Sovkhoz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Sovkhoz Sascani, na Moldávia, em 2012.

Sovkhoz (em russo, совхоз, forma abreviada de советское хозяйство, transliterado sovetskoe khozjajstvo) é, geralmente, traduzido como "fazenda estatal". Foram fazendas criadas pelo governo da União Soviética nos anos 1920. O termo continua a ser usado em algumas das ex-repúblicas soviéticas.

História[editar | editar código-fonte]

Os sovkhozy foram criados mediante a expropriação das terras dos kulaks, por ocasião da campanha de coletivização lançada por Stalin depois de 1928. Os membros de um sovkhoz eram, coloquialmente, chamados sovkhozniki. Com a mecanização das lavouras, esperava-se aumentar a produtividade agrícola, acumulando-se, assim, a renda necessária para a sustentação dos grandes projetos de eletrificação e industrialização. Porém a resistência dos kulaks foi muito além das expectativas. Mataram seu gado, inutilizaram suas ferramentas e, em muitas regiões, rebelaram-se abertamente contra o regime. Stalin foi implacável. Mobilizaram-se, inclusive, forças do Exército para cumprir o projeto de coletivização. Milhões de kulaks foram condenados a trabalhos forçados e deportados para os campos siberianos.

Os sovkhoz foram idealizados como um "modelo de agricultura socialista do mais alto nível". Nos sovkhoz, os trabalhadores eram recrutados dentre os agricultores sem terras, e recebiam salários. Um sistema de "passaportes internos" impedia o êxodo destes trabalhadores para as cidades, no que já foi chamado de "neoservidão".[1]

Em 1990, a União Soviética tinha 25 500 sovkhoz, que correspondiam a 45% das grandes propriedades agrícolas do país. O tamanho médio dos sovkhoz era 15 300 hectares (153 quilômetros quadrados), três vezes o tamanho médio dos kolkhoz, que eram as fazendas coletivas.[2] Os sovkhoz predominavam na região da Ásia Central da União Soviética. Após a dissolução da União Soviética em 1991, muitos sovkhoz adquiriram o formato de empresas de capital aberto.

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Sovkhoz

Referências

  1. FAINSOD, M. How Russia is Ruled. Edição revista. Cambridge, MA. Harvard University Press. 1970. p. 570.
  2. Anuário estatístico da União Soviética. Moscou. Comitê estatístico estatal da União Soviética. 1990.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre a União Soviética é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.