CD-i

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde agosto de 2013)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde agosto de 2013).
Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
CD-i
Philips CD-i.jpg
Tipo Console de videogame
Media player
Lançamento 1991
Descontinuado 1998
Unidades
vendidas
570.000
Mídia CD-i, Audio CD, CD+G, Karaoke CD, VCD
CPU Philips 68070

CD-i ou Compact Disc Interactive foi um padrão disco multimídia compacto (CD) criado pela Philips e co-desenvolvido pela Sony em 1986 como parte da especificação Green Book do CD.

O formato CD-i foi criado como um meio de prover aplicações multimídia e interatividade em televisores comuns. Sem precisar de um PC com kit multimidia para isso, o consumidor poderia na sua televisão usufruir de aplicativos educacionais, musicais e jogos como por exemplo, enciclopédias e karaokês.

História[editar | editar código-fonte]

O primeiro reprodutor Philips CD-i, lançado em 1991 era capaz de reproduzir discos CD-i interativos, CDs de música e Video CDs (VCDs). Futuros aparelhos tinham ainda mais recursos, como acesso à Internet e e-mail. Os primeiros lançamentos no formato CD-i foram fortemente direcionados a temas educacionais, músicas, e títulos de auto-ajuda. Os jogos eram apenas adaptações de jogos de tabuleiros como Connect Four.

Algumas tentativas foram feitas para tornar o CD-i um Video game competitivo mas o aparelho não recebeu muitos títulos. Alguns poucos destaques foram jogos licensiados da Nintendo mas desenvolvidos pela Philips como Hotel Mario que era um jogo de quebra-cabeças que estrelavam personagens do jogo Super Mario Bros. e três jogos da série Zelda: Link: The Faces of Evil, Zelda: The Wand of Gamelon e Zelda's Adventure. A razão destes lançamentos foi que a Nintendo e a Philips estabeleceram um acordo para co-desenvolver um aparelho de CD-ROM para o Super Nintendo Entertainment System e a Philips era permitida pelo contrato a continuar usando personagens Nintendo enquanto vigorasse o contrato.

O CD-i lançou também muitas versões em CD-i de programas de TV populares nos Estados Unidos. Incluindo versões de Jeopardy!, Wheel of Fortune, Name That Tune, e duas versões de The Joker's Wild (Uma para adultos estrelada por Wink Martindale e uma para crianças estrelada por Marc Summers.)

Mesmo com a forte campanha de marketing da Philips, consumidores interessados nos títulos em CD-i começaram a diminuir. Por volta de 1994, as vendas do CD-i começaram a cair, e em 1998 a linha de produtos acabou. Sem o mercado residencial, a Philips teve algum sucesso ao focar a tecnologia como uma solução para aplicações em quisques interativos e indústria multimídia. O console ainda mantém fiéis seguidores na internet.

Philips[editar | editar código-fonte]

Além das pseudopoeds domésticos, foram vendidos também aparelhos profissionais pela Philips Interactive Media Systems, além de outros modelos para desenvolvedores de jogos. A Philips comercializou muitos aparelhos reprodutores de CD-i:

  • CD-i player 200 series, que incluía os modelos 205, 210, 220. Modelos da série 200 eram designados para o consumidor em geral, era disponível nas maiores lojas de eletrodomésticos do mundo. A versão Philips CD-i 910 era o modelo americano do CD-i 205, o modelo básico da série.
  • CD-i player 300 series, que incluía os modelos 310, 350, 360, e 370. A série 300 consistia em modelos portáteis dos reprodutores, designada para o mercado profissional e não era disponível para o mercado doméstico. Um uso bastante comum era de companhias farmacêuticas podiam informar aos profissionais as mais variadas informações sobre seus produtos, e o aparelho podia ser transportado facilmente pelos representantes de vendas.
  • CD-i player 400 series, que incluía os modelos 450, 470, e 490. Os modelos da série 400 eram voltados ao mercado educacional e concorriam também com os videogames. No modelo CD-i 450, o controle remoto era um acessório opcional, e não vinha junto com o pacote, como nos outros modelos.
  • CD-i player 600 series, que incluía os modelos 601, 602, 604, 605, 615, 660, e 670. A série 600 era designada a aplicações profissionais e desenvolvimento de software. Aparelhos desta linha incluíam suporte a drives floppy disk e conectores para teclados e outros periféricos de computadores. Alguns modelos também podiam ser conectados a um emulador e tinham um software de teste .

Também existiam alguns modelos raros, como o FW380i, um aparelho de som com aparelho CD-i integrado; o 21TCDi30, um televisão com um aparelho de CD-i embutido; e o CD-i sistema modular 180/181/182, o primeiro sistema CD-i produzido.

Outros fabricantes[editar | editar código-fonte]

Junto com Philips, muitos outros fabricantes produziram aparelhos CD-i, incluindo Magnavox, GoldStar / LG Electronics, Digital Video Systems, Memorex, Grundig, Sony, Kyocera, NBS, Highscreen, e Bang & Olufsen, que produziu a televisão com um aparelho de CD-i embutido.

Especificações Técnicas[editar | editar código-fonte]

CPU

  • 16-bit 68070 CISC Chip (68000 core)
  • Velocidade do processador de 15.5 MHz

Display

  • Resolução: 384×280 a 768×560
  • Cores: 16.7 milhões c/ 32.768 na tela
  • MPEG 1 Cartridge Plug-In para VideoCD e Digital Video

Sistema Operacional

Outros

  • 1.5 MB de RAM principal
  • Drive de CD-ROM de velocidade simples (1x)
  • Peso com o DV Cart 1,460 kg, sem DV 1,210 kg
  • Oito canais de som ADCPM

Acessórios

  • CD-i Mouse
  • Roller Controller
  • CD-i Trackball
  • I/O Port Splitter
  • Touchpad Controller
  • Gamepad Controller (veja Gravis PC GamePad)
  • IR Wireless Controller (controle sem fio)

Referências[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Principais concorrentes[editar | editar código-fonte]

(sitemas audio/video múltiplos)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]