Angeja

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Localização da Freguesia de Angeja
 Portugal Angeja  
—  Freguesia  —
Bandeira de Angeja
Bandeira
Brasão de armas de Angeja
Brasão de armas
Angeja está localizado em: Portugal Continental
Angeja
Localização de Angeja em Portugal
40° 41' N 8° 33' O
País  Portugal
Concelho ABV.png Albergaria-a-Velha
Fundação 1849
 - Tipo Junta de freguesia
Área
 - Total 21,25 km²
População (2011)
 - Total 2 073
    • Densidade 97,6/km2 
Gentílico: Angejense
Código postal 3850
Orago Senhora das Neves
Correio electrónico jfangeja@sapo.pt
Sítio www.jf-angeja.pt
geral@jf-angeja.pt

Angeja é uma freguesia portuguesa do concelho de Albergaria-a-Velha, com 21,25 km² de área e 2 073 habitantes (2011). Densidade: 97,6 hab/km².

Descrição[editar | editar código-fonte]

Freguesia ribeirinha banhada a poente pelo rio Vouga, em cujas margens se pratica uma agricultura e pecuária essencial e muito dominante no seu aproveitamento.

Apresenta na sua urbe características próprias de um aglomerado medieval. As ruas são estreitas e calcetadas e dentro da urbanização encontramos um conjunto de casas típicas de uma época antiga.

Demografia[editar | editar código-fonte]

População da vila de Angeja
1801 2001 2011
1 740 2 320 2 048
             Evolução da População Entre 1864 e 2011                 

Evolução da  População  1864 / 2011; Variação da População  1864 / 2011;

                 Os Grupos Etários Em 2001 e 2011                   

A População em 2001; A População em 2011;

História[editar | editar código-fonte]

Da presença dos gregos e fenícios tem-se conjecturado tal como a presença romana. Pelo ano de 1166 surge a primeira referência a "ANSEGIA".

Angeja obteve foral de D. Manuel I em 15 de Agosto de 1514. Este foral trata das seguintes terras: Assequins, Bemposta, Branca, Canelas, Casais de Grijó, Casais do Ribeiro, Contumil, Devesa, Fermelã, Figueiredo, Fonte Chã, Pinheiro, Salreu e Santiães.

No início fazia parte das Terras de Santa Maria (ou vulgarmente Terras da Feira) por isso o brasão de Angeja tem as armas das Terras de Santa Maria.

A antiga vila de Angeja e freguesia de Nossa Senhora das Neves era curato da apresentação do vigário de S. Miguel de Fermelã, passando mais tarde a reitoria e depois a priorado.

Os Marqueses de Angeja, sem nunca permanecerem por aqui, tinham um procurador que recebia os rendimentos que eram resultado da benesse régia.

Por aqui passaram e permaneceram os franceses que deixaram rasto de destruição. As revoltas nacionais da restauração e instauração do liberalismo também foram bastante acentuadas.

Após esse período de instabilidade política (1834-1837) permaneceu como concelho até 1853 ano em que foi extinto e integrado no de Albergaria-a-Velha, conjuntamente com Frossos.

Em 20 de Junho de 1991 foi reforçado o seu antigo estatuto de Vila.

Património[editar | editar código-fonte]

A Igreja Matriz, dedicada a Senhora das Neves, embora alterada é do século XVII, possuindo retábulos barrocos, talha dourada de grande qualidade e escultura do século XV na frontaria.

De salientar também as capelas de do Espírito Santo (Rua do Espírito Santo), capela do Mártir S. Sebastião (Rua da Pereira), capela de S. Gregório (Rua da Pereira), capela da Senhora do Carmo (Fontão) e Capela do Cabecinho (Cabecinho).

Pelourinho de Angeja - classificado como Imóvel de Interesse Público

Património Natural[editar | editar código-fonte]

Margens do Rio Vouga, lugares de Cabecinho e Fontão. Aconselha-se uma visita aos moinhos do Fontão e Cabecinho.

Festas e Romarias[editar | editar código-fonte]

  • Último fim de semana do mês julho: Festival Folclore do Rancho Folclórico Casa do Povo de Angeja.
  • 1º fim de semana posterior ao dia 5 de agosto: Festa da padroeira, Nossa Senhora das Neves.
  • 2º fim de semana posterior ao dia 5 de agosto: Festa do Cabecinho (inserido nas festividades da Nossa Senhora das Neves).
  • 15 Agosto: Festival de Folclore do Grupo Folclórico As Lavadeiras do Vouga.
  • 2º fim de semana de setembro: Aniversário da Associação de Instrução e Recrio Angejense.

Gastronomia[editar | editar código-fonte]

Leitão assado, rojões, enguias e pão do Fontão

Equipamento Social e Escolar[editar | editar código-fonte]

  • 1 Centro Educativo
  • 2 Jardins de Infância (rede pública)
  • Creche "Helena de Albuquerque Quadros
  • Poli-desportivo de Angeja
  • Mercado municipal
  • Posto médico
  • Farmácia
  • Motel Eclipse
  • Clínica Médica e Dentária

Associações e Colectividades[editar | editar código-fonte]

Artesanato[editar | editar código-fonte]

Cestaria / bordados / tecelagem

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

O Pe. Cardoso refere-se à Angeja dizendo que "não reconhece sujeição às justiças de outra terra; governa-se o concelho sobre si. Corre perto da vila o rio Vouga, no qual colhem lampreias nos meses de Março, Abril e Maio, cuja pescaria, como a de outra casta de peixes, é livre aos moradores em todo o ano".

Pinho Leal dizia que "a vila está em uma pequena elevação, tendo ao sul uma extensa e feracíssima veiga, chamada Campo da Veiga. Esta linda veiga é dividida por milhares de valas, para enxugamento das águas, de modo que, na maior parte dela não podem entrar carros e todo (ou quase todo) o serviço agrícola se faz em barcos próprios para andarem nestas valas. Nelas se cria bastante peixe miúdo, sobretudo um pequeno peixe do tamanho de camarões (espécie de peixe-rei do Algarve) a que chamam aqui ruivacos, que se apanha aos cardumes com a maior facilidade, e se come cozido, sem levar outro tempero senão sumo de limão. É baratíssimo.“O Vouga atravessa este delicioso campo e quem de qualquer parte vê os barcos à vela, que de Águeda vão para Aveiro, ou vice-versa, parece que eles vão navegando pelos campos, o que faz uma linda vista” (…)

Foi vila e sede de concelho entre 1514 e 1853. Era constituído por uma freguesia e tinha, em 1801, 1 740 habitantes. Após as primeiras reformas administrativas do liberalismo foram-lhe anexadas as freguesias de Canelas, Fermelã e Frossos. Tinha, em 1849, 5124 habitantes.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]