Buffy Summers

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde abril de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Buffy Anne Summers
Personagem de Buffy a Caça Vampiros
Sarah M Gellar.jpg
Sarah Michelle Gellar interpreta Buffy
Outro(s) nome(s) "B"
Buff
Buffy Summers
Nascimento  Estados Unidos
19 de janeiro 1981,
Los Angeles, Califórnia
Falecimento 1997 & 2001 (Revivida em ambos)
Origem  Estados Unidos
Los Angeles
Sexo Feminino
Espécie Humana
Actividade(s) Caçadora de vampiros
Poder(es) Super força
Super resistência
Super agilidade e reflexos
Factor de cura
Afiliações Scooby Gang
Angel
Joyce Summers
Família Joyce Summers(Mãe)
Dawn Summers (Irmã)
Hank Summers (Pai)
Amigo(s) Xander Harris
Willow Rosenberg
Rupert Giles
Spike
Anya
Angel
Cordelia Chase
Inimigo(s) Spike
Faith
Drusilla
Glory
Adam
Criado por Joss Whedon
Seriado(s) Buffy a Caça Vampiros
Outros Participações em Angel
Primeira aparição Bem Vindo à Boca do Inferno (Na série)
Buffy the Vampire Slayer (filme)
Última aparição A Escolhida (Na série)
Welcome to the Team (Nos Quadrinhos)
Época(s) 7 Temporadas
1 Filme
2 Temporadas HQ
1 Episódio de Angel
Episódio(s) 145
Interpretado por Sarah Michelle Gellar (Na Série)
Kristy Swanson (No Filme)
Giselle Loren (Nos Jogose Motion Comics).
Site oficial Buffy (Fora do Ar) Página oficial
IMDb IMDb
TV.com TV.com
Projecto Televisão  · Portal Televisão

Buffy Summers é uma personagem fictícia, protagonista da série Buffy the Vampire Slayer e do filme Buffy the Vampire Slayer, e presente em seus inúmeros spin-offs, tais como a série Angel, romances, histórias em quadrinhos e videogames. É interpretada por Kristy Swanson no filme, por Sarah Michelle Gellar nas séries de TV e por Giselle Loren no videogame e nas motion-comics da 8ª Temporada.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Los Angeles[editar | editar código-fonte]

Buffy Anne Summers nasceu em Los Angeles, Califórnia, filha de Hank e Joyce Summers, em Janeiro de 1981. Aos oito anos, ela tinha como melhor amiga sua prima Celie, a quem infelizmente viu morrer nas mãos de um ser que ela viria a enfrentar anos mais tarde, Der Kindestod. A morte precoce da prima desencadeou em Buffy o medo de hospitais. Crescendo, ela se tornou fã da patinadora Dorothy Hammil, com quem aprendeu a praticar o esporte. Na quinta série, ela se apaixonou pelo seu melhor amigo Billy Fordham, sem ser correspondida. Em 1995, Buffy entrou para a Hemery High School, se tornando uma aluna popular e também uma líder de torcida. Ela chegou a ser eleita Rainha do Baile. Aos 15 anos, buffy começou a ter pesadelos violentos com garotas sendo mortas, em diferentes épocas da História. Um dia, ela foi abordada Merrick, um misterioso senhor que viria a lhe revelar o seu destino: Buffy era uma Caça-Vampiros, escolhida para derrotar vampiros e outras forças das trevas. Merrick também se revelaria ser seu primeiro Guardião, aquele que guia a Caçadora durante sua jornada. Buffy começou a ser treinada por ele, e no início da caça, começou a furar com os amigos e perder compromissos. Para eles, Buffy estava ficando louca. Ela também perdeu a popularidade e o namorado, desde então. Buffy teria que vencer o maligno mestre vampírico Lothos, e com a morte de Merrick, que se matou para protegê-la, ela se tornou amiga de Pike, um jovem rejeitado na escola. Durante a batalha contra Lothos, Buffy incendiou o ginásio da escola, exterminando os vampiros, mas foi expulsa de Hemery. Ela e Pike fugiram para Las Vegas em busca de mais vampiros. Lá, ele a deixou, e ao voltar para Los Angeles, Buffy acabou sendo internada numa clínica por seus pais, por acreditarem que ela estava precisando de ajuda psiquiátrica. Enquanto esteve lá, Buffy concluiu que a existência dos vampiros poderia ser fútil, e e permaneceu calada sobre eles, desde então. Recebendo alta, seus pais nunca mais tocaram no assunto.

