Wilson Simoninha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde setembro de 2015).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Wilson Simoninha
Wilson Simoninha e Max de Castro (2449514345).jpg
Simoninha em 2008, durante apresentação
na Virada Cultural de São Paulo
Informação geral
Nome completo Wilson Simonal Pugliesi de Castro
Nascimento 6 de abril de 1964 (53 anos)
Origem Rio de Janeiro
País  Brasil
Gênero(s) Soul, pop, samba, samba rock, samba funk, bossa nova
Afiliação(ões) Jorge Ben Jor
Página oficial Uol.com.br/simoninha

Wilson Simonal Pugliesi de Castro, mais conhecido como Wilson Simoninha (Rio de Janeiro, 6 de abril de 1964[1]), é um cantor brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho primogênito do também cantor Wilson Simonal‎, Simoninha foi criado em São Paulo. Seu primeiro trabalho musical ocorreu aos seis anos de idade, quando gravou a voz do Cebolinha em um disco da Turma da Mônica. Chegou a cursar Direito, abandonando a faculdade no último semestre.

Após realizar cursos de música, integrou, mais tarde, a banda Zé Pretinho de Jorge Ben Jor e criou a banda Suíte Combo nos anos 80, juntamente com João Marcelo Bôscoli.

Nos anos 90, dedicou-se à produção de eventos musicais, como Free Jazz Festival (de 1992 a 1994) e Hollywood Rock (em 1993 e 1994). Também compôs jingles e trilhas para alguns dos maiores anunciantes brasileiros.

Em 2000, foi convidado para ser diretor artístico da Trama e, neste mesmo ano, lançou o álbum Volume 2, quase no mesmo período em que seu irmão, Max de Castro, gravou seu primeiro CD Samba Raro.

Em 2005, a convite da MTV Brasil, lançou o DVD MTV Apresenta Simoninha Canta Jorge Ben Jor, onde fez novos arranjos para as canções de Jorge Ben Jor. Participaram do DVD Paula Lima, Rappin' Hood, Tony Garrido, Max de Castro e Marco Mattoli (Clube do Balanço).

Em maio de 2008, lançou o álbum Melhor, produzido por Max de Castro e com a participação de Seu Jorge (em "Ela É Brasileira") e Cláudio Zoli (em "Eu Sei que Você Vai me Entender" e "Sossega").

Em agosto de 2009, ao lado de Max de Castro, concebeu e comandou o show Baile do Simonal que reuniu, em torno do cancioneiro de seu pai, cantores como Caetano Veloso, Ed Motta, Seu Jorge, Maria Rita, Samuel Rosa, entre outros. Esta apresentação aconteceu no Rio de Janeiro, foi gravada e resultou em um DVD e um CD lançados em novembro pela EMI.

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • 2000 - Volume 2 - Trama
  • 2002 - Sambaland Club - Trama
  • 2004 - Introducing Wilson Simoninha Live Sessions at Trama Studios - Trama
  • 2008 - Melhor - S de Samba
  • 2013 - Alta Fidelidade - S de Samba

Videografia[editar | editar código-fonte]

  • 2005 - MTV apresenta Simoninha Canta Jorge Ben Jor

Referências

  1. ALEXANDRE, Ricardo. Nem vem que não tem: a vida e o veneno de Wilson Simonal. São Paulo: Globo, 2009. ISBN 978-85-750-4728-1.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Wilson Simoninha
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.