Arcnet

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

ARCnet (também CamelCase como dARCnet, um sigla de Attached Resource Computer Network) é uma rede local (LAN) Protocolo, para efeitos semelhantes em Ethernet ou Token Ring. ARCnet foi amplamente disponível a primeira rede de microcomputadores e tornou-se popular na 1980. Desde então, foi adquirida uma sequência no sistema embutido s mercado, em que certas características do protocolo são especialmente úteis.

História[editar | editar código-fonte]

A ARCnet foi desenvolvida pelo engenheiro principal de desenvolvimento John Murphy na Datapoint Corporation em 1976, e anunciada em 1977. Foi a primeira solução LAN à base de clustering, originalmente desenvolvida como uma alternativa a grandes e caros sistemas de computador. A alternativa desenvolvida foi o DATABUS, de propriedade da Datapoint, implementado em linguagem COBOL e implantada em um único computador com terminais dumb. Quando o número de usuários ultrapassa a capacidade do computador original, recursos computacionais podem ser inseridos através da ARCnet, rodando as mesmas aplicações e acessando os mesmos dados. Se mais armazenamento era necessário, recursos adicionais como discos poderiam ser anexados. Esta abordagem gradual abriu novos caminhos e, até ao final da década de 1970 (antes do primeiro computador pessoal da IBM PC foi anunciado em 1981) mais de dez mil instalações da LAN ARCnet estavam em uso comercial em todo o mundo, e a Datapoint tinha se tornado uma empresa Fortune 500. Tal como microcomputadores assumiram a indústria, bem comprovada e confiável, a ARCnet também foi oferecida como uma alternativa barata a instalção de LANs.

A ARCnet permaneceu proprietária do início à meados de 1980. Isto não causou preocupação no momento, pois a maioria das arquiteturas de rede eram proprietários. A passagem para siatemas abertos não-proprietários começou como uma resposta ao domínio da International Business Machines (IBM) e as suas Systems Network Architecture (SCN). Em 1979, o Modelo de Referência de Interconexão de Sistemas Abertos (Modelo OSI) foi publicado. Depois, em 1980, a Digital, Intel e Xerox (a Dix consórcio) publicaram um padrão aberto para Ethernet que logo foi adotado como a base de padronização pelo IEEE e ISO. A IBM respondeu com o Token Ring, propondo como alternativa a Ethernet, mas mantendo um controle apertado sobre essa padronização desconfiando que os concorrentes podiam utilizá-la. ARCnet foi menos dispendioso, mais confiável, mais flexível, e no final dos anos 80, tinha uma quota de mercado aproximadamente igual a da Ethernet.

Após a Ethernet original ter abandonado seus fios grossos e desajeitados por fios um pouco mais finos e simples que as ARCnet's, e suas inovadoras e mais sustentáveis topologia de cabeamento de "interligação em estrela" baseada nos hubs ativos, a Ethernet tornou-se mais atraente do que antes. Cabeamento mais fácil, combinado com a maior velocidade cru da Ethernet (10 Mbit/s, em comparação com os 2,5 Mbit/s da ARCnet) ajudaram a aumentar a procura pela Ethernet. Com a expansão do mercado, e a maior procura pela Ethernet fizeram os preços cairem, e o volume de utilizadores da ARCnet diminuiram consideravelmente. Este declínio foi, em grande parte causado pelo Token Ring, que com o imenso poder da IBM, conseguiu manter-se no mercado por algum tempo.

Em resposta as necessidades de uma maior largura de banda, e ao desafio da Ethernet, um novo padrão chamado ARCnet Plus foi desenvolvido pela Datapoint, e introduzido em 1992. O ARCnet Plus oferecia uma largura de banda de 20 Mbit/s, e era compatível com o ARCnet original. No entanto, até o momento em que o ARCnet Plus estar pronto para o mercado, a maioria das redes do mercado usavam Ethernet, e havia poucos incentivos para os usuários migrarem de volta para a ARCnet. Como resultado, poucos ARCnet Plus foram produzidos. Aqueles que foram desenvolvidos, principalmente pela Datapoint, eram caros e difíceis de encontrar.

A ARCnet acabou por ser padronizada como ANSI ARCnet 878,1. Este assemelha-se pois era o nome alterado a partir de ARCnet. Outras empresas entraram no mercado, como a Standard Microsystems, que produziu sistemas baseados em um único VLSI chip, originalmente desenvolvido como LSI para a Datapoint, mas posteriormente disponibilizado pela Standard Microsystems para outros clientes. A Datapoint encontrava-se em apuros e, posteriormente, transferindo para videoconferências e depois, personalizando programação embutida no mercado.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]