Cachoeira de Pajeú

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Cachoeira do Pajeú
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Fundação 30 de agosto de 1863
Gentílico cachoeirense
Lema A União Faz a Força
Prefeito(a) Gilão (PR, DEM, PSDB, PCB, PTC, PT, PSC, PMDB, PTB e PP)
(2013–2016)
Localização
Localização de Cachoeira do Pajeú em Minas Gerais
Cachoeira do Pajeú está localizado em: Brasil
Cachoeira do Pajeú
Localização de Cachoeira do Pajeú no Brasil
15° 57' 57" S 41° 29' 52" O15° 57' 57" S 41° 29' 52" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Jequitinhonha IBGE/2008[1]
Microrregião Marcela, São Francisco, Cateriogongo, Cariri, Água Branca etc. IBGE/2010[2]
Municípios limítrofes Pedra Azul, Águas Vermelhas
Distância até a capital 735 km
Características geográficas
Área 673,761 km² [3]
População 9 572 hab. IBGE/2010[4]
Densidade 14,21 hab./km²
Clima Ameno
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,972 muito alto PNUD/2012[5]
PIB R$ 117 911 820,52 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 12 318,41 IBGE/2008[6]
Página oficial

Cachoeira de Pajeú é um município brasileiro do estado de Minas Gerais.

História[editar | editar código-fonte]

No limitar da década de 1760,um cidadão por nome Ciríaco Xavier da Cruz, cheio de fé, bondade e pertinácia, montara residência em uma extensão de terra pré-colonizada, e que talvez já tivesse a denominação de "Fazenda Pajahú".

Nos arredores desse local, também já se presenciavam pequenos povoados, entre eles: Cateriogongo (Pingueira), Boca da Caatinga (atual Pedra Azul), Águas Vermelhas e Santa Rita(hoje Medina). Assim supõe-se que o Sr. Ciríaco, cercado por senhores poderosos e chefes supremos nos povoados acima citados, também resolveu criar os seus domínios.

Em 1763, ele, o Sr, Ciríaco e sua esposa, D. Ângela Maria da Cruz Lima, doaram a Nossa Senhora da Conceição um trato de terreno, na colina onde hoje situa-se a cidade, para ali ser construída a capela, que seria destinada ao culto da Santa, tornando esta a sua padroeira. Construída a capela, foram aparecendo as primeiras casas, tomando a feição de um arraial. Em 12 de novembro de 1811, os doadores dessas terras, o Sr. Ciríaco e D. Angela retificaram por escritura pública a doação. A instalação deu-se em 7 de julho de 1812.

Em 1862, o então governador de Minas José de Magalhães Pinto sancionou a Lei nº 2.764 de 30/12/1862 de emancipação da cidade com o nome de André Fernandes em homenagem a Familia Fernandes a Fundadora da Cidade.

Em 1989, através de Plebiscito realizado pelo então prefeito Municipal Iderval Ferraz Mendes, altera o topônimo de André Fernandes para CACHOEIRA DE PAJEÚ, Lei nº 9.961 de 27/10/1989 pelo então Governador de Minas Gerais Newton Cardoso.

Entre vales e montanhas do interior mineiro, Cachoeira de Pajeú é uma cidade muito evoluída, de gente boa e hospitaleira, local ideal para higienizar a mente e curtir a paz e o sossego e bater um dedinho de prosa com os amigos...

Até 1989, Cachoeira de Pajeú chamava-se André Fernandes, que, antes de se emancipar, era distrito de Pedra Azul.[7]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Sua população estimada em 2010 era de 9.572 habitantes.

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Administração[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas IBGE_DTB_2010
  3. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  4. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  5. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2012.
  6. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
  7. Biblioteca IBGE.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.