Angel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde Junho de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.


Angel
Angel (PT/BR)
Angel intertitle.jpg
O logotipo do seriado.
Informação geral
Formato Seriado
Duração 42 min
Criador(es) Joss Whedon
David Greenwalt
País de origem  Estados Unidos
Idioma original Inglês
Produção
Produtor(es) Joss Whedon
David Greenwalt
Tim Minear
Jeffrey Bell
David Fury
Elenco David Boreanaz
Charisma Carpenter
Glenn Quinn
Alexis Denisof
J. August Richards
Amy Acker
Vincent Kartheiser
Andy Hallett
James Marsters
Mercedes McNab
Sarah Michelle Gellar
Alyson Hannigan
Eliza Dushku
Seth Green
Juliet Landau
Julie Benz
Tema de abertura Darling Violetta (Compositora)
Exibição
Emissora de
televisão original
Estados Unidos The WB
Transmissão original 5 de outubro de 1999 - 19 de maio de 2004
N.º de temporadas 5
N.º de episódios 110 (Lista de Episódios)
Cronologia
Último
Último
Buffy the Vampire Slayer
Angel: After the Fall (HQ)
Próximo
Próximo
Programas relacionados Buffy the Vampire Slayer

Angel foi uma série da televisão dos Estados Unidos que durou cinco temporadas de sucesso entre 1999 e 2004, na rede WB. A série é um spin-off de Buffy the Vampire Slayer (intitulada Buffy, A Caça-Vampiros no Brasil e Buffy, A Caçadora de Vampiros em Portugal), contando a vida do vampiro com alma Angel, lutando em Los Angeles contra o Mal. Criado por Joss Whedon e David Greenwalt. Estrelada por David Boreanaz. Os detalhes mostram os julgamentos em curso de Angel, um vampiro cuja alma humana foi devolvida a ele por ciganos como uma punição pelo assassinato de um dos seus. Depois de mais de um século de assassinato e tortura de inocentes, a alma restaurada de Angel o atormenta com a culpa e remorso. Durante as primeiras quatro temporadas do show, ele trabalha como detetive particular em uma versão fictícia de Los Angeles, Califórnia, onde ele e vários colegas de trabalho tentam "ajudar os indefesos" e restaurar a fé e salvar as almas daqueles que perderam seu caminho. Normalmente, isso envolve fazer a batalha com os demônios do mal ou demônios aliados a humanos, principalmente relacionados com a Wolfram & Hart, um escritório de advocacia. Ele também tem a batalha de sua própria natureza demoníaca. A atmosfera do show foi mais escura, e durante a sua terceira e quarta temporadas teve melhor desempenho na audiência, que sua série mãe, apesar dos registros de Buffy nas temporadas 2 e 3 ainda superarem qualquer uma das temporadas de Angel.

Concepção e essência[editar | editar código-fonte]

Angel, assim como Buffy, é uma série riquíssima em substância. Foi concebida como uma metáfora para redenção e consciência moral, pois o vampiro Angel, depois de ter sua alma restaurada por uma maldição cigana (quando um membro foi assassinado por ele), passou a viver na angústia de seus horrendos atos do passado, buscando todo meio de se redimir, ajudando os indefesos. Primeiro, ele foi à Sunnydale ajudar Buffy Summers em sua caçada (na série Buffy), mas eles se apaixonaram, e ao encontrar a felicidade completa nos braços dela, Angel perdeu a alma novamente (como parte da maldição). Voltou a ser o vampiro inescrupuloso chamado Angelus, enfrentando Buffy até a morte. Porém, Angel conseguiu sua alma de volta, e apesar de quererem tentar, tanto ele quanto Buffy sabiam que o relacionamento nunca daria certo. Angel então deixa Buffy e parte para Los Angeles, em sua própria caçada contra o mal. Começa então a série Angel.

