Xiaolin Showdown

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Xiaolin Showdown
Xiaolin Showdown
Xiaolin Showdown (PT)
Duelo Shaolin (BR)
Informação geral
Formato série de desenho animado
Duração 22 minutos
Criador(es) Christy Hui
Desenvolvedor(es) Brandon Sawyer
Elenco Tara Strong
Grey DeLisle
Tom Kenny
Jeff Bennett
Danny Cooksey
Wayne Knight
Maurice LaMarche
Susan Silo
Jason Marsden
País de origem  Estados Unidos
Idioma original inglês
Temporadas 3
Episódios 52
Produção
Diretor(es) Mike Milo
Jeff Allen
Stephen Sandoval
Matt Danner
Dan Riba
Tim Eldred
Steve Lyons
Produtor(es) Christy Hui
Produtor(es) executivo(s) Bill Motz (1ª temporada)
Bob Roth (1ª temporada)
David Silverman (2ª temporada)
Stephen Sustarsic (2-3ª temporada)
Exibição
Emissora original Estados Unidos Kids' WB
Reino Unido Cartoon Network Too
Alemanha Kabel Eins, RTL II
Itália Boing
Distribuição Warner Bros.
Transmissão original 1 de novembro de 2003 – 13 de maio de 2006
Cronologia
Xiaolin Chronicles

Xiaolin Showdown (No Brasil, conhecida como Duelo Shaolin) é uma série de desenho animado estadunidense que foi ao ar originalmente pela Kids' WB, tendo sido criada por Christy Hui. Se passando em um mundo onde lutas que utilizam artes marciais e magia ocidental são comuns, a série acompanha quatro jovens guerreiros Shaolin em treinamento que lutam contra as forças do mal de Heylin.[1] Para isso, protegem Shen Gong Wu (artefatos anciãos que apresentam grandes poderes mágicos) de vilões que gostariam de usá-los para conquistar o mundo. Os episódios normalmente tratam de um Shen Gong Wu sendo revelado em algum local, fazendo com que os dois lados iniciem uma corrida para encontra-lo antes que seu adversário. Episódios também costumam apresentar um momento onde um personagem do bem e outro do mal se desafiam para um duelo mágico chamado de Duelo Xiaolin pela possessão do artefato.

Inicialmente no bloco de programação da WB Network de 1 de novembro de 2003 até 13 de maio de 2006, a série totalizou 52 episódios e 3 temporadas.[2] A mesma ainda foi reprisada no Cartoon Network de 2006 a 2007 e no Boomerang de 2015 a 2018.

Uma produção derivada, Xiaolin Chronicles, que não exatamente é uma continuação ou apresenta personagens de Duelo Xiaolin, teve seus primeiros três episódios transmitidos como um preview no dia 26 de Agosto de 2013 pela Disney XD. A nova série foi inicialmente transmitida no dia 21 de Setembro do mesmo ano, mas teve a duração de apenas 1 temporada com 26 episódios, encerrando na Netflix no dia 19 de julho de 2014, nos Estados Unidos.[3]

Produção[editar | editar código-fonte]

Xiaolin Showdown foi criado por Christy Hui e co-produzido pelo produtor executivo Sander Schwartz, pelo produtor supervisor Eric Radomski e pelos produtores Bill Motz e Bob Roth, sendo desenvolvido pela Warner Bros. Animation.[4] O primeiro episódio do desenho foi feito três anos após sua concepção,[5] tendo sua estreia em 1 de novembro de 2003.

A criadora da série, Christy Hui, afirmou que, apesar da crescente populariedade dos animes nos Estados Unidos, ela preferiu criar um programa que fosse uma "fusão da cultura ocidental e oriental". Xiaolin Showdown mostra influências sutis de arte oriental, ação e filosofia, mas também inclui personagens ocidentais e humor.[6]

Devido ao sucesso da primeira temporada, uma segunda e terceira temporada foram encomendadas, resultando em três temporadas e 52 episódios. O programa terminou e, apesar da divulgação em outras mídias, incluindo Postopia, um trading card game e um jogo, a Warner Bros. não não lançou a segunda e a terceira temporada em DVD.

