Sabah (jornal)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sabah
Formato berlinense
Sede  Turquia, Istambul (Beşiktaş)
Preço 0,50 liras turcas (abril de 2009)[1]
Fundação 1985 (31 anos)
Proprietário Turkuvaz Medya Grubu
Orientação política democrata liberal; centro-direita
Idioma turco
Circulação 400 000 (abril de 2009)[1]
Página oficial www.sabah.com.tr

O Sabah ("Manhã" em turco) é um jornal diário turco de grande circulação, com tiragens diárias superiores a 350 000 exemplares (400 000 em abril de 2009).[1]

Em 2007 o governo liderado por Recep Tayyip Erdoğan processou o jornal com base num documento legal que não tinha sido divulgado às autoridades quando o Sabah foi vendido em 2001. Alguns dos funcionários do jornal foram despedidos e o jornal foi depois comprado pela empresa Calik Holding AS, cujo diretor executivo (CEO) era o genro de Erdoğan. Segundo Asli Aydintasbas, a chefe de redação da delegação em Ancara até aquela compra, desde então que o jornal adotou uma "linha decididamente pró-governamental".[2]

Desde 2009 que o jornal inclui como suplemento dominical o The New York Times International Weekly, uma seleção de artigos do The New York Times traduzidos para turco.

Notas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c «Gazete tirajları, günlük gazetelerin satış rakamları». www.xgazete.com (em turco). 2009. Arquivado desde o original em 5 de julho de 2011. Consultado em 5 de julho de 2011. 
  2. Aydintasbas, Asli (18 de setembro de 2009). «Turkey's War on the Press». online.wsj.com (em inglês). The Wall Street Journal. Consultado em 5 de julho de 2011. 


Ícone de esboço Este artigo sobre a Turquia é um esboço relacionado ao Projeto Europa e ao Projeto Ásia. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre meios de comunicação ou jornalismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.