Tha Carter III

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde fevereiro de 2015). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Tha Carter III
Álbum de estúdio de Lil Wayne
Lançamento 10 de junho de 2008
Gravação Novembro 2006–Março 2008
Gênero(s) Hip hop
Duração 76:31
Formato(s) CD
Gravadora(s) Cash Money, Universal Motown
Produção Birdman (exec.), Ronald "Slim" Williams (co-exec.), The Alchemist, Bangladesh, Cool & Dre, Andrews "Drew" Correa, David Banner, Deezle, D. Smith, Infamous, Jim Jonsin, Kanye West, Maestro, Mousa, Play-n-Skillz, Robin Thicke, Rodnae, Swizz Beatz, StreetRunner
Certificação 3× Platina (RIAA)
Cronologia de Lil Wayne
The Leak
(2007)
Rebirth
(2010)
Singles de Tha Carter III
  1. "Lollipop"
    Lançamento: 13 de março de 2008
  2. "A Milli"
    Lançamento: 23 de Abril de 2008
  3. "Got Money"
    Lançamento: 27 de Maio de 2008
  4. "Mrs. Officer"
    Lançamento: 11 de Setembro de 2008

The Carter ||| é o oitavo album de estúdio do rapper Lil Wayne. O álbum estreou em primeiro lugar na tabela Billboard 200, vendendo 1.006.000 cópias em sua primeira semana. [6] Atingiu vendas de 2,88 milhões de cópias até o final de 2008 e produziu quatro singles que alcançaram sucesso nas paradas, incluindo o sucesso internacional "Lollipop" e os sucessos da Billboard "A Milli", "Got Money" e "Mrs. Officer".

Após o seu lançamento, Tha Carter III recebeu aclamação universal dos críticos de música e ganhou vários elogios, incluindo um ponto na lista da Rolling Stone dos 100 melhores álbuns de todos os tempos. Foi certificado triplo-platina pela Recording Industry Association of America. Em junho de 2019, Tha Carter III vendeu mais de 7 milhões de unidades nos EUA. Tornando-se um dos melhores álbuns de hip Hop de todos os tempos

Bastidores[editar | editar código-fonte]

O álbum estreou em primeiro lugar na Billboard 200 dos EUA, vendendo 1.005.545 cópias em sua primeira semana. Chegou a venda de 2,88 milhões de cópias até o final de 2008 e produziu quatro singles que alcançaram sucesso nas paradas, incluindo o sucesso internacional "Lollipop", e sucessos Billboard "A Milli", "Got Money" e "Mrs. Officer". Após a sua liberação, Tha Carter III recebeu o aplauso geral dos críticos de música e Lil Wayne ganhou diversos prêmios, incluindo um Grammy para Melhor Álbum de Rap no Grammy Awards 51. Foi disco de platina triplo pela RIAA, e vendeu mais de 3,5 milhões de cópias nos Estados Unidos. Se tornando um dos maiores clássicos do hip-hop mundial.

Lil Wayne confirmou os produtores: The Alchemist, Cool & Dre, Deezle, Jim Jonsin, Just Blaze, Kanye West, Mannie Fresh, The Runners, Timbaland, Danja, Arash, e will.i.am. O Álbum teve as participações de Fabolous, T-Pain, Brisco, Bobby Valentino, Betty Wright, Static Major, Robin Thicke, Kidd Kidd, Jay-Z, Juelz Santana e Busta Rhymes.

Músicas[editar | editar código-fonte]

A música "Lollipop" alcançou a posição # 1 na Billboard Hot 100 dos EUA e permaneceu em 1ª durante p3 semanas. O vídeo postado no youtube da música mostra Static Major, rapper que morreu depois de algumas semanas da gravação do vídeo assim ganhando uma homenagem. Foi a música mais bem sucedida de Wayne em sua carreira, ganhando um Grammy Award, um prêmio BET, e um VMA da MTV. A segunda faixa do álbum, "Mr. Carter", foi nomeada para um Grammy e ao mesmo tempo esteve no Hot 100. Foi elogiada pela participação de Jay-Z, que foi visto como Jay-Z passando o trono para Wayne. O segundo single, "A Milli", foi um hit top dez e foi elogiado como uma das melhores canções de 2008. A canção ganhou inúmeros freestyles e remixes, enquanto a versão original de Wayne foi elogiado com "rima espectacular". "Dr. Carter", a sexta faixa, também foi elogiada pelo conteúdo lírico e humor como Wayne assumiu a persona de um médico realizar a cirurgia em pacientes diferentes (uma metáfora para Wayne ressuscitar o hip-hop). "Tie My Hands", com Robin Thicke, foi elogiada como uma faixa profundida que caracteriza um "comentário político" e "desespero" com a performance de Robin Thicke. "Phone Home" também apresenta várias metáforas alienígenas e lembra o filme ET O Extraterrestre (1982).

Elogios[editar | editar código-fonte]

Tha Carter III foi classificado como número um na lista Blender é um dos 33 melhores álbuns de 2008. Também foi classificada como número três na lista da Rolling Stone dos melhores 50 álbuns de 2008. Foi nomeado para um Grammy de Álbum do Ano, ganhou o prêmio de Melhor Álbum de Rap no Grammy Awards de 2009. Enquanto isso "Lollipop" ganhou o prêmio de Melhor Canção Rap. E "A Milli" ganhou o prêmio de Melhor Performance Rap Solo. A revista Billboard classificou o álbum número 103 na lista dos Top 200 Álbuns da Década.

Faixas[editar | editar código-fonte]

  1. "3 Peat"
  2. "Mr. Carter" (part. Jay-Z)
  3. "A Milli"
  4. "Got Money" (part. T-Pain & Mack Maine)
  5. "Comfortable" (part. Babyface)
  6. "Dr. Carter"
  7. "Phone Home"
  8. "Tie My Hands" (part. Robin Thicke)
  9. "Mrs. Officer" (part. Bobby Valentino)
  10. "Let the Beat Build"
  11. "Shoot Me Down" (part. D. Smith)
  12. "Lollipop" (part. Static Major)
  13. "La La" (part. Brisco & Busta Rhymes)
  14. "Playing with Fire" (part. Betty Wright)
  15. "You Ain't Got Nuthin" (part. Fabolous & Juelz Santana)
  16. "DontGetIt"
  17. "Action" (Música Bônus)

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.