Sunnydale High School[editar | editar código-fonte]

Os Summers se divorciaram após anos de discussões e problemas matrimoniais. Joyce foi embora de Los Angeles, com Buffy, para a pequena cidade de Sunnydale, ainda na Califórnia, no endereço 1630 Revello Drive. A cidade, aparentemente tranquila, se localizava acima da Boca do Inferno, uma passagem para o submundo de onde saiam os piores seres que se podem imaginar. Esse aspecto leva a concluir que a chegada de Buffy já estava predestinada. Ela entrou para o Colégio Sunnydale e fez novos amigos, como Xander Harris, a quem não correspondeu os sentimentos, a tímida Willow Rosenberg, uma jovem hacker e também muito inteligente, e o bibliotecário Rupert Giles, que lhe revelou logo no início ser seu novo Guardião. Buffy também conheceu Cordelia Chase, uma garota popular e arrogante e Angel, um vampiro com alma, amaldiçoado por ciganos e condenado a viver em sofrimento, defino aos atos malginos que cometeu por séculos. Ao lado de Giles, Willow e Xander, ela formou a Scoobie Gang, que investigava os mistérios por trás da Boca do Inferno. Sua primeira grande missão foi impedir a Colheita, ritual que fortalecia o Mestre, um ser demoníaco que vivia nos subterrâneos de Sunnydale. Quando os pesadelos de todos na cidade começaram a se tornar realidade, Buffy viu seus pais definitivamente separados e ela mesma se tornar uma vampira. Giles a advertiu sobre a profecia do Pergaminho de Cordex, que dizia que a Caçadora viria a morrer nas mãos do maligno Mestre, para dar lugar a uma outra. O Mestre mordeu Buffy e a deixou se afogar numa poça de água, sendo salva por Xander e Angel. Indo contra ao que a Profecia dizia, ela matou o Mestre e salvou o mundo do Apocalipse.

O Primeiro Amor[editar | editar código-fonte]

Buffy precisou de alguns meses para se recuperar amocionalmente da "quase-morte", e passou as féria de verão com o pai, em Los Angeles. Ela voltou mudada e sombria, tendo que impedir que o Mestre ressurgisse nas mãos do pequeno Ungido. A relação entre Buffy e Angel se tornou mais intensa, e um casal de vampiros novos chegou em Sunnydale. Spike e Drusilla foram companheiros de Angel no passado e pretendiam fazer maldades no local. Buffy também conheceu Kendra Young, uma Caça-Vampiros acionada enquanto ela esteve "morta". Agora Buffy não era mais única, e viu em Kendra o que uma Caça-Vampiros realmente deveria ser: solitária, sem amigos, família e, muito menos, namorando um vampiro, por mais bondoso que ele fosse. Kendra e Buffy detiveram o ritual de Spike, mas Drusilla, que era fraca, saiu regenerada. Buffy perdeu a virgindade com Angel, mas como conseqüência ele perdeu a sua alma, pois estava num momento de felicidade, sem mais sofrimentos. Angel voltou a ser o maligno vampiro que fora séculos antes, Angelus, e se reagrupou a Spike e Drusilla. Angelus tentou exterminar a comunidade se Sunnydale erguendo O Juíz, que foi derrotado por Buffy e os Scoobies. A vida dela e dos amigos começou a ser infernizada por Angelus nos meses que se seguiram, até ele matar Jenny Calendar, a professora cigana que sabia como restaurar sua alma. A gangue ficou transtornada, principalmente Giles. Abalada, Buffy precisou lutar contra ele e salvar mundo outra vez, já que Angelus queria abrir uma porta para o Inferno através do demônio Acathla. Mesmo com a alma de Angel restaurada por Willow Rosenberg, ela teve que matá-lo e enviá-lo para o Inferno, fechando a porta que ele havia aberto. Desgastada emocionalmente, Buffy deixou os amigos e a mãe, que já sabia da verdade.