Joss Whedon, criador de Buffy e de seu spin-off, vê em Angel uma enorme riqueza metafórica para os conceitos de redenção e ambiguidade moral, pois Angel e Angelus são parte de uma mesma natureza, e ambos lutam pelo poder. Essa eterna crise moral é muito bem explorada no decorrer das temporadas da série, mostrando que a linha divisória pode ser bem mais fina do que aparenta. Whedon também diz enxergar Angel como a metáfora para o viciado, sem total controle por seus atos e em busca da difícil recuperação. Enquanto Buffy foi concebida como uma metáfora para a vida adolescente, Angel é um estudo sobre o lado sombrio da natureza humana, sobre erros do passado e escolhas sobre o que fazer com sua vida.

A primeira temporada de Angel contou com a participação de Cordelia Chase (Charisma Carpenter), vinda de Sunnydale, e também o meio-demônio Allen Doyle (Glenn Quinn), mandado pelos Poderes que Valem para ajudar Angel em sua missão moral. O trio abre então a firma de investigação Angel Investigations, servindo como detetives particulares para os indefesos, e cobrando pelos serviços, exemplo da ambiguidade comercial capitalista. Completando o estudo da ambiguidade moral, o conceito de mal na série é extremamente ambíguo e indefinido, podendo ter vampiros e demônios tanto do bem como do mal, e o mesmo para humanos. Através de sua trama mitológica envolvendo a corrupção da empresa de advocacia Wolfram & Hart, Angel explora o tema de corrupção por pertinentes metáforas à frieza demoníaca "desalmada" da grande LA.

Angel é uma série extremamente diferente de Buffy, porém, por ter saído da mesma mente, possui uma identidade substancial extremamente similar, muito rica psicológica, emocional e filosoficamente. Em questões de gênero, enquanto Buffy seguia a linha sátira/horror B oitentista, Angel seguiu a linha policial noir, com todos os característicos elementos do gênero, e meio misturado com Arquivo X. Porém, com o desenvolver das temporadas, Angel foi mudando essa sua identidade, assim como seu formato narrativo e seu elenco. Entraram para o time o lutador urbano Gunn (J. August Richards), o ex-treinador de caça-vampiros Wesley (Alexis Denisof), o demônio-cantor Lorne (Andy Hallett) e a aparentemente frágil Fred (Amy Acker). O vampiro Spike, depois do término de Buffy, entrou para a série no quinto e último ano.

Angel se manteve, durante todas as suas temporadas, como um sucesso de público e de crítica, sendo considerada uma das melhores, mais ousadas e criativas séries exibidas.

Temporadas[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Primeiro ano (1999-2000)[editar | editar código-fonte]

Angel chega a LA após ter se dado conta que não podia viver com seu grande amor, Buffy, em Sunnydale como esperava. Lá, ele conhece seu futuros empregados, Doyle -metade humano, metade demônio- e Cordelia, uma conhecida de Sunnydale que havia se mudado para Los Angeles atrás da fama. Doyle apaixona-se por Cordelia e não conta seu estado demoníaco, com medo de que, se o fizer, ela fique com nojo dele. Com as visões de Doyle, Angel e Cordelia conseguiam manterem-se ocupados lutando contra o mal. Alguns demônios que são contra seres de sangue impuro -ou seja, meio demônio, meio humano- tentam matar um grupo de demônios pacíficos, mas Angel, Doyle e Cordelia tentam salvá-los colocando-os em um navio que iria levá-los para outro lugar. Infelizmente os demônios maus infiltram-se no navio e colocam um globo de luz que, quando aceso, matará tudo que não seja completamente demônio. Antes de se sacrificar Doyle beija Cordelia, passando suas visões para ela. Logo depois ele se mata ao desligar o globo poucos segundos antes dele atingir o ápice e matar todos. Após perder Doyle, Wesley entra para o grupo dizendo que é um caçador de demônios renegado, mas que na verdade simplesmente foi despedido do Conselho dos Guardiões.

