Tsunami (Marvel Comics)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Tsunami foi uma linha editorial da Marvel Comics com pouco sucesso, que foi fundada em Janeiro de 2003. O objectivo da Marvel era criar Banda Desenhada que fosse atractiva para os leitores de mangas[1] .

Além de uma arte semelhante à do mangás, os títulos tinham pouco em comum. Runaways e Sentinel estavam dirigidos às crianças e jovens adolescentes. Por outro lado, Mística abordava a espionagem e temas mais obscuros, destinando-se a um público mais velho.

Os resultados foram extremamente díspares. Enquanto que Runaways[2] e Sentinel[3] ganharam elogios da crítica e do público, outros títulos como Tocha Humana e Namor não agradavam. Muitos fãs de banda desenhada olhavam esta linha editorial como uma tentativa barata da Marvel capitalizar à custa da crescente popularidade da banda desenhada japonesa nos Estados Unidos.

A linha editorial foi cancelada no fim de 2003. Runaways e Sentinel foram transferidos para a linha editorial Marvel Age (atual Marvel Adventures) e Mística para a linha editorial principal da Marvel Comics. Em 2005, reedita-se a série Tocha Humana numa compilação em formatinho na linha editorial Marvel Age[4] .

Títulos publicados[editar | editar código-fonte]

  • Tocha Humana
  • Mística
  • Namor
  • Runaways
  • Sentinel
  • Venom

Alguns destes títulos foram publicados no Brasil pela Panini, sendo inéditos nos outros países lusófonos.

Referências

  1. Érico Borgo (16 de Abril de 2003). Panini Comics já planeja linha Tsunami. Omelete.
  2. Érico Borgo (22 de Maio de 2008). Marvel anuncia o filme de Fugitivos. Omelete.
  3. Marcus Ramone (08/11/05). O robô Sentinela volta em nova minissérie. Universo HQ.
  4. Human Torch (2003) - Digest vol. 01. Comic Book DB.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre banda desenhada é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.