As Escolhidas[editar | editar código-fonte]

Buffy estava de volta a Los Angeles, escondida sob o nome de Anne, da verdade seu segundo nome. Ela trabalhava como garçonete, e precisou salvar uma jovem fugitiva de uma dimensão infernal alternativa. Buffy precisava enfrentar seus próprios demônios e voltou a Sunydale, aos amigos e à mãe. Tentando tapar a ferida que Angel lhe causou, ela começou a namorar Scott Hope, mas Angel estava de volta do inferno e ela se viu ainda apaixonada por ele, para a confusão e o desgosto dos amigos. Uma nova Caçadora havia chegado na cidade, Faith Lehane, uma jovem rebelde que se tornou aliada de Buffy. Pouco depois de completar 18 anos, Buffy teve que se preparar para o ritual conhecido como Cruciamentum, organizado pelo Conselho dos Guardiões para testar as habilidades da Caça-Vampiros. Giles não quis ver Buffy ser ferida durante tal ato, e foi demitido, sendo Wesley Wyndam-Pryce o novo sentinela de Buffy. A garota por algum tempo o ignorou, ainda optando por Giles guiá-la. Quando Faith acidentalmente matou um ser-humano, a relação entre elas se deteriorou e Faith passou para o lado do mal, nas mãos do maligno prefeito de Sunnydale, Richard Wilkins, que se preparava para se tornar um denônio de puro sangue na formatura do Colégio Sunnydale. Faith e Buffy se tornaram inimigas e durante uma luta, Faith acabou em coma. Buffy quase foi morta pelo Prefeito, mas Angel, que havia sido envenenado por Faith, o impediu. Buffy foi contra as regras do Conselho dos Guardiões e contra Wesley ao decidir destruir o Prefeito durante sua Ascensão. E Angel havia decidido partir para Los Angeles, após a graduação, para Buffy pudesse encontrar alguém para amar à sua altura. Durante a formatura, Buffy liderou uma guerra contra Wilkins e seus capangas vampíricos, sendo que ele havia se tornado a Besta conhecida como Olvikan, que se preparava para devorar a tudo e a todos. Buffy explodiu a escola e derrotou o Prefeito, vencendo a batalha e vendo Angel ir embora.

Universidade[editar | editar código-fonte]

Inicialmente com dificuldades como caloura, Buffy logo se acostumou com a vida na faculdade, ao lado de Willow, a quem via ficar cada vez mais poderosa com suas bruxarias. Buffy chegou a dormir com Parker Abrams, um jovem que só queria se divertir, deixando Buffy constrangida. Após descobrir que sua colega de quarto era um demônio, Buffy pode então dividí-lo com Willow. Durante as aulas de psicologia com a professora Maggie Walsh, Buffy se interessou por seu assistente, Riley Finn, mas logo viria a descobrir que nem Finn, nem a professora Walsh eram simples funcionários daquele campus: eles na verdade eram agente de uma organização ultra-secreta conhecida como A Iniciativa, que visava fazer experimentos com demônios e vampiros capturados. Foi durante o atanque de seres malignos conhecidos como Os Cavalheiros que Riley e Buffy viriam a descobrir a verdade sobre cada um deles. No mesmo ano, Buffy reencontrou o vampiro Angel, ao precisar ir até Los Angeles, para enfrentar juntos o demônio Mohra. Sobre a Iniciativa, Buffy descobriria a terrível verdade: a organização pretendia criar um exército de híbridos de humanos com demônios, e o protótipo desse exército acabara de fugis, o maligno Adam. E Faith, que havia despertado do coma que se resultou da luta entre elas antes da formatura, estava ressurgida e por meio de feitiço trocou de corpos com Buffy, tomando seu lugar enquanto Buffy, no corpo de Faith, foi enclausurada pelos membros do Conselho Sentinela, que pretendiam matar Faith por seus atos criminosos. Com a ajuda de Willow e sua namorada Tara Maclay, Buffy desfez o feitiço e Faith acabou fugindo. Adam pretendia criar uma praga cibernética para dominar o mundo, e Buffy contou com a ajuda de seus amigos para derrotar o ser, através de um feitiço que invocou o espírito da Caçadora Primitiva, e de Riley, que agora era seu novo namorado e estava enfurecido por Adam ter matado seu melhor amigo Forest. Invocando a Primeira, Buffy arrancou o coração de Adam e o matou. O espírito da Primitiva ainda retornaria mais tarde, para tentar matar Buffy e seus amigos nos sonhos deles, sendo confrontada e vencida por ela.

