Susana da Armênia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Santa Susana (desambiguação).
Santa Susana
Imagem de Santa Susana
Nascimento c.440
Morte 17 de outubro de 475 (35 anos) em Tsurtavi
Veneração por Igreja Apostólica Armênia/Igreja Ortodoxa Georgiana
Gloriole.svg Portal dos Santos

Chuchanik ou Shushanik (em armênio: Շուշանիկ; em georgiano: შუშანიკი) transliterada como Susana (n. c.44017 de outubro de 475) é uma santa e um dos primeiros mártires cristãos da Armênia medieval. Foi morta por seu marido, o príncipe Vazgeno.

História[editar | editar código-fonte]

Susana, nascida Vardeni ou Rosa Mamicônio, era filha do asparapetes (comandante-em-chefe) Vardanes II Mamicônio. Casou-se com um importante senhor feudal da família mirânida, Vazgeno, filho de Achucha II, que ostentava o título de vitaxa (bidhakhsh) de Gogarena (470–482), e teve com ele quatro crianças, três meninos e uma menina. Quando em uma viagem à corte sassânida, Vazgeno renunciou o cristianismo e adotou o zoroastrismo.[1]

Ao retornar, obriga sua esposa à apostasia, e quando essa recusou ele a matou em 17 de outubro de 475;[2] em 482 Vazgeno seria morto por ordens de Vactangue I da Ibéria[3] (r. 447/49–522/23) quando invadiu a Ibéria.[4][5] Segundo Marie-Felicité Brosset, Susana morreu em 458, "com cerca de 45 anos", e seu marido foi morto em 476, o "15º ano de Perozes" de acordo com a cronologia de Antoine-Jean Saint-Martin, ou 481 segundo Tchamitch.[6]

Susana foi morta na cidade de Tsurtavi, Geórgia. Ela morreu defendendo seu direito de praticar sua religião cristã. Seu martírio é evocado pelo seu confessor Jacó em suas obras hagiográficas.[3] Susana foi canonizada pela Igreja Ortodoxa Georgiana e é venerada como santa pela Igreja Apostólica Armênia. Sua festa é celebrada no dia 17 de outubro.[1]

Referências

  1. a b «Saint Shushanik» (em inglês). Consultado em 18 de setembro de 2013 
  2. Toumanoff 1990, p. 330-331.
  3. a b Golden 2007, p. 319.
  4. Grousset 1947, p. 216.
  5. Dédéyan 2007, p. 192.
  6. Brosset 1851, p. 76-77.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Brosset, Marie-Felicité (1851). Additions et éclaircissements à l'Histoire de la Géorgie depuis l'antiquité jusqu'en 1469 de J.-C. Paris: Impr. de l'Académie impériale des sciences 
  • Golden, Peter B.; Haggai Ben-Shammai, András Róna-Tas (2007). The World of the Khazars: New Perspectives, Parte 8,Volume 17. Leida: Brill. ISBN 9004160426 
  • Grousset, René (1947). História da Armênia das origens à 1071. Paris: Payot 
  • Toumanoff, Cyril (1990). Les dynasties de la Caucasie chrétienne de l'Antiquité jusqu'au xixe siècle : Tables généalogiques et chronologiques. Roma: Edizioni Aquila