Alex Shelley

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alex Shelley
Nome(s)
no ringue
Alex Shelley
Altura 1,78 m[1]
Peso 98 kg[1]
Nascimento 23 de Maio de 1983 (31 anos)
Detroit, Michigan
Residência Plymouth, Michigan
Anunciado de Detroit, Michigan[1]
Treinado por Truth Martini
Breyer Wellington
Scott D'Amore
Joe E. Legend
Estreia 2 de Março de 2002

Patrick Martin (nascido em 23 de Maio de 1983), melhor conhecido pelo seu ring name Alex Shelley, é um lutador profissional americano, que atualmente trabalha para a Total Nonstop Action Wrestling (TNA). Ele ganhou fama em federações indys, como a Ring of Honor. Ele é também cantor da banda The High Crusade, da qual participam também lutadores como Chris Sabin e Petey Williams.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Antes da Fama[editar | editar código-fonte]

Martin entrou na BCW Can-Am Wrestling School e começou a ser treinado por Scott D'Amore e Joe. E. Legend. Em 2002, Martin debutou com o ring name de "Alex Shelley", um nome criado pela combinação de Alex DeLarge e Pete Shelley. Shelley foi para a IWA Mid-South, ficando lá por seis meses até ir para a Combat Zone Wrestling. Não muito tempo depois, ele foi para a Ring of Honor. No dia 12 de Junho de 2005, Shelley fez uma aparição no WWE Heat, perdendo para Simon Dean.

Ring Of Honor (2003-2008)[editar | editar código-fonte]

Shelley fez seu debut na Ring of Honor em 28 de Junho de 2003, no Lutadorave 2003, enfrentando B.J. Whitmer, Tony Mamaluke e Jimmy Jacobs em uma Four Corners Survival Match, vencida por Whitmer. Em 2003 e no começo de 2004, ele teve feuds com Jimmy Jacobs e com Matt Stryker.

Generation Next (2004)[editar | editar código-fonte]

No Generation Next em 22 de Maio de 2004, Shelley formou a stable "Generation Next" com Austin Aries, Jack Evans e Roderick Strong. Alex Shelley era o líder da stable. Eles se auto dominavam como "o melhor que a Ring of Honor tem para oferecer". Eles tiveram feuds com lutadores como Matt Stryker, Jimmy Rave e John Walters.

Em 17 de Julho de 2004, no Reborn: Completion, Shelley perdeu para Doug Williams na final do torneio valendo o ROH Pure Championship. Na mesma noite, a Generaion Next atacou Ricky Steamboat. No "The Midnight Express Reunion" no dia 02 de Outubro, a Generation Next lutou e venceu CM Punk, John Walters, Jimmy Jacobs e Ace Steel. Depois dessa luta, Alex Shelley disse que estava interessado no ROH World Championship de Samoa Joe. Aries, então, anunciou que também está atrás do título.

Em 26 de Dezembro de 2004, no Final Battle, Shelley e Strong foram derrotados por CM Punk e Steve Corino. Depois da luta, Aries disse que acha que Shelley está perdendo muito tempo na TNA e então ele está liderando a Generation Next. Aries e Strong, então, atacaram Shelley e o expulsaram da Generation Next.

The Embassy (2005-2006)[editar | editar código-fonte]

Shelley feudou com a Generation Next durante o começo de 2007, perdendo para Aries valendo o ROH World Championship no Manhattan Mayhen em 07 de Maio. Em 23 de Julho, Shelley iria lutar em uma tag team match contra Aries e Strong, com um parceiro misterioso. Shelley deu especulações nos backstages de que seu parceiro seria alguém que tivesse fazendo seu debut na ROH. Ele depois revelou que não teria um parceiro, e entrou na stable "The Embassy". The Embassy começou uma feud com a Generation Next, que culminou em uma eight-man elimination Steel Cage Match em 3 de Dezembro. A Generation Next (Austin Aries, Roderick Strong, Jack Evans e Matt Sydal) venceu The Embassy (Alex Shelley, Jimmy Rave, Abyss e Nana).