Laços de sangue[editar | editar código-fonte]

Após confrontar a Primitiva, Buffy recebeu a visita de Drácula e foi por ele seduzida, até vence-lo numa luta. Sua vida viria a mudar drasticamente quando sua irmã mais nova apareceu na casa dos Summers. Buffy logo viria a descobrir que Dawn Summers não era originalmente sua irmã, ela na verdade era uma energia mística muito poderosa conhecida conhecida como A Chave, um poder necessário para abrir portas entre dimensões. Buffy a recebeu dos Monges de Dagon para que ela a protegesse da perigosa deusa Gloriosa , que queria usar a Chave para trazer o Inferno à Terra. Enquanto seu relacionamento com Riley se encontrava em ruínas, ela se constrangiu ao descobrir que Spike estava apaixonado por ela, deixando de ser um vampiro sádico para lutar ao lado dos Scoobies. Devastada com a morte inesperada de Joyce, Buffy passaria a ser a única responsável por Dawn desde então. Com Glory tendo descoberto quem Dawn realmente era, Buffy e seus amigos decidiram fugir para protege-la. Um espírito conhecido como O Guia deixou para Buffy a mensagem de que a morte era o seu Dom. Com Dawn capturada, Buffy entrou em choque, sendo resgatada emocionalmente por Willow, adentrando em seu subconsciente. Buffy então partiu para mais uma luta ao lado da Scoobie Gang, para salvar Dawn e o mundo de mais um Apocalipse. Mesmo com Glory derrotada, o portal já havia sido aberto e o inferno já dominava as áreas locais, e Buffy decidiu pular no portal e encerrar a passagem, morrendo, e deixando para Dawn e seus amigos a missão de serem fortes e viverem, por ela.

De volta da morte[editar | editar código-fonte]

Cerca de meses se seguiram até que Buffy foi ressuscitada por seus amigos através de um poderoso feitiço comandando por Willow, mas eles acabaram constragendo-a por a terem tirado do lugar que ela acreditava ser o "Paraíso". A transição da morte para a vida foi dificultosa, pois Buffy estava agora cheia de dívidas e precisa cuidar de Dawn. Giles, que havia ido embora, voltou para vê-la e Buffy acabou se tornando completamente dependente dele. Durante um certo tempo ela guardou o segredo de ser tirada do céu, revelado quando o demônio da música conhecido como Sweet surgiu em Sunnydale e fez todos cantarem e dançarem suas emoções e sentimentos. Buffy começou a trabalhar numa lanchonete local conhecida como o Doublemeat Palace e a ter encontros secretos e sexuais com o vampiro Spike. Ela inicialmente discordou de Anya e Xander a respeito do vício de Willow nas artes mágicas, mas teve que encarar devido às memórias de todos que foram apagadas com um feitiço e um acidente envolvendo sua irmã Dawn, causado por Willow. E, por último, fatos medíocres envolvendo assaltos e pessoas congeladas começavam a ocorrer em Sunnydale, o que Buffy, depois de ficar invisível, descobriu ser obra do Trio, formado por Warren Mears, Andrew Wells e Jonathan Levinson, ex-alunos da Colégio Sunnydale. Os garotos buscavam confrontar Buffy na medida em que o líder deles, Warren, se mostrava de fato maligno e psicopata. Buffy foi atacada por um demônio que a fez passar por uma experiência dolorosa: ela voltou ao hospital psiquiátrico onde ficou internada anos atrás, como se nunca tivesse saído de lá, e como se toda a sua vida, incluindo seus amigos, sua irmã e os demônios e vampiros, fossem fruto da loucura dela. Buffy conseguiu vencer o demônio e ganhou novos inimigos, os garotos do Trio. Quando Warren tentou matar Buffy e por acidente também atingiu Tara, ela agora precisava enfrentar um novo grande mal: Sua própria melhor amiga Willow, que agora havia se tornado uma poderosa e vingativa feiticeira negra, ou Dark Willow. Buffy e Willow entraram em confronto após ela ter matado Warren de forma brutal. Para proteger o resto do Trio, Buffy lutou contra a Dark Willow até que caiu numa emboscada, com Dawm, viu que a irmã não era mais a garotinha que todos pensavam que era, pois ela já podia atuar em combate. Willow foi detida por Xander, e mandada para reabilitação na Inglaterra, e Buffy permaneceu mostrando a Dawn o mundo dos demônios de um novo ângulo, o da caça.

