Vetões

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Under construction icon-yellow.svg
Este artigo carece de caixa informativa ou a usada não é a mais adequada. Foi sugerido que adicione esta.
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde setembro de 2013)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Altar de Ulaca

Os Vetões foram um dos povos celtas pré-romanos da Península Ibérica (a romana Hispânia, atualmente Espanha e Portugal), que habitam na parte noroeste da Meseta, a alta planície do planalto central da Península Ibérica, região onde atualmente se situam as províncias espanholas de Ávila e Salamanca, assim como partes de Zamora, Toledo, Cáceres, e também as zonas fronteiriças do moderno território português. Autores romanos reconheceram a coesão das especificidades culturais e as chamada tribo dos Vetões. Alguns de seus legados mais notáveis incluem hoje os berrões, que são marcadores de pedra em forma de animal, de que é exemplo a famosa Porca de Murça, em Murça, de uso desconhecido; e possivelmente o jogo de calva, que data do momento da sua influência.

Eles não devem ser confundidos com os Vetoneses, nome dado aos habitantes de Vetona (hoje Bettona Úmbria).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre etnologia ou sobre um(a) etnólogo(a) é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre História da Península Ibérica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.