Bedlington terrier

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bedlington terrier
Nome original Bedlington Terrier
País de origem  Reino Unido
Características
Classificação e padrões
Federação Cinológica Internacional
Grupo 3
Seção 1 - Terriers - de médio e grande porte
Estalão ##9 24 de junho de 1987

O bedlington terrier[Nota], oriundo do Reino Unido, é um cão cuja primeira aparição em exposições foi em 1870. Provável descendente dos rothbury terriers, os atléticos cães dos ciganos parados em Rothbury, eram usados na caça a lebres e coelhos na superfície. Dono de uma das expectativas de vida mais longas, quatorze anos, tem o temperamento classificado como brando, apesar de se tornar desrutivo caso não se exercite. Fisicamente é dono da peculiaridade de se deixar um topete sem tosa ao longo do focinho, o que lhe dá um aspecto reto na face. No corpo, a pelagem varia em quatro colorações e é composta de partes iguais de pelo e sobrepelo. Outra particularidade são suas orelhas, que podem ou não ter uma franja de pelo branco e sedoso nas pontas. De adestramento considerado de dificuldade moderada, pode atingir os 10 kg.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Fogle (2009), pág 99

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Bedlington terrier
Wikipedia lexikon2.jpg   Nota linguística: Na busca pela padronização de uma nomenclatura^ e para adequar a grafia da Wikipédia às normas do português, os nomes das raças - alguns mantidos no original (Fogle (2009)) - estão grafados em iniciais minúsculas, como também visto em dicionário de Cinologia. Todavia, as entidades cinófilas - CBKC do Brasil, CPC de Portugal e FCI - possuem o padrão adotado em maiúsculas, assim como a Enciclopédia Conhecer (vol. II, p. 414).
Ícone de esboço Este artigo sobre cães, integrado ao Projeto Cães é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.