Segundo ano (2000-2001)[editar | editar código-fonte]

Angel precisa lidar com a presença da agora humana ex-vampira Darla, sua antiga paixão e responsável por seu estado vampírico. Angel sofre uma intensa crise moral durante a temporada.

Terceiro ano (2001-2002)[editar | editar código-fonte]

Fred é resgatada de uma outra dimensão e passa a integrar o grupo. Angel precisa enfrentar o vingativo Holtz, enquanto Darla, grávida, dá sua vida pela de seu filho. Angel e Cordelia se aproximam emocionalmente, e Angel tem outras surpresas relacionadas á seu filho, Connor, que chega do futuro já adulto e rebelde.

James Marsters e David Boreanaz, Spike e Angel, respectivamente.
Amy Acker, a Fred em Angel.
Alexis Denisof e Alyson Hannigan, Wesley e Willow, em Angel.

Quarto ano (2002-2003)[editar | editar código-fonte]

Enquanto a Besta aparece com uma profecia demoníaca, Cordelia passa a agir estranhamente, tendo um relacionamento com Connor, e acaba grávida da Deusa Jasmine, que mantém a humanidade na mais absoluta paz enquanto se alimenta de humanos.

Quinto ano (2003-2004)[editar | editar código-fonte]

A Fang Gang passa a presidir a empresa Wolfram & Hart, tentando combater o mal de dentro. Porém, o foco do poder não é difícil de se perder. O vampiro Spike aparece em Los Angeles incorpóreo. A Fang Gang descobre que os membros do Círculo do Espinho Negro são os agentes dos Sócios Majoritários neste mundo.

Futuro[editar | editar código-fonte]

Apesar de um filme de Angel ser pouco provável de acontecer, a série está sendo mantida viva em HQ, pela editora IDW Publishing, contando o que aconteceu depois do episódio final.

Além disso, há rumores recorrentes de uma longa-metragem para a TV quanto ao vampiro Spike, e tanto Joss, como o ator que originalmente representavam a personagem, James Marsters como a WB, afirmaram interesse num potencial projeto.

