Almofariz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde março de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Almofariz de porcelana para moer pimenta-preta.

O almofariz (também chamado gral, pilão, moedor ou morteiro) é um utensílio que serve para moer pequenas quantidades de produtos[1] , por vezes misturando vários ingredientes. É usado na cozinha, em laboratórios de química e biologia molecular. Antigamente era peça essencial nas farmácias de manipulação, mas atualmente está perdendo proeminência devido aos instrumentos elétricos[2] .

A técnica consiste em segurar o pistilo pelo cabo e amassar, bater no corpo a ser triturado, amassado, pilado, pulverizado, contra o almofariz. Na foto ao lado, o pistilo está dentro do almofariz, sobre o alimento a ser transformado.

É uma tigela de paredes grossas e utiliza-se colocando dentro o material que é moído por uma outra peça chamada pistilo, ou “mão do almofariz”, com a forma de uma semi-esfera com um cabo e geralmente do mesmo material que o almofariz é feito, madeira, barro, pedra ou metal. Os equivalentes japoneses têm os nomes de suribachi e surikogi.

O almofariz é o equivalente, em tamanho pequeno, ao pilão ainda em uso na Ásia, África, América Central (em especial o México) e nos Estados Unidos (por influência de imigrantes) para moer especiarias ou ervas frescas para fins culinários. Os índios da América do norte cavavam estes almofarizes em rochas (fixas), geralmente utilizados por seguidas gerações, e onde ainda hoje se podem ver.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Almofariz

Referências