Thomson Reuters

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Thomson Reuters
Tipo Conglomerado privado
Indústria Notícias
Fundação Abril de 2008
Sede Estados UnidosNova Iorque, EUA
Pessoas-chave James C. Smith (Presidente & CEO)
Andrew Rashbass (CEO)
Empregados 60 mil
Subsidiárias Thomson West
Sweet & Maxwell
Reuters
Lucro US$ 1.881 milhoes (2013)
Sítio oficial www.thomsonreuters.com

A Thomson Reuters é uma agência de notícias multinacional fundado em Toronto, atualmente a maior do mundo, fruto da aquisição da britânica Reuters pela canadense Thomson Corporation em Abril de 2008[1] por GB£ 8,7 bilhões. Atualmente, o maior acionista é The Woodbridge Company, uma holding da família Thomson.[2]

A sede da Thomson Reuters está situada na cidade de Nova Iorque. Aproximadamente 60 mil funcionários espalhados pelo mundo trabalham para a empresa.[3] .

Houve[necessário esclarecer] o maior fornecedor mundial de serviços de comunicações especializadas. Suas ofertas são direcionados por um lado - como o principal concorrente Bloomberg - para clientes de negócios da indústria e das finanças indústria. Em segundo lugar, o negócio clássico agência de notícias é um pilar importante da empresa. As parcelas da Thomson Reuters são negociadas nas bolsas de valores de Nova York, New York Stock Exchange (NYSE: TRI) e Toronto, Toronto Stock Exchange (TSX: TRI).

No Brasil, a Thomson Reuters atua através das unidades empresariais – Financial & Risk, Legal, Tax & Accounting, Intellectual Property & Science, potencializados pela Reuters News. Nos últimos três anos, conduziu processos de aquisição de empresas importantes em seus mercados como a editora Revista dos Tribunais[4] , Tedesco[5] e Novaprolink[6] , no segmento jurídico; e da Mastersaf[7] , Conceito W., Fiscosoft[8] , T. Global[9] e Domínio Sistemas[10] , na área de contabilidade e impostos.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.