Social Media Week

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A Social Media Week (ou SMW) é uma conferência mundial e plataforma de notícias com o intuito de compartilhar idéias, inovações ou promover discussões sobre como os impactos das mídias sociais e tecnologia nos negócios, sociedade e cultura ao redor do mundo[1]. A conferência promove tais discussões através de palestras, debates, entrevistas, workshops e até mesmo demonstrações ou lançamentos de produtos. Uma de suas missões é ajudar pessoas, em projetos de inclusão social ou expansão da conectividade, e permitir que organizações que atuam na área de mídias sociais se conheçam, compartilhem conhecimento e experiência e colaborem entre si[2].

Missão[editar | editar código-fonte]

A missão da conferência pode ser resumida nos três principais objetivos definidos no Manifesto da conferência[3]:

  • Promover discussões e debates sobre os impactos e influência das mudanças na conectividade humana no contexto educacional, de entretenimento e de conteúdo diverso
  • Ser uma plataforma para inovadores, palestrantes e pensadores líderes a apresentarem uma nova maneira desafiadora de fazer coisas na área de mídia social, relatando suas jornadas, compartilhando erros e acertos cometidos, divulgando suas experiências e opiniões sobre o tema
  • Desempenhar um papel instrumental em encorajar a criação de originalidade, inspirando a audiência a ouvir ao mesmo tempo que desafiando-a a compartilhar idéias, sugestões ou melhoras, na análise de como indivíduos e comunidades se comportam, trabalham, e se adaptam a levar uma vida mais produtiva

Público[editar | editar código-fonte]

O evento possui conferências na Europa, Ásia, América do Norte, América do Sul, Oceania e África.

Conta com mais de 70.000 participantes a cada ano, 5.000 palestrantes e mais de 1 milhão de pessoas conectadas via redes sociais e dispositivos móveis. A audiência da conferência consiste sobretudo no seguinte grupo:

  • Executivos nível C
  • Executivos de marketing
  • Empreendedores digitais
  • Empreendedores de tecnologia e fundadores de empresas
  • Executivos de publicação de mídia
  • Blogueiros e jornalistas

As empresas de negócios que se apresentam na conferência variam de pequenos negócios de inovação iniciando a grandes empresas altamente reconhecidas.

Publicação[editar | editar código-fonte]

A conferência publica diversos tipos de materiais, entre eles[1]:

  • artigos de notícias
  • lançamentos ou demonstrações de produtos
  • pesquisa científica
  • entrevistas
  • opiniões de pensadores sobre temas de atualidade

As pesquisas científicas são originais ou feitas por uma entidade externa e são publicadas anualmente.

O evento possui algumas iniciativas de publicação como o BrainCandy, que consiste em uma série de vídeos de 60 segundos, mostrando funcionalidades pouco conhecidas, dicas de usos ou truques com ferramentas sociais que podem melhorar a experiência de vida dos usuários, permitindo uma maior produtividade de trabalho[4].

Empresas financiadoras e parceiros[editar | editar código-fonte]

Diversas empresas de grande porte financiam ou já financiaram, ou colaboraram como parceiro em algum evento da SMW. Entre elas, podem ser citadas:

Cidades do evento[editar | editar código-fonte]

O evento é exibido em diversas cidades do mundo inteiro. A exibição em cada localidade ocorre em uma data diferente do ano. Entre as principais cidades, que constantemente exibem conferências da SMW, podem ser citadas:

Temas[editar | editar código-fonte]

Alguns constantes temas de eventos da Social Media Week são:

Open & Connected[editar | editar código-fonte]

Este costuma ser o tema global da conferência[5]. É relacionado ao impacto sócio-econômico e cultural de um mundo onde as pessoas e coisas estão cada vez mais conectadas[6].

O conceito de conectado referido consiste no conjunto de pessoas com acesso a computador e conectividade com Internet. Em 2015, existem mais de 3 bilhões de pessoas nessa classe e em torno de 2022, haverá mais de 6 bilhões. É esperado que essa classe inclua mais de 75 porcento da população global, e assim, o alcance desse grupo é maior e o poder de influência desse grupo sobre os diversos aspectos da sociedade é elevado. Algumas palestras[7] nesse tema focam em novas abordagens de maneira a aumentar a inclusão de pessoas nessa classe.

Outra linha de palestras da conferência nesse tema consiste em como o mundo otimizar a experiência de conectividade humana. Nesse contexto, existem diversas linhas que propões negócios ou modelos de negócio que visam a melhorar esse tipo de experiência. Também há linhas que demonstram como negócios podem ser otimizados a terem melhor desempenho através da melhor adequação ao mundo conectado por mídias sociais[8] [9].

Social Data[editar | editar código-fonte]

Este tema consiste em basicamente extrapolação do conceito de "Big data" para a área de mídias sociais[10]. O termo "Big data" se refere ao aumento excessivo da quantidade de informação armazenada e processada por aplicações, enquanto "Social Data" pode ser visto como uma espécie de humanização do conceito de dados e um tratamento dos mesmos como informações de aspecto social que podem ser manipuladas pelas aplicações. Nessa área, várias palestras propõem métodos de como tais dados podem ser utilizados para aprimorar negócios[11] [12].

