Yun Hyon-seok

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Yun Hyon-seok
Nascimento 7 de agosto de 1984
Incheon
Morte 26 de abril de 2003
Dongdaemun-gu
Sepultamento Incheon Family Park
Cidadania Coreia do Sul
Ocupação escritor, poeta, ativista, cantor, autobiógrafo, ativista de direitos humanos, político
Religião católico
Causa da morte forca

Yun Hyon-seok (em coreano: 윤현석 尹賢碩, 7 de agosto de 1984 - 26 de abril de 2003) foi um escritor, poeta e ativista dos direitos humanos e direitos LGBT da Coreia do Sul.[1] Em 2000 e 2003, ele era atividade de homofobia, homossexuais discriminação. Em 03 abril de 2003, ele era um objecção de consciência ao serviço militar.[2]

Yun Hyon-seok nasceu em 1984, em Incheon. Nasceu em uma família que era devota pela Igreja Católica. Seu verdadeiro nome era Hyon-seok, mas tinha vontade de revelá-lo, porém, por causa de algumas oposições, nunca o revelou.

Em 26 de abril de 2003, cometeu suicídio por estrangulamento por se opor à homofobia e discriminação homossexual de seu país, principalmente por parte de pessoas religiosas.[3][4] Tinha outros pseudônimos, como Yukwudang(육우당, 六友堂 seis amigos[5]), mas seus apelidos eram Sulheon(설헌, 雪軒)[6] e Midong(미동, 美童 belo menino).[6] Nome de católico batismo foi Antonio.

Referências

  1. 어느10대 동성애자의 자살 The Hankyeorye21 2003.05 (em coreano)
  2. 나의 일곱번째 친구는 누구입니까 Hangyeorye 2013.04.26 (em coreano)
  3. 육우당(六友堂), ‘성소수자 해방’을 위해 지다 Chamsesang 2008년05월01일 (em coreano)
  4. 동성애자가 사탄? 너희는 파시스트 기독교인 The Kyonghyang 2012.01.25 (em coreano)
  5. “내 혼은 꽃비 되어” chamsesang 2006.04.26 (em coreano)
  6. a b 죽음으로 마감한 ‘커밍아웃’ Arquivado em 13 de dezembro de 2013, no Wayback Machine. Sisapress 2003.05.15 (em coreano)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]