T-38 Talon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
T-38 Talon
Picto infobox aircraft.png
Descrição
Tipo / Missão Aeronave militar de treino avançada, com motores turbojato, bimotor monoplano
País de origem  Estados Unidos
Fabricante Northrop Corporation
Período de produção 1961-1972
Quantidade produzida 1146 unidade(s)
Custo unitário US$756,000 (1961)
US$5,879 milhões (2013)
Desenvolvido de Northrop N-156
Primeiro voo em 10 de março de 1959 (56 anos)
Introduzido em 17 de março de 1961
Variantes Northrop F5
Tripulação 2 estudante e instrutor
Especificações (Modelo: T-38A)
Dimensões
Comprimento 14,14 m (46,4 ft)
Envergadura 7,7 m (25,3 ft)
Altura 3,92 m (12,9 ft)
Área das asas 15,79  (170 ft²)
Peso(s)
Peso vazio 3 270 kg (7 210 lb)
Peso carregado 5 360 kg (11 800 lb)
Peso de decolagem 5 485 kg (12 100 lb)
Propulsão
Motor(es) 2 x turbojatos General Electric J85-5A (após atualização PMP um J85-5R)
Empuxo (por motor):
  • Empuxo seco: 929 kgf (9 110 N)
  • Empuxo pós-combustão: 1 315 kgf (12 900 N)
Performance
Velocidade máxima 1 381 km/h (745 kn)
Velocidade máx. em Mach 1,3 Ma
Alcance (MTOW) 1 835 km (1 140 mi)
Teto máximo 15 240 m (50 000 ft)
Razão de subida 170,68 m/s
Notas
Dados de: USAF factsheet[1]

Northrop T-38 Talon é um avião supersónico de treino avançado. Tendo sido o primeiro avião de treino em todo o mundo e o primeiro da FAP (Força Aérea Portuguesa) a ter capacidade supersónica. É ainda o mais fabricado (na sua categoria) e continua em 2010 ao serviço de várias Forças Armadas do mundo.

A sua construção deriva do projecto N-156 da Northrop que visava a produção de um caça ligeiro de baixo custo e multifuncional, dando origem ao F-5A Freedom Fighter. Na época a USAF não tinha necessidade de um caça deste tipo, no entanto mostrou interesse no projecto para substituição do T-33 Shooting Star na função de treino avançado. Foram construídos 3 protótipos, designados YT-38, voando o primeiro, pela primeira vez em 10 de março de 1959. Foi rapidamente aceite e os primeiros exemplares entregues em 1961, entrando ao serviço em 17 de Março desse ano. Desde então foram construídas 1 187 unidades até 1972 quando terminou a sua produção.

Em 2001 começaram a ser recebidos pela AETC (comando de treino da USAF)a versão T-38C ao abrigo de um programa de upgrade de aviónicos e modernização do sistema propulsor e respectiva célula que prevê o prolongamento da sua vida útil até ao ano 2020.

Emprego na Força Aérea Portuguesa[editar | editar código-fonte]

Um T-38 da Força Aérea Portuguesa

Foram adquiridas 12 aeronaves. Entraram ao serviço em 1977[2] e foram abatidas ao efectivo em 1993.

Com o abate dos F-86 Sabre, os T-38 foram colocados na Esquadra 103 na Base Aérea Nº 5.

Em janeiro de 1987, a Esquadra foi transferida para a Base Aérea Nº 11, onde se mantiveram até ao seu abate ao efectivo da FAP.

Em 1990 começaram a ser utilizados no Curso de Introdução Operacional com vista ao aperfeiçoamento dos pilotos que eram destinados às esquadras de combate.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre T-38 Talon
Ícone de esboço Este artigo sobre aviação, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.