Reimagining Human Connectivity[editar | editar código-fonte]

É um tema mais relacionado à analise comportamental do ser humano, em aspectos de como o processo de interação é afetado pela conectividade e utilização de mídias sociais. As palestras e workshops geralmente geralmente consistem nas seguintes grandes linhas de pesquisa:

  • estudo de maneiras inovadoras de aprimorar a experiência humana de conectividade, que geralmente envolve a utilização de abordagens novas de interação que trazem benefício aos participantes da mesma.
  • análise de aspectos sociais e de interação em sociedades ou grupos sociais que possuem maneiras mais primitivas de conectividade.
  • estudar formas de inclusão social de grupos sociais de baixa conectividade ou o processo de adaptação de tais indivíduos a ambientes de alta conectividade[13] [14].

Crítica[editar | editar código-fonte]

A SMW tem recebido diversas críticas, na maioria bastante positivas, ao longo do tempo:

  • Craig Hepburn, diretor global de mídias sociais da Nokia, considera a conferência não como apenas um evento, mas como um movimento inovativo que encoraja o compartilhamento das melhores práticas no contexto de exploração de mídias sociais[15].
  • Patrick Starzan (vice-presidente de Marketing da Funny or Die) comenta que a Social Media Week é um fenômeno global que permite o compartilhamento de idéias, estratégias, histórias de sucesso e falha[16]. Também elogia o fato de não ter sido apenas transmitindo informação a uma audiência, mas que pareceu mais como uma conversa com a comunidade ativa na área.
  • Sree Sreenivasan, do site CNET, comenta que a conferência conta com diversos eventos em várias cidades, com alguns painéis sendo transmitidos simultaneamente, o que dificulta à audiência acompanhar tudo que acontece na mesma.[17]
  • Krystal D’Costa da revista Scientific American elogia o crescimento da conferência, que se tornou cada vez maior, em escala mundial, sem perder sua essência e identidade[18]. Martin Bryant, do site de notícias de tecnologia The Next Web, também faz críticas positivas ao crescimento da conferência, mencionando seu trajetória desde a sua primeira e simples exibição em 2009 em Nova Iorque até a atual celebração internacional na área de mídias sociais, ressaltando ainda que a escala da conferência é no mínimo impressionante[19].
  • Richard Morgan da revista Fortune faz críticas negativas sobre como as apresentações da Social Media Week em Nova Iorque são conduzidas[20].
  • O site memeburn elogia à terceira edição da conferência em Lagos, ressaltando que a conferência não tem fronteiras (sua edição na Nigéria foi atendida por diversos participantes de outros países)[21] e a relevância do conteúdo do mesmo, entretanto lamenta que o foco da mesma não seja na exibição de startups relacionadas a mídias sociais.

Eventos importantes[editar | editar código-fonte]

Na Social Media Week São Paulo 2013, com o tema "Open & Connected", houve o anúncio do lançamento do Spotify no Brasil[22] [23].

Na Social Media Week 2014, de tema "Reimagining Human Connectivity", o documentário filme vencedor de prêmios, WEB, teve seu lançamento antecipado. O filme relata crônicas de crianças em vilarejos remotos nos Andes e Floresta Amazônica ganhando acesso a laptops e à Internet pela primeira vez[24].

Referências

  1. a b «About - Social Media Week» 
  2. «Social Media Week SP | Virada Empreendedora 2015». viradaempreendedora.com.br. Arquivado do original em 5 de março de 2016 
  3. «SMW Manifesto - Social Media Week». Arquivado do original em 6 de setembro de 2015 
  4. «BrainCandy». socialmediaweek.org. Arquivado do original em 6 de setembro de 2015 
  5. «Global Theme - Social Media Week» 
  6. «Social Media Week New York - What does influence mean in 2015?». socialmediaweek.org 
  7. «Social Media Week New York - What's the Wifi Password? Exploring the Future of Mobile Connectivity». socialmediaweek.org 
  8. «Social Media Week New York - Answering The ROI Question: Connecting Social to Business Impact». socialmediaweek.org 
  9. «Social Media Week New York - Getting You Closer To Your Customer: Strategies For Streamlining Your Social And Collaboration Strategy». socialmediaweek.org 
  10. «Social Media Week Sydney - Panel: Social Data = Big Data + Profits + Purpose». socialmediaweek.org 
  11. «Social Media Week São Paulo - Uso de big data em gestão de crise de marca - SMW/Shared». socialmediaweek.org 
  12. «Big Data Goes Social» 
  13. «SMW Social Media Week São Paulo 2011 – iG » Redes Sociais: inclusão ou exclusão?». socialmediaweek.ig.com.br. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  14. «SMW Social Media Week São Paulo 2011 – iG » No iG Tecnologia: Social Media Week debate engajamento dos internautas». socialmediaweek.ig.com.br. Arquivado do original em 18 de fevereiro de 2011 
  15. «The Top 5 Social Media Events Your Social Team Should Attend in 2014 - Engagor» 
  16. socialmediaweek.org. «Social Media Week - Reimagining Human Connectivity» (PDF) 
  17. «Social Media Week in Review: What you may have missed - CNET». Consultado em 6 de agosto de 2015 
  18. «Social Media Week Returns to a City Near You: February 13th - 17th, 2012» 
  19. «Testimonials - Social Media Week». Arquivado do original em 6 de setembro de 2015 
  20. «Jibber-jabber and gibberish at Social Media Week New York». fortune.com 
  21. «6 things we learned from this year's Social Media Week Lagos». memeburn.com 
  22. «Social Media Week começa em SP com grandes nomes e chegada do Spotify» 
  23. «Social Media Week São Paulo - Lançamento do Spotify no Brasil - inscreva-se para ser avisado». socialmediaweek.org 
  24. «"WEB" Documentary To Launch Globally During Social Media Week - Social Media Week»