Sugar Kane

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Sugar Kane
Informação geral
Origem Curitiba
País  Brasil
Gênero(s) Punk Rock
Hardcore Punk
Hardcore Melódico
Período em atividade 1997 - atualmente
Gravadora(s) Olelê Music e Ideal Records
Integrantes Alexandre Capilé
André Dea
Igor Tsurumaki
Rick Mastria
Vini Zampieri
Página oficial www.sugarkane.com.br

Sugar Kane é uma banda brasileira de punk rock/hardcore punk formada em Curitiba, Paraná, no ano de 1997. É a mais bem sucedida banda independente de hardcore do Paraná e umas das mais bem sucedidas do Brasil.

História[editar | editar código-fonte]

O grupo surgiu no cenário independente brasileiro do final dos anos 1990, ao lado de bandas como Reffer e Hateen. O primeiro álbum, Once One Day, possuía apenas canções em inglês. As músicas em portugês vieram a partir do segundo álbum de estúdio, o Por Nossa Paz, de 2001. Até seu terceiro disco, Continuidade da Máquina, lançado em 2003, a banda mantinha uma sonoridade hardcore melódica, com canções rápidas. O "Continuidade" (como é chamado o álbum pelos fãs), lançado no Brasil e também em países da América do Sul e Estados Unidos, impulsionou o quarteto a uma turnê de dois anos, com mais de cem concertos e shows no exterior.

No ano de 2004, gravaram e lançaram o primeiro DVD de uma banda de rock independente no Brasil, o 469 DCM.

Em 2005 foi lançado o álbum Elementar, que trazia uma mudança no som da banda, flertando com o rock alternativo. O álbum foi mixado e masterizado nos Estados Unidos. Não foi um sucesso de vendas e acabou se tornando um dos principais responsáveis pelo hiato da banda durante o ano de 2006.

Voltaram aos palcos em 2007, com novos integrantes, lançando o quinto disco de estúdio, Diversão Esquizofrênica para Mentes Ociosas, também chamado de D.E.M.O., que consolidou novamente o grupo como uma das grandes bandas do cenário. Este disco rendeu aos curitibanos o Prêmio Dynamite de melhor álbum Punk/Hardcore, e também o Prêmio Zonapunk, de "Disco do Ano". O álbum ainda trazia resquícios do anterior Elementar, com algumas experimentações, voltado para o rock. Isso, porém, não impediu que canções como "Divinorum" e "Tudo Que Eu Falo" causassem grande furor nos novos e antigos fãs.

Em 2009, no emblemático 7 de Setembro, dia da Independência do Brasil, lançaram A Máquina Que Sonha Colorido. O disco obteve espantosas 23.000 execuções no primeiro dia em que foi disponibilizado para audição online. Em um mês foram mais de 100.000 execuções. Gravaram um clipe às margens do Rio Tietê, em São Paulo, que também obteve grande sucesso, alcançando o primeiro lugar no YouTube em três categorias: vídeos mais vistos, vídeos mais comentados e vídeos melhor avaliados.

Recentemente, lançaram um EP em inglês, chamado DIGITAL NATIVE.

Em 2015 após lançarem o disco Ignorância Pluralística, a banda decide realizar um hiato por tempo indeterminado devido aos outros projetos dos integrantes. Em 2017 a banda retornou aos palcos para uma turnê de comemoração aos 20 anos da banda, realizando 30 shows espalhados por todo o Brasil junto com bandas como Corona Kings, Deb and The Mentals e Cueio Limão[1].

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Ex Integrantes[editar | editar código-fonte]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

EP's[editar | editar código-fonte]

Videografia[editar | editar código-fonte]

  • Todos Nós Vamos Morrer - 2009

DVD[editar | editar código-fonte]

  • 469DCM - Ao vivo no Hangar 110 (Urubuz Records, 2004)
  • 15 Anos - Ao Vivo em Fortaleza (Laja Records/ Olelê Music, 2012)

Referências

  1. «Sugar Kane anuncia turnê de reunião para comemorar 20 anos de carreira». Rolling Stone. 1 de fevereiro de 2017. Consultado em 31 de outubro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]