Besouro (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Besouro
Besouro
 Brasil
2009 • cor • 95 min 
Direção João Daniel Tikhomiroff
Roteiro Patrícia Andrade
João Daniel Tikhomiroff
Bráulio Tavares
Género Ação, Drama, Fantasia
Idioma português
Página no IMDb (em inglês)

Besouro é um filme brasileiro que conta a vida de Besouro Mangangá (Ailton Carmo), um capoeirista brasileiro da década de 1920, a quem eram atribuídos feitos heróicos e lendários. Estreou nos cinemas do Brasil no dia 30 de outubro de 2009. Dirigido por João Daniel Tikhomiroff.

Huen Chiu Ku, coreógrafo de Kill Bill, é o responsável pelas cenas de luta do filme. [1]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

A escravidão foi abolida. Mas o preconceito fez com que os negros fossem tratados como escravos para ganhar um pouco de dinheiro para sobreviver. A palavra capoeirista assombrava homens e mulheres, mas o velho escravo Tio Alípio nutria grande admiração pelo filho de João Grosso e Maria Haifa. Era o menino Manoel Henrique que, desde cedo aprendeu, com o Mestre Alípio, os segredos da Capoeira na Rua do Trapiche de Baixo, em Santo Amaro da Purificação, sendo batizado com Besouro Mangangá por causa da sua flexibilidade e facilidade de desaparecer quando a hora era para tal. Mestre Alípio foi jurado de morte por ensinar capoeira. Mas Besouro tinha a responsabilidade de protegê-lo. Um dia, quando Besouro estava em uma roda de capoeira, um policial matou o mestre Alípio. Em uma feira onde escravos trabalhavam, Besouro começou a ver uma entidade (Exu) que o manda ajoelhar. Na tentativa de lutar capoeira com a entidade, besouro destrói toda a feira. O feitor e seus homens perseguem Besouro, que pula na água. Dona Zulmira, sua mentora espiritual e conselheira, entrega-lhe um colar(patuá) para fechar o corpo, protegendo-o dos ataques dos inimigos. Ou seja, a única coisa que pode matá-lo agora é a faca de ticum. Besouro começa a incendiar as plantações do coronel. Quero Quero, amigo de infância de Besouro, começa a se voltar contra ele, já que ele estava destruindo tudo que os escravos estavam fazendo. A namorada de Quero Quero, Dinorá, então termina o namoro com ele. Dinorá se encontra com Besouro e faz amor com ele. Quero Quero, revoltado, luta com Besouro na mata, e Besouro vence. Quero Quero então mata o feitor e o coloca na frente da casa grande incriminando o Besouro. Os homens do coronel caçam Besouro. Besouro elimina todos, mas o coronel o mata com a faca de ticum. O coronel tenta estuprar Dinorá que o massacra com capoeira. O filho de Besouro com Dinorá também recebe o nome de Besouro. O filme acaba com Besouro Jr. sorrindo com cara de mal para o coronel que passa de cavalo.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.