Ataque com gás sarin ao Metrô de Tóquio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Ataque do gás sarin no Metrô de Tóquio é o nome dado pela imprensa japonesa e internacional ao ataque ao Metrô de Tóquio (地下鉄サリン事件, Chikatetsu Sarina Jiken?), foi um ato de terrorismo perpetrados por membros nacionais da Aum Shinrikyo a 20 de março de 1995.[1]

Em cinco atentados coordenados, os autores liberaram o gás sarin em várias linhas de metrô de Tóquio, matando doze pessoas, ferindo gravemente cinqüenta e mais ligeiramente 6.000 pessoas.[2]

O ataque era direcionado contra comboios/trens passando por Kasumigaseki e Nagatachō, o edifício onde se situa o Governo Japonês. Este é até hoje o mais grave atentado que ocorreu no Japão após a Segunda Guerra Mundial.

Referências