Líder de um exército[editar | editar código-fonte]

Com o novo Colégio Sunnydale inaugurado, e Dawn matriculada no mesmo, Buffy, a pedido do diretor Robin Wood, se tornou conselheira dos jovens. Como ela havia rompido suas relações com Spike, ele agora estava de volta da África, com uma alma. Com o tempo, a relação entre eles mudou para algo mais confiante e amigável. Aleatoriamente, várias garotas ao redor do mundo começam a ser mortas e as que sobrevivem são trazidas para a casa dos Summers por Giles, pois elas são Potenciais.. Buffy logo viria a descobrir que o simpático diretor do novo campus local era na verdade filho de uma caçadora morta por Spike, Nikky Wood), e que consequentemente seria vingada pelo filho numa tentativa de matar Spike. Apesar da amizade com Wood, Buffy não permitiu que ele eliminasse o vampiro, pois ele era uma peça importante naquela batalha contra o Primeiro Mal. Quando Faith retornou a Sunnydale depois de anos na cadeia em Los Angeles, as Potenciais viram que o que Buffy fazia não era muito viável na guerra e decidiram por Faith na liderança. Afastada, Buffy só pode voltar a comandar a gangue por que Spike lhe mostrou o quanto ela significava na derrota do Mal. Com uma armadilha do maligno Caleb para as potenciais, Buffy as salvou e encontrou o que ele escondia dela, a arma milenar conhecida como Foice. De Angel, ela recebeu o medalhão que deveria ser a peça-chave para o fim do Mal, e que só poderia ser usado por um vampiro com alma. Buffy então preferiu que Spike utilizasse a arma, deixando Angel um tanto constrangido. A decisão final de Buffy foi, com a ajuda de Willow, compartilhar a essência da Foice com todas as potenciais, não só as que estavam com ela naquele momento, mas as do mundo inteiro. A batalha na Boca do Inferno foi finalmente vencida, por causa de Spike, mesmo com várias das então novas Caçadoras mortas. Com Sunnydale destruída e o Primeiro vencido, Buffy enfim teve a sensação de dever cumprido ao lado dos Scoobies, e de que ela não era mais única no mundo, pois agora havia milhares de Caça-Vampiros para o mundo todo.

Um novo mundo[editar | editar código-fonte]

Meses depois dos acontecimentos em Sunnydale, Buffy agora era líder de um exército de caça-vampiros recém-criadas, ao lado de Xander e Willow. A gangue estava dividida em esquadrões em várias partes do mundo, e a liderada por Buffy, ou "senhora", como as caçadoras agora lhe chamavam, se localizava na Europa, especificamente na Escócia, tendo como base um velho castelo abandonado. Ela ainda teria a ajuda de Riley, que agora era um agente espião dos Scoobies no exército de Twilight. Com toda essa responsabilidade, Buffy sentia falta da vida comum em Sunnydale, da escola e de sua mãe. Os novos inimigos da gangue agora eram mais humanos que demoníacos, sendo que o exército americano considerava as caçadoras como assassinas ocultas que um dia despertariam, e os esquadrões de Buffy na verdade eram "células terroristas". Buffy ainda tinha que ver sua irmã ter se tornado uma gigante devido a traição dela a um trissábio. Buffy logo viria a conhecer seu mais novo inimigo, o misterioso mascarado conhecido como Twilight, ou Ocaso na versão brasileira das revistas da Oitava Temporada. Depois de enfrentar vários desafios como vampiros japoneses do vilão Toru, que prentendia tirar os poderes das caçadoras do mundo todo e tinham poderes semelhantes aos de Drácula, ter que abrir mão dos poderes de todos para guerrear contra o exército de Twilight e matar a Willow Negra duzentos anos no futuro, ao lado da caçadora Fray, e de ter uma surpreendente experiência sexual com a japonesa Satsu, Buffy logo viria a descobrir que o misterioso Twilight era na verdade o vampiro Angel. Tudo o que ele parecia ter feito de ruim era na verdade para atrasar os militares americanos em matar as caçadoras, e testar as habilidades dela. Buffy concluiria com Angel que os poderes que ela ganhara, de força, super-velocidade e a habilidade de voar eram na verdade um "presente do universo", pois Buffy havia se superado perante as outras Caça-Vampiros milenares que haviam morrido antes dela. E Angel também ganharia esses poderes por que Buffy seria o "yng" e ele o "yang". Com Buffy e Angel agora na dimensão onde havia felicidade, sem dor ou sofrimento, que era o Crepúsculo, Buffy decidiu voltar mesmo tendo ganhado essa dádiva, pois o mundo em que vivemos agora seria dominado por demônios e tudo seria deixado para trás, inclusive seus amigos. Na luta contra os monstros, Buffy reencontrou Spike, que mais uma vez a ajudou numa batalha, lutou contra um possuído Angel, e viu Giles morrer nas mãos dele. Buffy precisou destruir a fonte de todo o misticismo desta dimensão, escondida nos escombros dentro da cratera que outrora fora a cidade de Sunnydale, expulsando as bestas e mandando-as de volta para o inferno. Com isso, a magia na Terra cessou.

