Aécio de Antioquia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Aécio de Antioquia (em grego: Αέτιος ο Αντιοχεύς), conhecido como "o Ateu" pelos trinitários, foi o fundador de uma seita ariana. Ele nasceu em Cele-Síria e morreu em Constantinopla em 367.

Aécio cresceu em situação de pobreza ou de escravidão.[1] Mais tarde trabalhou como ourives em Antioquia para ajudar sua mãe viúva e estudou filosofia[1] . Depois de sua mãe morreu, Aécio continuou o seu comércio e alargados os seus estudos em literatura cristã, teologia cristã e medicina [1] . Estudou teologia com Paulino, bispo de Antioquia, Atanásio, bispo de Anazarbus, e com o presbítero Antônio de Tarso.

Em 350 ele foi ordenado diácono por Leôncio de Antioquia, mas pouco depois foi obrigado pelos trinitários a deixar a cidade. No primeiro Sínodo de Sirmio, ele obteve vitória dialética sobre os bispos Basílio de Cesareia e Eustáquio. Em 356 ele foi para Alexandria, a fim de promover a causa ariana, e foi banido por Constâncio II. Juliano, o Apóstata tirou-o do exílio, deu-lhe uma propriedade em Lesbos e o trouxe para sua corte, em Constantinopla. Consagrado bispo ele usou todo seu prestígio em favos dos interesses do arianismo, formando outros bispos para a seita. Com a ascensão de Valente, ele retirou-se para sua propriedade em Lesbos, mas logo retornou para Constantinopla, onde morreu em 367.

Referências

  1. a b c Philostorgius, in Photius, Epitome of the Ecclesiastical History of Philostorgius, livro 3, capítulo 15.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um teólogo cristão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.