Madraçal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Madraçal Ulugh Beg em Samarcanda, c. 1910.

Uma madraçal (em árabe: مدرسة; transl.: madarsâ; em francês: médersa), também grafada madraça e madrassa, é uma palavra de origem árabe que originalmente designava qualquer tipo de escola, secular ou religiosa (de qualquer religião), pública ou privada.

No Ocidente[necessário esclarecer] é comum ver o vocábulo associado para se referir a escolas religiosas islâmicas, também denominadas escolas corânicas.

Nessa acepção, uma madraçal típica normalmente oferece duas possibilidades de estudo: hâfiz (memorização do Alcorão) e âlim (que proporciona o reconhecimento de pessoa erudita pela comunidade). No mundo islâmico influenciado pelos persas, pode ser encontrada junto à madraçal uma Khanqah ou tekke.

A base curricular habitual de uma madraçal inclui cursos de língua árabe, tafsir (interpretação do Alcorão), charia (lei islâmica), hadith (narrações do profeta Maomé), mantiq (lógica) e história do Islão.

Ver também[editar | editar código-fonte]

  • Fiqh - importante matéria das madraçais
  • Tekke - construção para retiro espiritual

Ligações externas[editar | editar código-fonte]