Thomson Reuters

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Thomson Reuters
upright=!Artigos sem imagens
Thompsonreuters.jpg
Criação
Forma jurídica
corporation (d)
Sede social
Sector de atividade
indústria de mídia (d)
Produto
Efectivos
24 000 ()
Direção
James C. Smith (en)
Presidente
Director
Proprietário
The Woodbridge Company (en)
Empresa-mãe
The Woodbridge Company (en)
Divisão
LAJIR
1 122 000 000 $, US$ ()
Receita bruta
12 607 000 000 $, US$ ()
11 166 000 000 $, US$ ()
5 984 000 000 $, US$ ()
Capitalização de mercado
45 900 000 000 $, US$ ()
Quotações
Website


A Thomson Reuters é uma empresa multinacional de meios de comunicação e informação fundada no Canadá, fruto da aquisição da britânica Reuters pela canadense Thomson Corporation em abril de 2008[1] por 8,7 bilhões de libras.

A sede da Thomson Reuters está situada na cidade de Toronto. Aproximadamente 24 mil funcionários espalhados pelo mundo trabalham para a empresa.[2] Até 2020, a receita bruta da empresa girava em torno de 5,90 bilhões de dólares.[3]

Servindo quase todos os segmentos da economia global, desde bancos e escritórios de advocacia até corporações multinacionais e governos, Thomson Reuters fornece o conhecimento local para um alcance global em 140 países e 19 línguas. Tem sido um dos maiores fornecedores mundiais de serviços de comunicações especializadas, sendo especializado em economia e negócios. Suas ofertas são direcionados por um lado — como o principal concorrente Bloomberg — para clientes da indústria de negócios e das finanças. Em segundo lugar, o negócio clássico agência de notícias é um pilar importante da empresa. As parcelas da Thomson Reuters são negociadas nas bolsas de valores de Nova York (NYSE: TRI) e Toronto, Toronto Stock Exchange (TSX: TRI).

No Brasil, a Thomson Reuters atua através das unidades empresariais — Financial & Risk, Legal, Tax & Accounting, Intellectual Property & Science, potencializados pela Reuters News. Nos últimos anos, conduziu processos de aquisição de empresas importantes em seus mercados como a editora Revista dos Tribunais,[4] Tedesco e Novaprolink, no segmento jurídico;[5] e da Mastersaf,[6] Conceito W., Fiscosoft,[7] T. Global[8] e Domínio Sistemas,[9] na área de contabilidade e impostos.

Referências

  1. Haycock, Gavin; MacMillan, Robert (17 de abril de 2008). «Thomson Reuters debuts amid global market jitters». Reuters. Consultado em 18 de abril de 2008 
  2. «About Us». Thomson Reuters. Consultado em 20 de abril de 2013. Cópia arquivada em 1 de janeiro de 2011 
  3. «2019 Annual Report». Thomson Reuters. Consultado em 4 de agosto de 2019 
  4. «Thomson Reuters compra Editora Revista dos Tribunais - G1». 17-05-2010. Consultado em 14 de setembro de 2021 
  5. «Thomson Reuters Expande Sua Presença no Brasil com Aquisição no Mercado de Software Jurídico». 27 de setembro de 2012. Consultado em 14 de setembro de 2021 
  6. «companhia de informação e serviços americana pretende comprar mais duas empresas no país» 
  7. «Thomson Reuters adquire a FiscoSoft | Notícias | Baguete». Consultado em 14 de setembro de 2021 
  8. «Thomson Reuters compra empresa brasileira de TI | Exame». Consultado em 14 de setembro de 2021 
  9. «Thomson Reuters compra a brasileira Domínio Sistemas». Consultado em 14 de setembro de 2021 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.