União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde maio de 2011)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.


IUCN
Sede da IUCN na Suíça
Fundação 5 de outubro de 1948 (67 anos)
Tipo Organização internacional
Sede Gland, Suíça
Filiação Flag of UNESCO.svg UNESCO
Diretor-geral Julia Marton-Lefèvre
Empregados Cerca de 1.000
Sítio oficial www.iucn.org

A União Internacional para Conservação da Natureza (UICN), também conhecida por seu nome em inglês International Union for Conservation of Nature (IUCN) é uma organização civil[1] dedicada à conservação da natureza.

A UICN reúne mais de 1250 organizações, incluindo 84 governos nacionais, 112 agências de governo e um grande número de organizações não-governamentais (ONG) nacionais e internacionais, e cerca de 10.000 membros individuais, que são cientistas e especialistas divididos em seis comissões.[2] A esses números somam-se os mais de mil funcionários do secretariado da UICN, alocados em mais de 60 países.

A missão da IUCN é influenciar, encorajar e assistir sociedades em todo o mundo na conservação da natureza, e assegurar que todo e qualquer uso dos recursos naturais seja equitativo e ecologicamente sustentável. A colaboração com governos nacionais e locais, comunidades e outros organismos, para que sistemas de áreas protegidas sejam criados e geridos corretamente, é uma das especialidades da UICN e constitui um de seus focos principais e das organizações que a compõem.[3]

Ela apoia pesquisas cientificas, administra projetos de campo em todo o mundo, e congrega governos, ONG, agências das Nações Unidas, companhias e comunidades locais para que sejam desenvolvidas e implementadas leis e políticas públicas que estejam de acordo com sua missão.

Fundada em 1948, sua sede está localizada em Gland, Suíça.

Origens[editar | editar código-fonte]

As origins da UICN remontam ao período imediatamente subsequente à Segunda Guerra Mundial, tendo sido criada por proposição de alguns governos, e sob a égide da UNESCO e de seu primeiro presidente, Julian Huxley, neto do conhecido naturalista Thomas Huxley e irmão de Aldous Huxley.

Definição de área protegida da UICN[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: área protegida

A definição de área protegida mais aceita internacionalmente nos meios científicos e políticos, foi elaborada e vem sendo atualizada pela UICN desde os anos 1960. Trata-se do conceito de área protegida utilizado como referência pela Base de dados de áreas protegidas das Nações Unidas (WDPA, na sigla em inglês) e reconhecido como de utilidade substancial pelos países signatários da Convenção sobre diversidade biológica (CDB). Segundo a UICN:

Uma área protegida é um espaço geográfico claramente definido, reconhecido, dedicado e gerido, através de meios legais ou outros igualmente eficazes, com o objetivo de garantir a conservação a longo prazo da natureza, juntamente com os serviços ecossistêmicos e os valores culturais associados.[4] [5]

Essa definição foi elaborada pela UICN a partir dos anos 1960, com o objetivo de melhorar a comunicação entre os diferentes atores das áreas protegidas, e de uniformizar as ações dos países em busca de uma melhor conservação de seu patrimônio natural.[6]

Categorias de manejo de áreas protegidas da IUCN[editar | editar código-fonte]

Como forma de influenciar os Estados na elaboração de sua legislação ambiental, e também com o objetivo de padronizar as ações e as coletas de dados sobre as áreas protegidas dos países, a UICN elaborou um sistema de categorias de gestão de áreas protegidas, que compreende os tipos abaixo.[7] [8]  Essas categorias são relevantes apenas para espaços protegidos que se enquadrem na definição de área protegida da UICN.[7] [8]  O fato de uma área protegida receber um nome que esteja relacionado com uma das categorias da UICN não garante seu enquadramento na categoria, e para que isso ocorra suas características de gestão devem ser condizentes com os parâmetros estabelecidos pela UICN. Por exemplo, nem todo Parque Nacional pode ser classificado na categoria II, e um exemplo disso são os parques nacionais britânicos.

Referências

  1. IUCN. Statutes, including Rules of Procedure of the World Conservation Congress, and Regulations. Disponível em: <https://cmsdata.iucn.org/downloads/statutes_en.pdf>. Acesso em: 2016. p. 2.
  2. Christoffersen, Leif E. (1994) "IUCN: A Bridge-Builder for Nature Conservation. " Green Globe YearBook Acessada 5 Outubro 2013.(em inglês)
  3. IUCN. World Commission on Protected Areas. Guide for Members. Version 2015. [unpublished as of nov. 2015.]
  4. DUDLEY, N. (Org.). Guidelines for Applying Protected Area Management Categories. Gland: IUCN, 2008.
  5. LAUSCHE, B. Guidelines for Protected Areas Legislation. Gland: IUCN, 2011. (IUCN Environmental Policy and Law Paper No. 81). p. 12.
  6. PHILLIPS, A. A short history of the international system of protected area management categories. Paper prepared for the WCPA Task Force on protected area categories, [S.d.].
  7. a b LAUSCHE, B. Guidelines for Protected Areas Legislation. Gland: IUCN, 2011. (IUCN Environmental Policy and Law Paper No. 81). p. 26-27.
  8. a b DUDLEY, N. (Org.). Guidelines for Applying Protected Area Management Categories. Gland: IUCN, 2008. p. 13-23.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]