Arquidiocese de Singapura

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Arquidiocese de Singapura
Archidiœcesis Singaporensis
Catedral do Bom Pastor
Localização
País Singapura
Estatísticas
Área 639 km²
Informação
Rito Romano
Criação da Diocese 1558
Elevação a Arquidiocese 19 de setembro de 1953
(elevação da
Diocese de Malaca)
25 de fevereiro de 1955
(Arquidiocese de
Malaca-Singapura)
Governo da Arquidiocese
Arcebispo William Goh Seng Chye
Jurisdição Arquidiocese
Contatos
Página Oficial www.veritas.org.sg

A Arquidiocese de Singapura (Archidiœcesis Singaporensis) é uma arquidiocese da Igreja Católica situada em Singapura. É fruto da divisão da Arquidiocese de Malaca-Singapura, que transformou-se em duas circunscrições religiosas diferentes, sendo a outra a Diocese de Malaca-Johor, com sede em Johor. Seu atual arcebispo é o Rev. Monsenhor William Goh Seng Chye. Sua Sé é a Catedral do Bom Pastor.

História[editar | editar código-fonte]

Eregida em 1558 pelos portugueses, como sufragânea da Arquidiocese de Goa, a Diocese de Malaca, junto com a Diocese de Cochim, formavam a província eclesiástica no Oriente. Em 1838, após as invasões neerlandesas, britânicas e francesas na região, a Diocese foi suprimida, transferida para o vicariato apostólico de Ava e Pegu. Em 1841, foi transformada no vicariato apostólico de Malaca-Singapura. Essa situação persistiu até 1888, quando foi recriada a Diocese de Malaca, agora sufragânea da Arquidiocese de Pondicherry.

Com a reestruturação da Igreja Católica no sudeste asiático, em 19 de setembro de 1953 a Diocese de Malaca foi elevada a Arquidiocese e em 25 de fevereiro de 1955, a Arquidiocese Metropolitana da Malaca-Singapura, com as Dioceses de Kuala Lumpur e Penang como sufragâneas. Em 18 de dezembro de 1972, foi desmembrada a Diocese de Malaca-Johor da Arquidiocese de Singapura, que deixou de ser metropolita, já que não tem uma diocese sufragânea, ficando diretamente subordinada à Santa Sé.

Bispos de Malaca (1558-1841)[editar | editar código-fonte]

1558-1577 Frei Jorge de Santa Luzia, O. P.

1581-1601 João Ribeiro Gaio

1604-1610 Frei Cristóvão de Sá e Lisboa

1610-1636 Gonçalo da Silva

1636 Frei António do Rosário, O. P.

1638-1648 Frei Luís de Melo, O. S. A.

1671 Frei António da Paz

1672 Gregório dos Anjos

Frei Manuel do Porto

1685 Frei António de Sta. Teresa

1695 Bernardino della Chiesa, O. F. M.

1701-1734 Frei Manuel do Santo. António, O. P.

1738-1743 Frei António de Castro

1745-1747 Frei Manuel de Bulhões e Sousa, O. P.

1747-1764 Gerardo de São José, O. P.

1781-1783 Frei Alexandre da Sacra Família

1804-1815 Frei Francisco de São Dâmaso Abreu Vieira

1841 Frei João Xavier da Trindade e Sousa, O. P.

Governadores do Bispado de Malaca[editar | editar código-fonte]

1641-1665 Paulo da Costa

1668-1670 Duarte Travassos, O. P.

1675-1679 João de Abreu Lima

1689-1708 Nicolau Fonseca

1749 Manuel de S. Joaquim, O. P.

1760-1765 Jacinto da Conceição, O. P.

1765 António de S. Boaventura, O. P.

antes de 1775 Francisco da Purificação, O. P.

1775-1776 José Caetano de Meneses

1775 Pedro Alcântara de Sousa

1780 Manuel Joaquim de Santa. Ana, O. P.

1786 Francisco de S. José Tosoano, O. P.

1787-1791 Francisco Luís da Cunha

1789-1791 José Barbosa Machado de Aguiar, O. P.

1791-1799 Caetano de S. José, O. P.

1796-1818 José da Anunciação, O. P.

1820 Joaquim de Sta. Rita Botelho, O. F. M.

1821 Joaquim José Leite, C. M.

1832-1836 Vicente Ferrer Varela, O. P.

1838-1843 Filipe Atanásio da Costa, O. P.

1840-1858 Francisco Gomes, O. P.

1858-1868 Manuel José Gomes

Fontes[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Catolicismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.