The Jet Blacks

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

The Jet Black's foi uma das primeiras bandas de rock instrumental do Brasil, fundada no início dos anos 1960. Durante sua carreira, a banda teve várias formações e obteve relativo sucesso na década de 1960 se apresentando com nomes conhecidos da Jovem Guarda.

História[editar | editar código-fonte]

The Jet Black's
Informação geral
Origem São Paulo, SP
País  Brasil
Período em atividade 1961- 2004
Integrantes Primo Moreschi (Joe Primo)

Roberto Caldeira/ (Bobby Di Carlo)
Carlos Vítor (Carlão)
José Paulo Metrângulo (Zé Paulo)
Jurandi Trindade
José Provetti (Gato)
Ernesto Neto(Nestico)
Orestes Júnior
Sérgio Vigilato (Serginho Canhoto)
Robert Kategvics (Alemão)
Emílio Russo
Romero
Guilherme Dotta
Fausto Aguiar
Oscar
Renato Mendes
Osvaldo Luís Posi (Nim)
Mário Lúcio
Florindo

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

The Jet Black's foi formado na cidade de São Paulo em 1961. Inicialmente, seu nome era The Vampires, porém, logo foi modificado para o atual em homenagem ao grupo inglês Shadows, cujo um dos maiores sucessos foi a canção "Jet Black". Além dos Shadows, outra influência do grupo foi a do conjunto norte-americano Ventures. Ambos tinham como repertório básico rocks e twists instrumentais feitos para bailes.

Em 1962, assinaram com a Chantecler e lançaram seu primeiro disco, um 78 rpm, no qual fizeram dois covers do The Shadows: "Apache" e "Kon-Tiki". Com o sucesso da estréia, a gravadora investiu no grupo com o lançamento de dois LPs. O primeiro, lançado ainda no mesmo ano, foi "Twist", e o segundo foi gravado no ano seguinte, "The Jet Blacks Again - Twist".

Sucesso[editar | editar código-fonte]

Ao longo da década de 1960 foi um dos grupos mais requisitados para shows e gravações de intérpretes como Celly Campelo, Ronnie Cord (que acompanhou na gravação do sucesso "Rua Augusta"), Roberto Carlos, Sérgio Reis e outros astros da Jovem Guarda. Em 1965, passaram a fazer gravações vocais e lançaram o LP "Jet Blacks", no qual se destacaria a regravação do clássico do rock norte-americano "Suzie Q", de Dale Hawkins. Ainda no mesmo ano, gravaram aquele que seria seu maior sucesso: "Tema para jovens namorados", versão para "Theme for Young Lovers", lançado em compacto que incluía também "Suzie Q".

Em 1968, o grupo gravou com o cantor Reginaldo Rossi o álbum "O Quente". No mesmo ano, o guitarrista Alemão parte para os Estados Unidos e ingressam na banda o compositor e arranjador Osvaldo Luís Posi (ex-Nim and His Boys) e o tecladista Renato Mendes. Com essa nova formação, o The Jet Black's grava o LP "Sempre".

Com o declínio da Jovem Guarda, no final dos anos 1960, o grupo entrou em crise apresentando várias formações, sempre em torno de Jurandi. Na década de 1970, caiu no ostracismo e encerrou as suas atividades, somente retomadas no início da década seguinte, com a revitalização do rock no Brasil.

Retomada (1982 - 1998)[editar | editar código-fonte]

Em 1982, os remanescentes do grupo, Jurandi e Guilherme, assinaram com a Som Livre e lançaram o LP "Rides Again", esta formação contava com Rodolfo Ayres Braga no Baixo Elétrico e Ricardo Melchior na Guitarra Solo, com novas versões para sucessos da década de 1960. Em 1998, Douglas Dotta, filho de Guilherme, retomou o trabalho do grupo. Participaram das comemorações referentes aos 30 anos da Jovem Guarda, regravando "Apache" para a caixa de CDs "30 anos da Jovem Guarda", lançada pela PolyGram, em 1995.

Morte de Jurandi Trindade[editar | editar código-fonte]

Em 2003, com uma nova formação, o grupo lança o álbum "The Jet Black's Instrumental", que marcaria um novo retorno do grupo às atividades. Porém, em 13 de julho de 2004, morre Jurandi Trindade - o único membro que participou de todas as formacões - e, assim, encerra-se a carreira do lendário grupo.