A série teve uma continuação intitulada Xiaolin Chronicles, que foi lançada em 26 de agosto de 2013. A dubladora Tara Strong sugeriu fortemente no Twitter que os episódios estavam sendo produzidos,[7] o que mais tarde foi confirmado por Grey DeLisle, quando ela apareceu em 9 de março de 2012 no podcast de Rob Paulsen.[8] Mais tarde, isso foi confirmado pela criadora da série, Christy Hui, na sua conta no Facebook.[9]

História[editar | editar código-fonte]

Quatro jovens monges – Omi, Kimiko, Raimundo e Clay – são forçados a comparecerem ao Templo Xiaolin após terem sido escolhidos para o representarem. No início, eles enfrentam muitas dificuldades, mas logo se tornam amigos e se unem para procurar os Shen Gong Wu. Nessa busca, eles acabam tendo de enfrentar o atrapalhado vilão Jack Spicer, o "menino gênio do mal", e a feiticeira Wuya, que foi aprisionada há 1.500 anos em uma caixa de quebra-cabeça e acidentalmente libertada por Jack. Após roubar os Shen Gong Wu do templo, Spicer consegue formar o Mala Mala Jong, um antigo monstro que ajudava Wuya a controlar o mundo. Raimundo quebra as normas e luta contra o monstro, enquanto os outros monges lutam para defender os restantes de Shen Gong Wu no templo. Mais tarde, todos os monges, exceto Raimundo, são promovidos a Xiaolin Aprendizes devido a sua bravura.[10] Enfurecido e humilhado, Raimundo junta-se ao lado Heylin como assistente de Wuya, para ajudá-la a recuperar a sua forma humana.[11]

Premiações[editar | editar código-fonte]

Foi nomeado aos Daytime Emmy Awards na categoria Outstanding Sound Editing — Live Action and Animation nos anos de 2004,[12] 2005, 2006[13] e 2007,[14] e conquistou o prêmio em 2005.[15]

Em 2004, foi nomeado ao Annie Awards na categoria Outstanding Character Design in an Animated Television Production. Também foi nomeado a dois Golden Reel Awards.

Jogos[editar | editar código-fonte]

Em 14 de Novembro de 2006 lançou, nos EUA, o jogo baseado no desenho: Xiaolin Showdown (video game). O game foi desenvolvido pela BottleRocket Entertainment e foi liberada para as plataformas PS2, XBOX e PSP, e publicado pela Konami.

Referências

  1. Xiaolin Showdown, Warner Bros. Animation, Warner Bros. Television, ActionFliks Media, 1 de novembro de 2004, consultado em 23 de abril de 2022 
  2. Xiaolin Showdown (TV Series 2003–2006) - IMDb, consultado em 23 de abril de 2022 
  3. Xiaolin Chronicles, ActionFliks Media, 26 de agosto de 2013, consultado em 23 de abril de 2022 
  4. «Xiaolin Showdown». www.scannews.com. Consultado em 1 de março de 2007 
  5. Danny Stricker. «Meet Christy Hui, Animator». www.timeforkids.com. Consultado em 1 de março de 2007 
  6. Nancy Lees. «Hot Talent: Hui specializes in cultural doubleheaders». www.kidscreen.com. Consultado em 1 de março de 2007 
  7. Tara Strong. «Tara Strong on Twitter». Consultado em 10 de fevereiro de 2012 
  8. Rob Paulsen. «Talkin' Toons with Rob Paulsen, Episode 31». Consultado em 15 de março de 2012. Arquivado do original em 2 de maio de 2012 
  9. «Screenshot of Hui's account». Consultado em 19 de março de 2012 
  10. Madellaine Paxson (writer) & Dan Riba (director) (8 de maio de 2004). «Mala Mala Jong». Xiaolin Showdown. Temporada 1. Episódio 12. Kids' WB! 
  11. Bob Roth, Bill Motz (writers) & Steven Lyons (director) (15 de maio de 2004). «In the Flesh». Xiaolin Showdown. Temporada 1. Episódio 13. Kids' WB! 
  12. «The National Academy of Television Arts & Sciences Announced for the 31st Annual Daytime Emmy® Awards» (PDF). National Academy of Television Arts & Sciences. Consultado em 4 de maio de 2004 
  13. «33rd Daytime Emmy Awards: Nominations» (PDF). National Academy of Television Arts and Sciences. Consultado em 19 de março de 2007. Cópia arquivada em 3 de abril de 2007 
  14. «Winners of The 34th Daytime Entertainment Emmy Awards». National Academy of Television Arts and Sciences. 15 de junho de 2007. Consultado em 16 de junho de 2007. Arquivado do original (PDF) em 18 de junho de 2007 
  15. «32nd Daytime Emmy Awards: Winners» (PDF). National Academy of Television Arts and Sciences. Consultado em 19 de março de 2007. Cópia arquivada em 17 de março de 2007 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Xiaolin Showdown

Predefinição:Xiaolin