António Lopes Ribeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
António Lopes Ribeiro
Nome completo António Lopes Ribeiro
Nascimento 16 de Abril de 1908
Lisboa,  Portugal
Morte 14 de abril de 1995 (86 anos)
Lisboa,  Portugal
Nacionalidade Portugal Português
Ocupação Cineasta
Escola/tradição Cinema

António Lopes Ribeiro (Lisboa, 16 de Abril de 1908Lisboa, 14 de Abril de 1995) foi um cineasta português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de Manuel Henrique Correia da Silva Ribeiro e de sua mulher Ester da Nazaré Lopes e irmão do actor Ribeirinho, começou por se dedicar à crítica cinematográfica, actividade a que se dedicou a partir dos 17 anos de idade, no jornal Diário de Lisboa, e no exercício da qual fundou diversas revistas dedicadas à crítica de cinema. Três anos mais tarde, estreia-se como realizador com o documentário Bailando ao Sol (1928).

De 1940 a 1970, parte da sua obra cinematográfica é dedicada aos actos oficiais do Estado Novo, sendo por isso chamado de "cineasta do regime". Alguns exemplos desta faceta de Lopes Ribeiro são A Revolução de Maio (1937), o Feitiço do Império ([1940) ou Manifestação Nacional a Salazar (1941).

Para além destas duas actividades, António Lopes Ribeiro demarcou-se como produtor de cinema (fundador das Produções Lopes Ribeiro), jornalista, argumentista, profissional de televisão desde 1957 (foi apresentador do programa Museu do Cinema, na RTP, de 1961 a 1974), da rádio e figura do teatro.

Filmografia (realizador)[editar | editar código-fonte]

  • Dia de Portugal na Expo'70 (1970)
  • Portugal de Luto na Morte de Salazar (1970)
  • Portugal na Expo'70 (1970)
  • Casa Bancária Pinto de Magalhães (1963)
  • Instituto de Oncologia (1963)
  • I Salão de Antiguidades, O (1963)
  • Artes ao Serviço da Nação, As (1962)
  • Arte Sacra (1960)
  • Indústrias Regionais (1960)
  • Monumentos de Belém, Os (1960)
  • Mosteiros Portugueses (1960)
  • Primo Basílio, O (1959)
  • Comemorações Nacionais (1958)
  • Portugal na Exposição Universal de Bruxelas (1958)
  • 30 Anos com Salazar (1957)
  • A Gloriosa Viagem ao Brasil (1957)
  • A Rainha Isabel II em Portugal (1957)
  • A Viagem Presidencial ao Brasil (1957)
  • A Visita a Portugal da Rainha Isabel II da Grã-Bretanha (1957)
  • A Visita do Ministro Paulo Cunha aos Portugueses da Califórnia (1956)
  • A Visita do Chefe do Estado à Ilha da Madeira (1955)
  • Cortejos de Oferendas (1953)
  • Jubileu de Salazar, O (1953)
  • A Viagem Presidencial a Espanha (1953)
  • A Celebração do 28 de Maio de 1952 (1952)
  • Rodas de Lisboa, As (1951)
  • Frei Luís de Sousa (1950)
  • Algarve d'Além-Mar (1950)
  • Casas para Trabalhadores (1950)
  • A Festa dos Tabuleiros em Tomar (1950)
  • Segurança Social e Assistência Médica (1950)
  • Serviços Médico-Sociais (1950)
  • Trabalho e Previdência (1950)
  • Estampas Antigas de Portugal (1949)
  • Só Tem Varíola Quem Quer (1949)
  • Lisboa de Hoje e de Amanhã (1948)
  • Anjos e Demónios (1947)
  • Cortejo Histórico de Lisboa, O (1947)
  • A Vizinha do Lado (1945)
  • Ilhas Crioulas de Cabo Verde, As (1945)
  • A Morte e a Vida do Engenheiro Duarte Pacheco (1944)
  • Inauguração do Estádio Nacional (1944)
  • Amor de Perdição (1943)
  • Portugal na Exposição de Paris de 1937 (1942)
  • O Pai Tirano (1941)
  • Feitiço do Império (1940)
  • Guiné, Berço do Império (1940)
  • Viagem de Sua Excelência o Presidente da República a Angola (1939)
  • Exposição Histórica da Ocupação (1938)
  • A Revolução de Maio (1937)
  • Fogos Reais na Escola Prática de Infantaria (1935)
  • Gado Bravo (1934)
  • A Preparação do Filme 'Gado Bravo' (1933)
  • Curso de Oficiais Milicianos em Mafra (1932)
  • Uma Batida em Malpique (1929)
  • Bailando ao Sol (1928)

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • MATOS-CRUZ, José de (org. literária). António Lopes Ribeiro. Lisboa: Cinemateca Portuguesa, 1983[1] .
  • Redacção Quidnovi, com coordenação de José Hermano Saraiva, História de Portugal, Dicionário de Personalidades, Volume XIX, Ed. QN-Edição e Conteúdos,S.A., 2004.

Referências

  1. Inclui, a pgs. 15 a 68, uma autobiografia de António Lopes Ribeiro.

Ver também[editar | editar código-fonte]