Stefan Grabiński

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde maio de 2018). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Stefan Grabiński
Nascimento 26 de fevereiro de 1887
Morte 12 de novembro de 1936 (49 anos)
Lviv
Cidadania Polónia
Etnia Polacos
Alma mater Universidade de Lviv
Ocupação autor, escritor, escritor de ficção científica
Causa da morte tuberculose

Stefan Grabiński (Kamianka-Buzka, 26 de Fevereiro de 1887Lviv, 12 de Novembro de 1936) foi um escritor de horror polaco, também conhecido como "o Poe polaco".[1]

Formou-se, em 1910, em Literatura Polaca e Filologia Clássica, e trabalhou como professor em Lviv e Przemyśl, com intervalos regulares para tratamento devido à tuberculose que desde cedo o afectou. A sua escrita, que aliava o conceito Bergsoniano de élan vital, o novo pensamento científico, principalmente os conceitos de movimento e velocidade de Einstein e a filosofia de Maeterlinck, foi sempre vista como estranha pelo público e crítica gerais. Da sua obra, que causou sensação no meio literário polaco do início do século XX, destaca-se o conjunto de contos ferroviários Demon ruchu (O Demónio do Movimento).

Alguns dos seus contos foram também adaptados para o cinema.

Morreu de tuberculose em 1936.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Romances[editar | editar código-fonte]

  • Salamandra (1924)
  • Cień Bafometa (1926)
  • Klasztor i morze (1928)
  • Wyspa Itongo (1936)

Livros de Contos[editar | editar código-fonte]

  • Na wgórzu róż (1918)
  • Demon ruchu (O Demónio do Movimento) (1919)
  • Szalony pątnik (1920)
  • Niesamowita opowieść (1922)
  • Księga ognia (1922)
  • Namiętność (1930)

Teatro[editar | editar código-fonte]

  • Willa nad morzem (Ciemne siły)
  • Zaduszki

    Referências