Theo Adam

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Theo Adam
Nascimento 1 de agosto de 1926
Dresden
Morte 10 de janeiro de 2019 (92 anos)
Dresden
Cidadania Alemanha
Alma mater Kreuzschule
Ocupação cantor de ópera, professor universitário, compositor
Prêmios Cruz de Oficial da Ordem do Mérito da República Federal da Alemanha, Prêmio Goethe de Berlim, Ordem Patriótica do Mérito em ouro, Prêmio Nacional da Alemanha Oriental, Estrela da Amizade dos Povos, Medalha Johannes R. Becher, Prêmio Robert Schumann da cidade de Zwickau, membro honorário
Empregador Faculdade de Música Carl Maria von Weber

Theo Adam (Dresden, 1 de agosto de 1926 – Dresden, 10 de janeiro de 2019) foi um baixo-barítono alemão.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Theo Adam nasceu em Dresden, Alemanha. Recebeu ensinamentos sobre canto com Rudolf Dietrich entre 1946 até 1949. Ele fez sua estréia na sua cidade natal em 1949 como Hermit em Der Freischütz. Ele apareceu no Festival de Bayreuth em 1952. No Met, o baixo-barítono fez sua estréia no papel de Hans Sachs em Die Meistersinger, conduzido por Joseph Rosenstock, em 1969. Em 1972 ele também cantou performances de Der Ring des Nibelungen, ao lado de Birgit Nilsson e Jon Vickers, sob a batuta de Herbert von Karajan. Em 1988, Adam retornou para a companhia, em Die Walküre, com Peter Hofmann, conduzidos por James Levine. Em 1979, ele foi nomeado um Kammersänger.

Sua discografia inclui: Così fan tutte (1969), Fidelio (1969 e1979), Der fliegende Holländer (com Anja Silja, conduzidos por Otto Klemperer, 1968), Der Freischütz (1973 e 1985), Hänsel und Gretel (1970), Leonore (com Edda Moser e Richard Cassilly, 1976), Die Meistersinger (conduzido por von Karajan, 1970), Parsifal (ao lado de René Koll, 1975), Der Ring des Nibelungen (conduzido por Karl Böhm, 1966-67; e por Marek Janowski, 1980-1983), Tannhäuser (1968-69), Wozzeck (1974), and Die Zauberflöte (1968).

Referências

  • Hamilton, David. (1987). The Metropolitan Opera Encyclopedia: A Comprehensive Guide to the World of Opera. New York, London, Toronto, Sydney, Tokyo: Simon and Schuster. p.
  • Rosenthal, Harold and John Warrack. (1979, 2nd ed.). The Concise Oxford Dictionary of Opera. London, New York and Melbourne: Oxford University Press. p. 2.
  • Sadie, Stanley and Christina Bashford. (1992). The New Grove Dictionary of Opera. London: Macmillan Publishers Ltd. Vol. 1, p. 16.
  • Sadie, Stanley and John Tyrrell. (2001). The New Grove Dictionary of Music and Musicians. London: Macmillan Publishers Ltd. Vol. 1, p. 134.
  • Warrack, John and Ewan West. (1996 3rd ed.). The Concise Oxford Dictionary of Opera. New York: Oxford University Press. p. 2. I