9 203,3 188,7 73,9 65,1 27,3 27,2 24,1 83,5 121,3 170,6 286,3 1 595,2
Dias com precipitação (≥ 1 mm) 17 13 13 6 5 3 3 3 7 10 13 17 110
Umidade relativa compensada (%) 78,4 78 78,4 77,1 79 79,7 75,7 68,5 68,7 70,7 73,6 78,1 75,5
Horas de sol 170,9 178,1 199,7 210,7 199,1 187 218,6 239,8 203,3 203,6 193 168,1 2 371,9
Fonte: Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) (normal climatológica de 1981-2010;[14]
recordes de temperatura de 01/01/1961 a 31/12/1983 e 01/01/1986-presente)[10][11]

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Economia[editar | editar código-fonte]

Parque das Águas.

O turismo e o comércio são as principais atividades econômicas do município. São Lourenço se firmou como uma das mais importantes estâncias hidrominerais do Brasil. Cidade pólo do Circuito das Águas, está apta a atender os mais exigentes clientes, com o 2° maior parque hoteleiro do estado.

São Lourenço ocupa a 383ª posição, em 2010, em relação aos 5.565 municípios do Brasil, sendo que 382 (6,86%) municípios estão em situação melhor e 5.183 (93,14%) municípios estão em situação igual ou pior. Em relação aos 853 outros municípios de Minas Gerais, São Lourenço ocupa a 26ª posição, sendo que 25 (2,93%) municípios estão em situação melhor e 828 (97,07%) municípios estão em situação pior ou igual. [15]

Possui um aeroporto municipal, Aeroporto de São Lourenço, com uma pista de 1300 metros (Alterada para 1030 metros) por 30 metros de largura, possui dois hangares e saguão de passageiros com lanchonete, banheiros alem de patio de estacionamento para aeronaves.

Atrativos turísticos[editar | editar código-fonte]

São Lourenço, Minas Gerais 
Festival de balões na cidade 
Prática de esportes radicais na Montanha Mágica, um dos pontos mais altos de São Lourenço com 1180 metros de altitude 
Teleférico da Cidade 
Parque das Águas 
Templo de Eubiose 

Turismo de Saúde[editar | editar código-fonte]

Fonte Vichy.

São Lourenço, como estância hidromineral, coopera para a cura de diversas patologias com o clima, a mudança de ambiente, a vida ao ar livre, a presença da natureza, tranquilidade, repouso, assistência médica especializada, além dos benefícios das águas minerais.

São-lourencianos notórios[editar | editar código-fonte]

Educação[editar | editar código-fonte]

É destaque na região sediando diversas instituições de ensino médio e superior como a Faculdade São Lourenço/FEM, Universidade Presidente Antonio Carlos - Unipac, Faculdade Victor Hugo e Universidade Cândido Mendes - UCAM (pós-graduação).

Esporte[editar | editar código-fonte]

  • Esporte Clube São Lourenço
  • São Lourenço Rugby Clube

Hospital de São Lourenço[editar | editar código-fonte]

  • O Hospital da Fundação Casa de Caridade de São Lourenço, também conhecido como Hospital São Lourenço, é entidade filantrópica de direito privado criado em 12/01/1939, declarada de utilidade pública federal pelo decreto número 59960 de 29/07/53, para prestar atendimento médico-hospitalar à comunidade de São Lourenço e região.
  • Atualmente, conta com 110 leitos, sendo 98 para internações, 10 para Terapia Intensiva Adulta (UTI) e 18 de Unidade de Terapia Intensiva para Neonatos (UTIP).
  • O serviço de terapia intensiva adulto foi inaugurado em 1987 para oferecer retaguarda para São Lourenço e região. Por ser pioneiro no serviço de terapia intensiva do Circuito das Águas, vem garantido segurança, não só para os pacientes da região como também para todos os turistas que visitam as estâncias hidrominerais.

Enchentes[editar | editar código-fonte]

São Lourenço apresentou alguns episódios de enchentes. As enchentes mais sérias aconteceram nos anos de 1926, 1946, 1986, 1990 e 2000.

Em janeiro de 2000, uma forte tempestade fez transbordar o Rio Verde que corta a cidade o que deixou as partes mais baixas inundadas, incluindo o Parque das Águas e o centro da cidade. A água chegou a subir mais de 4,5 metros. Uma curiosidade é que após a enchente, o Parque das Águas começou a "hospedar" capivaras na ilha do lago.

Notas

  1. Gentílicos devem seguir a ortografia oficial vigente, sem exceção; de acordo com o VOLP, o gentílico da cidade grafa-se com hífen.

Referências

  1. «Uso do gentílico sãolourenciano em comunicado da Polícia Militar na página da Câmara Municipal». Consultado em 12 de maio de 2009 [ligação inativa]
  2. de agosto de 2018 https://www.saolourenco.mg.gov.br/noticia.php?id=1068=7 de agosto de 2018 Verifique valor |url= (ajuda)  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  3. Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. «Busca Faixa CEP». Consultado em 1 de fevereiro de 2019 
  4. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  5. a b «Estimativas da população residente nos municípios brasileiros 2017». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 21 de março de 2017 
  6. «Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil 2013» 
  7. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2015». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 21 mar. 2018 
  8. Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC). «Lista por santos padroeiros» (PDF). Descubra Minas. p. 20. Consultado em 14 de setembro de 2017. Cópia arquivada (PDF) em 14 de setembro de 2017 
  9. Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais. «Municípios de Minas Gerais». Consultado em 4 de julho de 2014 
  10. a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura mínima (°C) - São Lourenço». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 18 de março de 2018 
  11. a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura máxima (°C) - São Lourenço». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 18 de março de 2018 
  12. «BDMEP - série histórica - dados diários - precipitação (mm) - São Lourenço». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 18 de março de 2018 
  13. «BDMEP - série histórica - dados mensais - precipitação total (mm) - São Lourenço». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 18 de março de 2018 
  14. «NORMAIS CLIMATOLÓGICAS DO BRASIL». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 2 de junho de 2018 
  15. «Atlas do Desenvolvimento Humano do Brasil». 2013. Consultado em 30 de outubro de 2014. Arquivado do original em 31 de outubro de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]