No Hell Freezes Over em 14 de Janeiro de 2006, Shelley fez tag com Rave para vencer Claudio Castagnoli e Azrieal. Na mesma noite, Prince Nana ofereceu para comprar o ROH World Championship de Bryan Danielson depois deste vencer Chris Hero. Após Danielson recusar a oferta de Nana, The Embassy o atacou, com Shelley aplicando o Sliced Bread #2. No show seguinte, The Embassy de Shelley, Rave e Abyss venceu o torneio Trios de 2006 vencendo a Generation Next de Jack Evans, Matt Sydal e o parceiro deles Jimmy Yang na final. Com essa vitória, cada lutador vencedor podia escolher uma luta que quisesse. Shelley e Rave escolheram uma title shot pelo ROH World Championship. Originalmente, estava marcado para Shelley enfrentar Danielson pelo título em 11 de Fevereiro, mas uma severa nevasca atingiu o Nordeste dos EUA e a TNA pediu para Shelley voltar para Orlando, Florida. Shelley teve a oportunidade de lutar contra Danielson um mês depois, valendo o title, porém, perdeu a luta.

Algumas aparições em dupla[editar | editar código-fonte]

Após uma saída de Shelley da ROH, ele voltou à empresa com Chris Sabin em 30 de Março de 2007, depois dos Briscoe Brothers vencerem o ROH World Tag Team Championship. Os dois desafiaram Jay Briscoe para uma luta valendo o título em 28 de Abril em Chicago, depois de Briscoe aceitar, Shelley e Sabin atacaram ele. Os dois perderam a luta e saíram da empresa.

Em Abril de 2008, Shelley e Sabin retornaram à ROH perdendo para The Age of the Fall (Jimmy Jacobs e Tyler Black) e vencendo Os Briscoe Brothers (Jay e Mark) nos dias 18 de 19 respectivamente.

Em Agosto de 2008, Shelley e Sabin voltaram à ROH, lutando contra Austin Aries e Bryan Danielson em uma luta que terminou em empate após a luta ter 25 minutos, o tempo máximo da luta. No dia seguinte, eles perderam para Kevin Steen e El Generico. Shelley e Sabin estavam marcados para voltar a ROH em 24 e 25 de Outubro, mas eles foram proibidos de ir pela TNA, sendo substituídos pela The Latin American Xchange

Em 13 de Fevereiro de 2010, a Ring of Honor anunciou que a Motor City Machine Guns irá retornar à empresa em 8 de Maio. Em 8 de Maio, a Motor City Machine Guns perdeu para os ROH World Tag Team Champions "Kings of Wrestling" (Claudio Castagnoli e Chris Hero) por desqualificação após os Briscoe Brothers interferirem na luta.

Pro Wrestling Zero1-Max (2005-2008)[editar | editar código-fonte]

Em Março de 2005, Shelley assinou com a Pro Wrestling Zero1 Max. Em 19 de Setembro de 2005, ele vence o Zero1-Max United States Openweight Championship em Tokio no Japão vencendo Sonjay Dutt. Ele ficou com o título até o dia 23 de Novembro, após perder para Cristopher Daniels.

Em 25 de Agosto de 2006, no Korauken Hall's Zero-1 Max, Shelley e Chris Sabin se tornaram os NWA Internation Lightweight Tag Team Championship após venceram os campeões Ikuto Hidaka e Minoru Fujita. Em 6 de Abril de 2008, eles perderam o título para Minoru Fujita e Takuya Sugawara.

Total Nonstop Action Wrestling (2004-2011)[editar | editar código-fonte]

2004-2005[editar | editar código-fonte]

Shelley assinou um contrato com a TNA em 8 de Julho de 2004. Ele fez tag com Goldy Locks. Shelley pediu sua demissão da TNA por não estar sendo utilizado pelo booker Dusty Rhodes.