Uma vida "normal"[editar | editar código-fonte]

Após a guerra, a expulsão da mágica da face da Terra e a morte de Giles, Buffy dá as costas para Angel e se muda com seus amigos para a cidade de São Francisco, na Califórnia, e, separados, aparentemente voltam a viver normalmente. Exceto por suas Caçadoras, as meninas com quem ela havia compartilhado o seu poder, estarem contra ela por a considerarem uma traidora da causa, e por Buffy ser acusada de assassinatos que ela não cometeu; corpos sem vida são achados nos becos da cidade, e Buffy acaba se tornando a principal suspeita quando é pega na cena do crime pela polícia. Foragida, ela encontra auxílio e abrigo junto a um rapaz, Severin, para depois descobrir que era ele o causador das mortes. As pessoas encontradas mortas eram na verdade vampiros que Severin "exorcizava" com um poder desconhecido. Depois, o jovem lhe revela que ele pretende matar a própria Buffy, por conta da mudança que ela causou à natureza do vampiro, banindo forças místicas desta dimensão. Como consequência, os vampiros se tornaram criaturas completamente selvagens e desprovidos de qualquer comportamento humano, apenas animais irracionais sedentos, o que havia acontecido com a namorada de Severin. Com a ajuda do vampiro Spike, Buffy o detém, e fica livre de parte das acusações. Os desafios da vida adulta em São Francisco continuarão, uma vez que Buffy recentemente descobriu uma gravidez inesperada.

Personalidade[editar | editar código-fonte]

Buffy é apresentada na série como uma garota que era fútil, popular e que esnobava os alunos "perdedores" da escola, e que logo se tornaria alguém inferior, sem gosto para se vestir, mais acolhedora e compreensiva. Essa mudança, obiviamente, seria causada após ela ter se tornado a Caça-Vampiros. Apesar de reconhecer que humanos possam ser piores que demônios, Buffy sempre evitou de matar pessoas, mesmo com a discordância dos amigos, já que a Caçadora não possui licença pata matar. Outro aspecto que marca Buffy é que ela costuma guardar segredos que na verdade são fatos importantes dos amigos e que mais tarde logo são revelados, prejudicando-a, como a volta de Angel da dimensão de Acathla, a identidade de Dawn como A Chave, a relação mantida com Spike e ter visto ele nos porões da Nova Sunnydale, com alma e atormentado. Ela também é irônica com suas vítimas vampíricas e demoníacas e faz trocadilhos engraçados ao errar o nome de algum monstro. Buffy também costuma ir contra as regras impostas ao seu dever como Caçadora, e é capaz de fazer qualquer coisa para salvar o mundo, matando ela mesma ou alguém que ela mais ame.

Poderes[editar | editar código-fonte]

Buffy possui as habilidades comuns nas Caçadoras, como sonhos proféticos, super-força, reflexos aguçados e fator de cura acelerado. No decorrer da série ela recebeu outros extras, poderes permanentes ou temporários, para derrotar algum ser maligno, como uma proteção mística que ela ganhou após ter ativado e se tornado líder das caçadoras, e que funciona enquanto ela dorme, e telepatia, quando foi atacada por um demônio no colegial. Para derrotar Adam, o androide demoníaco da universidade, Buffy ganhou poderes místicos e, telecineticamente, interrompeu as balas do vilão, usando os poderes do feitiço da Caçadora Primitiva conjurado por Willow, com a ajuda de Xander e Giles. Após arrancar o coração de Adam, os poderes cessaram. Ela também ficou invisível graças aos truques do Trio, e apesar de ter aproveitado a habilidade, Buffy logo viu que sua vida corria perigo enquanto invisível.

Mortes[editar | editar código-fonte]

Durante a série, Buffy passou por experiências mortais perturbadoras. A primeira nas mãos do Mestre, na noite em que ele deveria ascender e ela morrer, mas com a ajuda dos amigos, a profecia não foi cumprida. A prova de que Buffy esteve perto da morte foi o acionamento de Kendra, outra caça-vampiros. A segunda foi quando a terrível deusa Gloriosa tentou abrir os portões dimensionais e trazer o inferno ao mundo em que vivemos. Buffy se jogou no portal no lugar da irmã Dawn, que era a chave que abria esses portões, e veio a falecer. Vários meses depois, ela foi trazida de volta a vida com um poderoso feitiço feito por Willow e seus amigos, mas a atitude deixou Buffy depressiva durante um certo tempo, já que ela acreditava estar no Paraíso.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma personagem de ficção é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.