Tosa (couraçado)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Tosa
Tosa construction stop.jpg
O casco incompleto do Tosa em julho de 1922
 Japão
Operador Marinha Imperial Japonesa
Fabricante Mitsubishi
Homônimo Província de Tosa
Batimento de quilha 2 de fevereiro de 1920
Lançamento 18 de dezembro de 1921
Destino Deliberadamente afundado
em 9 de fevereiro de 1925
Características gerais
Tipo de navio Couraçado
Classe Tosa
Deslocamento 44 200 t (carregado)
Maquinário 4 turbinas a vapor
12 caldeiras
Comprimento 234,09 m
Boca 30,5 m
Calado 9,4 m
Propulsão 4 hélices
- 91 000 cv (66 900 kW)
Velocidade 26,5 nós (49,1 km/h)
Autonomia 5 500 milhas náuticas a 16 nós
(10 200 km a 30 km/h)
Armamento 10 canhões de 410 mm
20 canhões de 140 mm
4 canhões de 76 mm
8 tubos de torpedo de 610 mm
Blindagem Cinturão: 280 mm
Convés: 102 mm
Barbetas: 229 a 305 mm
Torre de comando: 356 mm
Tripulação 1 333

O Tosa (土佐?) foi um navio couraçado planejado para a Marinha Imperial Japonesa e a primeira embarcação da Classe Tosa, seguido pelo Kaga. Sua construção começou em fevereiro de 1920 nos estaleiros da Mitsubishi em Nagasaki e foi lançado ao mar em dezembro do ano seguinte, porém nunca finalizado.[1] Como projetado, ele teria sido armado com dez canhões de 410 milímetros montados em cinco torres de artilharia duplas, teria um deslocamento carregado de mais de 44 mil toneladas e seria capaz de alcançar uma velocidade máxima de 26 nós (49 quilômetros por hora).[2]

Ele e seu irmão tinham a intenção de fazer parte de uma frota homogênea composta por couraçados e cruzadores de batalha.[3] Entretanto, todos os trabalhos de construção no Tosa foram paralisados em fevereiro de 1922 devido à assinatura do Tratado Naval de Washington.[4] Os termos do tratado exigiam que o navio fosse destruído, porém antes que isso fosse feito ele foi sujeito a uma série de testes com o objetivo de avaliar a eficiência de sua blindagem e de armamentos japoneses.[5] Ao final desses testes, o Tosa foi deliberadamente afundado em fevereiro de 1925.[6]

Referências

  1. Gardiner & Gray 1985, p. 232
  2. Lengerer 2010, pp. 11–12
  3. Evans & Peattie 1997, pp. 160, 166–167
  4. Watts & Gordon 1971, p. 63
  5. Evans & Peattie 1997, p. 246
  6. Lengerer 2010, pp. 89–90

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Evans, David C.; Peattie, Mark R. (1997). Kaigun: Strategy, Tactics, and Technology in the Imperial Japanese Navy, 1887–1941. Annapolis: Naval Institute Press. ISBN 0-87021-192-7 
  • Gardiner, Robert; Gray, Randal (1985). Conway's All the World's Fighting Ships: 1906–1921. Annapolis: Naval Institute Press. ISBN 0-87021-907-3 
  • Lengerer, Hans (junho de 2010). Ahlberg, Lars, ed. «Battleships of the Kaga Class and the so-called Tosa Experiments». Contributions to the History of Imperial Japanese Warships (I) 
  • Watts, Anthony John; Gordon, Brian G. (1971). The Imperial Japanese Navy. Nova Iorque: Doubleday. ISBN 0-3850-1268-3 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos navais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.