Shelley assinou um novo contrato com a TNA em 2005, após Dusty Rhodes não ser mais booker da empresa, e voltou em 19 de Junho de 2005 no Slammyversary perdendo para Shocker. Ele veio a formar uma tag com Michael Shane, perdendo para a tag America's Most Wanted no No Surrender em 17 de Julho de 2005. Shelley entrou no Torneio Super X Cup de 2005, mas perdeu para Samoa Joe nas semifinais em 7 de Agosto. Ele entrou no Chris Candido Memorial Tag Team Tournament com Sean Waltman como seu parceiro, e venceu o torneio vencendo Shocker e Chris Sabin no episódio de 9 de Setembro da TNA iMPACT!. Como resultado da vitória, ele e Waltman ganharam uma luta pelo NWA World Tag Team Championship em um four-way tag team match no TNA Unbreakable em 11 de Setembro. Shelley perdeu a luta.

Shelley lutou na X Division em 2005, lutando contra Austin Aries várias vezes. Em Novembro de 2005, ele estreou sua nova gimmick de "the Shelley-cam". No finalzinho de 2005, ele começou a lutar de tag com Austin Aries e Roderick Strong, feudando contra Sonjay Dutt, Chris Sabin e Matt Bentley.

No wrestling[editar | editar código-fonte]

  • Finishing and signature moves
    • Border City Stretch (Chickenwing over the shoulder crossface)
    • WA4 (Over the shoulder belly to back piledriver)
    • Shellshock[1] (Inverted headlock swinging reverse STO)
    • Sliced Bread #2[2] [3] (springboard backflip three–quarter facelock diving reverse DDT)
    • Underarm snap STO – 2006
    • @LX–Plex (Swinging fisherman suplex)
    • Backpack stunner
    • Frog splash
    • It Came from Japão (Cross–armed scoop brainbuster)
    • It Came from Japão II (Cross–legged fisherman buster)
    • Leaping double knee backbreaker, second rope
    • Modified dragon sleeper
    • Running double knee strike
    • Running single knee facebreaker
    • Senton
    • Shining wizard
    • Skull Fuck / Total Nonstop Alex (Consecutive push up facebusters)
    • Springboard seguido de um back elbow smash e um moonsault
    • Superkick

Campeonatos e prêmios[editar | editar código-fonte]

  • All American Wrestling
    • AAW Tag Team Championship (1 vez) – com Chris Sabin[5]
  • Great Lakes Wrestling
    • GLW Cruiserweight Championship (1 vez)
  • Insane Wrestling Federation
    • IWF Cruiserweight Championship (1 vez)
  • Ontario Championship Wrestling
    • OCW Tag Team Championship (1 time) – com R.C. Cross
  • westside Xtreme wrestling
    • wXw World Heavyweight Championship (2 vezes)[8]
  • Xtreme Intense Championship Wrestling
    • XICW Cruiserweight Championship (1 vez)
    • XICW Tag Team Championship (1 vez) – com Jaimy Coxxx

Referências

  1. a b c d TNA Bio TNA Wrestling. Página visitada em 2008-10-13.
  2. Hell Freezes Over.
  3. Tag Wars 2006.
  4. TNA Meltdown Vol 2 Product Page ShopTNA. Página visitada em 2008-12-20.
  5. All American Wrestling Title Histories titlehistories.com. Página visitada em 2008-12-20.
  6. Independent Wrestling Results - September 2004 onlineworldofwrestling.com. Página visitada em 2008-12-20.
  7. Alex Shelley Wins CMLL Grand Prix Match tnawrestling.com. Página visitada em 2008-12-20.
  8. Westside Xtreme Wrestling Title Histories titlehistories.com. Página visitada em 2008-12-20.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) lutador(a) profissional é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.