Serge Gruzinski

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Serge Gruzinski
Nascimento 05 de novembro de 1949 (69 anos)
Tourcoing, França
Nacionalidade França Francesa
Ocupação Historiador
Principais trabalhos O pensamento mestiço

Serge Gruzinski (Tourcoing, França, 5 de novembro de 1949) é um historiador francês especializado em questões latino-americanas.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Historiador francês pertencente à história das mentalidades É arquivista, paleógrafo e doutor em História. Realiza estudos sobre a imagem mestiça e o ingresso na modernidade do México. Nos últimos anos, realiza pesquisas sobre o Brasil e o Império Português. [1] [2]

Pensamento[editar | editar código-fonte]

O autor investiga a complexidade do contato entre a cultura europeia imposta aos povos do Novo Mundo, evitando o esquematismo do tipo apogeu e gloria da cultura pré-colombiana e seu declínio. Estuda detalhes as múltiplas variáveis não consideradas na abordagem tradicional e faz a critica o estruturalismo por privilegiar uma abordagem teórico metodológica de grande escala que privilegia um todo coerente, mas que esquece detalhes, complexidades e relações que surgem de analises mais profundas.

O objetivo de sua obra é explicar como se deu essa miscigenação cultural, como ela foi trabalhada pelas elites e pelo povo, o quanto de nativo e como foi preservado e como as categorias europeias foram assimiladas. [3]

Nos últimos anos, realiza pesquisas sobre o Brasil e o Império português. Sua última obra publicada e “Les Quatres parties du monde” no ano 2004. Atualmente atua como diretor de pesquisa no "Centro Nacional de Investigación Científica" (CNRS), dirige a "Unidad Mixta de Investigación Empires, Sociétés, Nations", renova anualmente, em Paris, seu seminário "Cultures et sociétés de l’Amérique coloniale, XVIe – XIXe siècle" e é diretor de teses doutorais na "Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais" ("Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales). [4] [5]

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Obras[editar | editar código-fonte]

  • La colonización de lo imaginario. Sociedades indígenas y occidentalización en el México Español S.XVI-XVIII. Fondo de Cultura Económica, México D.F., 1991.
  • El águila y la sibila. Frescos indios de México.
  • Los mexicas. Auge y caída de un imperio
  • La Ciudad de México. Una historia.
  • Entre dos mundos: fronteras culturales y agentes mediadores.
  • La guerra de las imágenes, de Cristóbal Colón a "Blade Runner" (1492-2019)
  • La mente mestiza: las dinámicas intelectuales de la globalización y la colonización.
  • As quatro partes do mundo: história de uma mundialização.
  • Que horas são...Lá, no outro lado?: América e Islã no limiar da Época Moderna.
  • A Águia e o Dragão: Ambições europeias e mundialização no século XVI.

Referências

  1. [1] Serge Gruzinski O pensamento mestiço por Antonio Carlos Amador Gil
  2. [2] Serge Gruzinski
  3. [3] Serge Gruzinski O pensamento mestiço por Antonio Carlos Amador Gil
  4. [4] Serge Gruzinski O pensamento mestiço por Antonio Carlos Amador Gil
  5. [5] Serge Gruzinski, Wikipédia espanhol