Beth midrash

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Beth Midrash (em hebraico: בית מדרש; também Beis Medrash ou Beit Midrash, plural batei midrash ou botei medrash) é um sala de estudos (literalmente, "Casa [de] Interpretação" ou "Casa [de] Aprendizagem" em hebraico). É algo distinto de uma sinagoga, embora muitas sinagogas também sejam utilizadas como batei midrash e vice-versa.

Estrutura[editar | editar código-fonte]

Em um beth midrash há bancos ou cadeiras com mesas, nas quais os livros são colocados. Um beth midrash característico possui várias centenas de livros, com várias cópias do Talmude, da Torá, de siddurim (livros de orações), Shulchan Aruch, Mishneh Torah, Arbaah Turim e outros livros frequentemente consultados.Na tempos atuais, "batei midrash" são tipicamente as salas de estudo yeshivot ou instituições de estudo religioso.

Origem[editar | editar código-fonte]

A literatura rabínica antiga, incluindo o Mishnah, menciona o beth midrash como instituição distinta do beth din e do Sinédrio. Seu objetivo era o de estudo e interpretação da Torá, assim como para o desenvolvimento da halakha (a aplicação prática da lei judaica).

A origem do beth midrash, ou casa de estudo pode ser traçado a partir do início do período rabínico, em seguida à destruição do Templo de Jerusalém em 70 d.C.. A primeira escola rabínica foi criada por Yochanan ben Zakkai em Yavneh. Outras escolas oficiais foram depois estabelecidas por diferentes rabinos.

Na Antiguidade Tardia, o "beth midrash" desenvolveu-se junto com a sinagoga em algo diferente, mas relacionado. A natureza da conexão entre o "beth midrash" e a sinagoga é relacionada à questão da autoridade rabínica no judaísmo tardio antigo - um assunto que rende um considerável debate entre os estudiosos hoje.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

Este artigo foi traduzido com base no artigo equivalente na Wikipédia anglófona.