Yun Hyon-seok

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Yun Hyon-seok
Nascimento 7 de agosto de 1984
Incheon
Morte 26 de abril de 2003 (18 anos)
Dongdaemun-gu
Cidadania Coreia do Sul
Ocupação escritor, poeta, ativista, cantor, autobiógrafo, ativista de direitos humanos, político
Religião católico
Causa da morte enforcamento

Yun Hyon-seok (em coreano: 윤현석 尹賢碩, 7 de agosto de 1984 - 26 de abril de 2003) foi um escritor, poeta e ativista dos direitos humanos e direitos LGBT da Coreia do Sul.[1] Em 2000 e 2003, ele era atividade de homofobia, homossexuais discriminação. Em 03 abril de 2003, ele era um objecção de consciência ao serviço militar.[2]

Yun Hyon-seok nasceu em 1984, em Incheon. Nasceu em uma família que era devota pela Igreja Católica. Seu verdadeiro nome era Hyon-seok, mas tinha vontade de revelá-lo, porém, por causa de algumas oposições, nunca o revelou.

Em 26 de abril de 2003, cometeu suicídio por estrangulamento por se opor à homofobia e discriminação homossexual de seu país, principalmente por parte de pessoas religiosas.[3][4] Tinha outros pseudônimos, como Yukwudang(육우당, 六友堂 seis amigos[5]), mas seus apelidos eram Sulheon(설헌, 雪軒)[6] e Midong(미동, 美童 belo menino).[6] Nome de católico batismo foi Antonio.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]