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Formação inicial (1961 - 1963)[editar | editar código-fonte]

  • Joe Primo (Primo Moreschi) - Guitarra base e solo
  • Bobby Di Carlo (Roberto Caldeira) - Guitarra base e solo, voz
  • Carlão (Carlos Vítor) - Contrabaixo
  • Zé Paulo (José Paulo Metrângulo) - Guitarra base, Contrabaixo
  • Gato (José Provetti) - Guitarra de solo, Teclados
  • Nestico (Ernesto Neto) - saxofone tenor
  • Jurandi Trindade - Bateria

Formação clássica (1963 - 1967)[editar | editar código-fonte]

  • Orestes Júnior - Guitarra base
  • Gato (José Provetti) - Guitarra solo
  • Nestico (Ernesto Neto) - saxofone tenor
  • Zé Paulo (José Paulo Metrângulo) - Contrabaixo
  • Jurandi Trindade - Bateria

Outros integrantes[editar | editar código-fonte]

  • Serginho Canhoto (Sérgio Vigilato) - Guitarra de base e solo, voz
  • Alemão (Robert Kategvics*) - Guitarra base
  • Emílio Russo - Guitarra solo
  • Romero - Teclados
  • Fausto Aguiar - Guitarra solo
  • Guilherme Dotta - Guitarra base e solo

Formação (1968)[editar | editar código-fonte]

  • Nim (Osvaldo Luís Posi) - Guitarra solo
  • Fausto Aguiar - Guitarra base
  • Renato Mendes – Teclados
  • Zé Paulo (José Paulo Metrângulo) - Contrabaixo
  • Jurandi Trindade - Bateria

Formação (pós-1968)[editar | editar código-fonte]

  • Guilherme Dotta - Guitarra base
  • Mário Lúcio - Guitarra solo
  • Florindo - Teclados
  • Oscar - Contrabaixo
  • Jurandi Trindade - Bateria

Formação 1982- 1985[editar | editar código-fonte]

  • Guilherme Dotta - Guitarra Base
  • Jurandi Trindade - Bateria
  • Ricardo Melchior - Guitarra solo
  • Rodolfo Ayres Braga - Baixo Elétrico

Formação 1992 - 1993[editar | editar código-fonte]

  • Astor Parenti - Guitarra Solo
  • Jurandi Trindade - Bateria
  • Marco - Guitarra Base
  • Rodolfo Ayres Braga - Baixo Elétrico

Formação 2003[editar | editar código-fonte]

  • Jurandi - Bateria
  • Carlos Nabar - Baixo
  • Renato Abreu - Guitarra base
  • Eduardo Mark - Guitarra solo e gaita

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

  • 1962 - Twist
  • 1963 - The Jet Black's Again - Twist
  • 1964 - Hully Gully
  • 1965 - Top Top Top
  • 1966 - The Jet Black's
  • 1967 - Temas de sempre na música jovem
  • 1968 - Sempre
  • 1982 - "The Jet Black's Rides Again"
  • 1988 - Remember The Shadows & The Ventures
  • 2003 - Instrumental

Coletâneas[editar | editar código-fonte]

  • 1989 - Golden Hits Of the 60's (Coletânea)
  • 1995 - 30 Anos da Jovem Guarda]
  • 1998 - Vinte e Cinco Sucessos (Coletânea)

Compactos[editar | editar código-fonte]

  • 1963 - Twist (Compacto duplo)
  • 1963 - Twist Again (Compacto triplo)
  • 1963 - Hava Nagila (Compacto simples)
  • 1963 - Other Famous Twist (Compacto simples)
  • 1963 - Volume 3 (Compacto duplo)
  • 1964 - Volume 4 (Compacto duplo)
  • 1964 - Hully-Gully (Compacto duplo)
  • 1964 - Wonderful Land (Compacto simples)
  • 1964 - Wonderful Land (Compacto duplo)
  • 1965 - Susie "Q" (Compacto simples)
  • 1965 - Word Without Love (Compacto duplo)
  • 1966 - Shame and Scandal in Family (Compacto duplo)
  • 1966 - Thunderball (Compacto simples)
  • 1966 - Apache (Compacto duplo)
  • 1966 - Chapeuzinho Vermelho (Compacto simples)
  • 1966 - Sonho dos meus Sonhos (Compacto duplo)
  • 1967 - The Jet Black's (Compacto simples)
  • 1967 - Eu Era o Batman (Compacto simples)
  • 1967 - A Condessa de Hong Kong (Compacto duplo)
  • 1968 - Mr. Robson (Compacto simples)
  • 1968 - Robertinha (Compacto simples)
  • 1969 - Tema da Audácia (Compacto simples)
  • 1969 - Você Tem Que Mudar (Compacto simples)
  • 1970 - Smile a Little Smile for Me (Compacto simples)

Notas e Referências

Crystal Clear app kguitar.png Este artigo sobre uma banda ou grupo musical é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.