Berta de Kent

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Santa Berta de Kent
Rainha; Confessora
Nascimento ca. 569 d.C. em Nêustria (atualmente no norte da França)
Morte c. 612 d.C. em Cantuária, Kent, Inglaterra
Veneração por Igreja Católica e na Comunhão Anglicana
Festa litúrgica 1 de maio
Gloriole.svg Portal dos Santos

Berta de Kent, dita Santa Berta, foi a rainha do Reino de Kent cuja influência levou à introdução do cristianismo na Inglaterra anglo-saxônica. Ela foi canonizada como santa por este papel no estabelecimento do cristianismo durante este período da história inglesa.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Berta era filha de Cariberto I, o rei de Paris merovíngio.[1] Quando ela se casou com o rei pagão Etelberto de Kent, ela levou consigo seu capelão, Leotardo, para sua nova morada.[2] Ela restaurou uma igreja em Cantuária, que datava do período romano, dedicando-a a São Martinho. A atual Igreja de São Martinho ocupa o mesmo local. Agostinho de Cantuária, cuja missão gregoriana foi enviada pelo Papa Gregório I para pregar o Evangelho na Inglaterra em 596 d.C. deve muito de sua recepção amigável à influência de Berta.

Os registros anglo-saxões indicam que Santa Berta teve dois filhos:

Referências

  1. Gregório de Tours (539-594). History of the Franks : Livro 4 (em inglês). Página visitada em 02/07/2011.
  2. Beda. História eclesiástica do povo inglês: How St. Augustine in Kent followed the doctrine and manner of life of the primitive Church, and settled his episcopal see in the royal city. [597 A. D.] (em inglês). [S.l.: s.n.]. Capítulo: xxv. , vol. I.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]