Scott Raynor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Scott Raynor
Scott em 1995
Informação geral
Nome completo Scott William Raynor, Jr.[1]
Também conhecido(a) como Mad Dog[1][2]
Nascimento 23 de maio de 1978 (39 anos)[2]
Origem Poway, Califórnia[2]
País  Estados Unidos
Gênero(s) Pop punk
Punk rock
Skate punk
Ocupação(ões) Baterista
Instrumento(s) Bateria
Período em atividade 1992–presente
Gravadora(s) Fags in the Wilderness Records (1993)
Filter Records (1993)
Kung Fu Records (1993)
Cargo Music (1994)
Grilled Cheese Records (1994)
Big Weenie Records (1994)
MCA Records (1997–1998)
Afiliação(ões) Blink-182, One Track Mind, Grimbly, Death on Wednesday, Isinglass, Fantastica Bastidas, Trailer Park Queen, Illicit Compactor

Scott William Raynor, Jr.[1] (Poway, 23 de maio de 1978[2]) é um baterista estadunidense, conhecido por ser membro fundador da banda californiana Blink-182.[3] Saiu do grupo em 1998,[1] sendo substituído por Travis Barker.

Foi no quarto de Scott Raynor[4] que o Blink-182 gravou sua demo tape Flyswatter, lançada em 1993. Mark Hoppus e Tom DeLonge decidiram não contar mais com Scott no Blink no meio de uma turnê em 1998, citando o seu abuso de bebida alcoólica, o que foi admitido pelo próprio baterista posteriormente.

Poucas notícias a respeito de seu paradeiro foram divulgadas desde então. Em 2001, entrevistado pelo site San Diego Punk, respondeu que já havia tocado com algumas bandas: "Yeah Death on Wednesday, e foi um prazer tocar com esses caras, e agora estou na One Track Mind, mas vou tentar outras bandas, como A Big, A Bang, A Boom. E também a Trailer Park Queen”. Em 2004, disse ao absolutepunk.net que a amizade entre ele, Mark e Tom não sobreviveu às divergências de ideias entre os três, “Eu nunca teria ficado pelado”.[5]

Apareceu ainda em bootlegs de videos de bandas como Fantasticas Bastidas, mas o momento mais relevante de sua tragetória pós-blink foi o lançamento de um EP em 2017, como baterista oficial da banda The Wraith.[6]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Raynor começou a tocar bateria quando ele se juntou a uma banda com alguns amigos, porque, segundo ele, tinham tomado todos os "bons instrumentos" antes que ele pudesse escolher.[7] Ele cita Fugazi[7] e Metallica[2][8] como suas bandas favoritas.

Além de ter passado por diversas bandas, a maioria sem espaço algum no mainstream, também pratica trabalho voluntário para a associação Stand Up Kids, que ajuda crianças de rua com comida e produtos de higiene.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Blink-182[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

Extended plays (EP)[editar | editar código-fonte]

Demo tapes[editar | editar código-fonte]

Singles[editar | editar código-fonte]

The Wraith[editar | editar código-fonte]

Extended plays (EP)[editar | editar código-fonte]

  • 2017 - Shadow Flag

Referências