Trump International Hotel and Tower (Chicago)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Trump International Hotel and Tower (Chicago)
Trump International Hotel and Tower w Chicago.jpg
Trump International Hotel and Tower (Chicago)
Avenida North Wabash 401
Chicago
 Illinois
 Estados Unidos
Status Completo
Inauguração 30 de janeiro de 2008 (9 anos)
Período de construção 2005-2009
Pedra fundamental 17 de março de 2005
Uso Hotel, residencial, condomínio
Altura
Antena 415 m (1362 ft)
Telhado 356,9 m (1170 ft)
Área 241550 m2
Construção
Arquiteto Skidmore, Owings and Merrill
Contratante Bovis Lend Lease
Desenvolvedor Trump Organization

O Trump International Hotel and Tower é um arranha-céus na 401 N. Wabash Avenue, no centro de Chicago, Illinois nomeado pelo Presidente Donald Trump.

É atualmente o segundo edifício mais alto de Chicago atrás da Willis Tower. No entanto, o Chicago Spire, cuja construção está parada de momento, será maior que esses edifícios. O Trump International Hotel and Tower tem 415 metros de altura e 96 andares que servem para diversos usos. Apesar das constantes dificuldades,a construção foi concluída.[1]

A primeira se(c)ção do edifício a ser inaugurada foi o hotel, cuja abertura estava prevista para dezembro de 2007, mas foi adiada para fevereiro de 2008.[2]

Localização[editar | editar código-fonte]

A torre está localizada no local antes ocupado pelo Chicago Sun-Times, um dos dois maiores jornais da cidade. Está localizada no início da Rush Street a oeste da Wrigley Building e da Michigan Avenue Bridge. E também logo a leste do Marina City e do 330 North Wabash. A localização deste edifício ao norte do rio Chicago o torna um dos pontos mais destacados da paisagem como as montanhas próximas ao Lago Michigan, o porto lacustre, ultrapassando a Columbus Drive Bridge.

Arquitetura[editar | editar código-fonte]

Design[editar | editar código-fonte]

O design do edifício incorpora 3 setbacks que dão uma aparência de continuidade com os edifícios ao redor. Os setbacks foram desenhados para refletir a altura dos edifícios ao redor: o primeiro reflete o Wrigley Building, o segundo espelha o Marina City Towers, e o terceiro rebate a altura do 330 North Wabash (formalmente conhecido como IBM Plaza).

Layout[editar | editar código-fonte]

O edifício ocupa uma área total de 2.6 milhões m², tem 90 andares, 472 luxuosos condomínios residenciais, incluindo 3 banheiros 5 suítes, e ainda 286 quartos de hotel 5 estrelas e salas para convidados.[3] Os andares 3 e 20 são usados como lobbies, área de comércio e estacionamento.[3] Existe também um spa no 14.º andar e Mezzanine.[3] Hotéis e suites executivas estão localizados nos andares 17 a 27.[3] Os andares 29° até o 85º são ocupados por condomínios residenciais.[3] Os andares 86° a 89° são a cobertura do prédio.[3]

Altura[editar | editar código-fonte]

O edifício quebrou o recorde de mais alto edifício residencial, que desde 1969 pertenceu ao John Hancock Center, também em Chicago. Note que este edifício abrigará condomínios residenciais e hotel, por isso não colocará em cheque o recente recorde da Torre Eureka em Melbourne, Austrália que possui 80 andares de uso exclusivamente residencial..

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

História[editar | editar código-fonte]

Quando o planejamento do edifício começou em 2000, foi anunciado que este seria o futuro mais alto edifício do mundo. Após os ataques terroristas de 11 de setembro, Trump diminuiu a altura para evitar que o edifício se tornasse um alvo em potencial de ataques terroristas.

O edifício desenhado por Skidmore, Owings, & Merrill foi primeiro apresentado em 2001. De acordo com o Chicago Tribune, a companhia construiu em torno de 50 modelos antes de chegar ao esboço final. No entanto, o desenho não agradou nem aos arquitetos tampouco os residentes de Chicago. Uma revisão subsequente em julho de 2002 resultou no atual desenho para o edifício. Em janeiro de 2004, uma outra revisão converteu os andares 17 a 26 em condomínios e quartos de hotel.

Construção[editar | editar código-fonte]

As obras já se encontram terminadas. O edifício é a maior estrutura em forma do mundo. Moldes de concreto vem sendo usados, pois o uso da tradicional estrutura de aço requer uma estrutura que pode ser muito maior para o tamanho da propriedade, proporcional a altura da planta do edifício. O concreto líquido permite que andares sejam construídos apenas bombeando concreto centenas de metros acima do nível do solo. Em 19 de setembro de 2007, o Trump International Hotel and Tower foi mostrado na série Built It Bigger do Discovery Channel como High Risk Tower (Torre de Alto Risco).

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «As Trump tower rises, worries pile up». Chicago Tribune. 2005. Consultado em 20 de outubro de 2006 
  2. «Opening of hotel in Trump Tower delayed». Chicago Buisness. Crain Communications, Inc. 19 September 2007. Consultado em 20 de setembro de 2007  Texto "last Schroedter " ignorado (ajuda); |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda); Verifique data em: |data= (ajuda); |coautores= requer |autor= (ajuda)
  3. a b c d e f Trump Organization. (Unknown last update). Project overview. Retrieved May 09, 2007, from http://www.trumpchicago.com/tbrochure.pdf

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Trump International Hotel and Tower (Chicago)