Elenco Regular[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.
Ator (Personagem) Temporadas Período Condição Nota
David Boreanaz como Angel/Angelus 1° - 5° 1999-2004 Vivo O protagonista da série, que veio de Buffy
Charisma Carpenter como Cordélia Chase 1° - 4° ~ 5° 1999-2003 Morta É levada pelos "Poderes Que São", por suas boas ações na Terra
Alexis Denisof como Wesley Windam-Prize 1° - 5° 1999-2004 Morto Morre nos braços de Fred, na última batalha
J. August Richards como Charles Gunn 1° - 5° 1999-2004 Vivo Tem um breve romance com Fred no início
Amy Acker como Fred Burkle / Illyria 2° - 5° 2000-2004 Vivo Fred é morta por Illyria, que toma seu corpo
Vincent Kartheiser como Connor 3° - 5° 2001-2004 Vivo É o insuportável filho de Angel
Andy Hallett como Lorne 2° - 5° 2000-2004 Vivo O demônio cantor, que participa na 2° e regular da 3º a 5° Temporadas, inesperadamente ele tem a tarefa de matar Lindsey McDonald no ultimo episódio
James Marsters como Spike 1° ~ 5° 1999~2004 Vivo Participações na 1° Temporada, regular na 5° Temporada
Mercedes McNab como Harmony Kendall 2° ~ 5° 2000~2004 Viva Só faz participações na 2° Temporada e na 5ª Temporada.
Glenn Quinn como Allen Francis Doyle 1999 Morto Antes de morrer Doyle doa sua precognição para Cordélia
Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco Recorrente[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.
Ator (Personagem) Temporadas Período Condição Nota
Christian Kane como Lindsey McDonald 1° - 2° ~ 5° 1999-2001~2004 Morto Só faz participações na 5° Temporada
Elisabeth Röhm como Kate Lockley 1° - 2° 1999-2001 Viva
Julie Benz como Darla 1° - 2° ~ 5° 1999-2001~2004 Morta Morre para salvar o filho
Juliet Landau como Drusilla 2° ~ 5° 2000~2004 Viva Faz participações
Stephanie Romanov como Lilah Morgan 1° - 4° 1999-2003 Morta Morre pelas mãos de Cordelia na 4ª Temporada
Mark Lutz como Groosalugg 2° - 3° 2000-2002 Vivo
Sarah Thompson como Eve 2004 Viva
Sam Anderson como Holland Manners 1° - 2° ~ 5° 1999-2001~2004 Morto Morre pelas mãos de Darla
Daniel Dae Kim como Gavin Park 3° - 4° 2001-2003 Morto
John Rubinstein como Lindwood Murrow 3° - 4° 2001-2003 Morto Lilah o mata
Alexa Davalos como Gwen Raiden 2002 Viva
Keith Szarabajka como Daniel Holtz 2001 Morto Morto por Justine
Laurel Holloman como Justine Cooper 3° - 4° 2001-2003 Viva
Gina Torres como Jasmine 2003 Morta Morta por Connor
Jonathan Woodward como Knox 4° - 5° 2003-2004 Morto Morto a tiros por Wesley
Jenny Mollen como Nina Ash 2004 Viva
Adam Baldwin como Marcus Hamilton 2004 Morto Morto por Angel e Connor em luta
Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Participações Especiais[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.
Ator (Personagem) Temporadas Período Condição Nota
Sarah Michelle Gellar como Buffy Summers 1999 Morta Participa de 3 Episódios, sendo o 8° o mais emocionante
Eliza Dushku como Faith Lehane 1° ~ 4° 1999~2003 Viva Participa de episódios especiais
Alyson Hannigan como Willow Rosenberg 2° ~ 4° 2000-2003 Viva Participa de Episódios especiais como "Orpheus"
Seth Green como Daniel "Oz" Osbourne 1999 Vivo O ex-namorado de Willow participa de Crossovers
Tom Lenk como Andrew Wells 2004 Vivo Faz Participações
Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Dublagem[editar | editar código-fonte]

Ator (Personagem) Brasil Dubladores
David Boreanaz (Angel) Maurício Berguer
Charisma Carpenter (Cordelia Chase) Iara Riça
Alexis Denisof (Wesley) Clécio Souto
J. August Richards (Charles Gunn) Cláudio Galván (1°voz) \ Hermes Barolli (2°voz)
Amy Acker (Fred / Illyria) Flávia Saddy
Sarah Michelle Gellar (Buffy Summers) Sylvia Salustti
Glenn Quinn (Doyle) Paulo Vignolo
Julie Benz (Darla) Carla Pompílio
Christian Kane (Lindsey McDonald) Alexandre Moreno (1°voz) / Manolo Rey (2°voz) / Jorge Lucas (1 episódio)
Elisabeth Röhm (Kate Lockley) Lina Rossana
James Masters (Spike) Ricardo Vooght

Episódios[editar | editar código-fonte]

Temporada Episódios Estréia da Temporada Final da Temporada
1 22 5 de Outubro de 1999 23 de Maio de 2000
2 22 26 de Setembro de 2000 22 de Maio de 2001
3 22 24 de Setembro de 2001 20 de Maio de 2002
4 22 6 de Outubro de 2002 1 de Outubro de 2003
5 22 1 de Outubro de 2003 19 de Maio de 2004

Angel no Brasil[editar | editar código-fonte]

Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

A série foi brevemente exibida entre 2000 e 2003 pela Rede Globo, primeiro às Sextas-Feiras após o Globo Repórter e posteriormente às Terças-Feiras após a "Novela das Nove". O seriado rendeu boas audiências para a Globo durante toda a sua breve exibição, as 22:00 da noite, contudo não conseguiu o mesmo sucesso que sua série mãe: Buffy a Caça Vampiros. Por motivos desconhecidos, a Rede Globo deixou de exibir a série em seu horário habitual, e passou a usá-la como tapa-buracos de suas madrugadas, o mesmo aconteceu com Buffy. Depois de algum tempo sendo reprisado nas madrugadas Angel deixou de ser exibido definitivamente pela emissora (Porém em algumas exibições de Angel nas madrugadas Rede Globo, foram exibidos episódios da 5° temporada - em que os heróis já dominam à Wolfrang & Hart - com o audio dublado). Desde então, nenhuma outra emissora da TV Aberta adquiriu seus direitos de exibição. Angel teve suas 2 Primeiras Temporadas lançadas em DVD pela Fox Brasil em audio dublado, que inexplicavelmente somente ficou nesses lançamentos, tendo suas 3°,4° e 5° Temporadas não lançadas, após este período a Fox não fez nenhum novo lançamento de Angel, deixando seus fãs na espera de um novo lançamento da série em DVD desde então. O mesmo ocorreu com sua série mãe: Buffy a Caça Vampiros, que foi lançada dublada até a 5° Temporada, e não teve suas últimas 2 Temporadas lançadas em DVD.

Campanha Angel no Netflix[editar | editar código-fonte]

Depois de uma frustada campanha online, feita em 2013, que lutou para que as series Angel e Buffy fossem lançadas em DVD, surge um novo redirecionamento. Como a serie Buffy foi adquirida pela Netflix em 2013, as atenções agora estão voltadas para que o mesmo canal de serviços possa ter também a serie Angel em seu acervo. Pela iniciativa do Portal The Slayers Brasil, surge uma nova campanha com seguinte título: Netflix, a última esperança para Angel no Brasil?

Páginas de Internet brasileiras em atividade[editar | editar código-fonte]

Em virtude de ter sua finalização ocorrida originalmente à uma década, a serie Angel vai se tornando esquecida nos últimos anos, devido a não-exibição de suas reprises na TV fechada e aberta (pela ausência dos direitos de veiculação); além do surgimento de series similares em temática (como The Vampire Diaries, True Blood, etc.). Felizmente o auxílio da internet, proporciona aos fãs que acompanharam a serie de TV durante o auge, bem como as histórias em quadrinhos, a oportunidade de compartilhar conhecimentos e bastidores que ajudam a preservar a series na memória de quem acompanhou e as apresenta para quem não teve a oportunidade de conhecer.

Atualmente, os sites ativos que tematizam Angel, que se tem conhecimento são o portal The Slayers Brasil (que tem a premissa de abordar tudo que é referente às series Angel e Buffy); e o site Buffyverse Brasil (que está restrito a tematizar tudo relacionado às histórias em quadrinhos de Angel e Buffy).

Audiência Norte-Americana[editar | editar código-fonte]

Temporada Horário Season Premiere Season Finale Temporada na TV Telespectadores
(em milhões)
Terça-feira 9:00 pm 5 de Outubro de 1999 23 de Maio de 2000 1999–2000 4.8[1]
26 de Setembro de 2000 22 de Maio de 2001 2000–2001 4.1
Segunda-feira 9:00 pm 24 de Setembro, 2001 20 de Maio 2002 2001–2002 4.4[2]
Domingo 9:00 pm
Quarta-feira 9:00 pm
6 de Outurbro de 2002 7 de Maio de 2003 2002–2003 3.7[3]
Quarta-feira 9:00 pm 1º de Outubro de 2003 19 de Maio 2004 2003–2004 4.0[4]
1ª-5ª Segunda-feira 9:00 pm
Terça-feira 9:00 pm
Domingo 9:00 pm
Quarta-feira 9:00 pm
5 de Outubro de 1999 19 de Maio de 2004 1999–2004 4.2

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Angel
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Angel

Referências[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Buffy the Vampire Slayer
Joss Whedon
(Trabalhos de Joss Whedon)

1999
Sucedido por
Firefly