Santa Cruz de Salinas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Santa Cruz de Salinas
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Fundação 22 de dezembro de 1995
Gentílico santacruzense [1]
Prefeito(a) Wilton dos Santos Souza
(2013–2016)
Localização
Localização de Santa Cruz de Salinas
Localização de Santa Cruz de Salinas em Minas Gerais
Santa Cruz de Salinas está localizado em: Brasil
Santa Cruz de Salinas
Localização de Santa Cruz de Salinas no Brasil
16° 05' 52" S 41° 44' 45" O16° 05' 52" S 41° 44' 45" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Norte de Minas IBGE/2008 [2]
Microrregião Salinas IBGE/2008 [2]
Municípios limítrofes Curral de Dentro, Taiobeiras, Salinas, Comercinho, Medina, Cachoeira de Pajeú e Águas Vermelhas
Distância até a capital 760 [3] km
Características geográficas
Área 587,268 km² [4]
População 4 397 hab. Censo IBGE/2010[5]
Densidade 7,49 hab./km²
Altitude 750 [6] m
Clima semiárido [7]  Bsh
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,599 baixo PNUD/2000 [8]
PIB R$ 20 718,649 mil IBGE/2008[9]
PIB per capita R$ 3 831,11 IBGE/2008[9]
Página oficial

Santa Cruz de Salinas é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Está localizado na mesorregião do Norte de Minas e microrregião de Salinas. Compõe com outros municípios da região o Alto Rio Pardo.


Vegetação[editar | editar código-fonte]

  • Apresenta um relevo montanhoso com aflorações rochosas destacando-se as formações calcáreas e tem vegetação de cerrado.
  • A região apresenta predominância de solos férteis e a vegetação predominante é o cerrado, existindo pequenas áreas de florestas. O cerrado é composto principalmente de árvores de médio porte, casca grossa, galhos e troncos retorcidos, existindo falhas na distância de uma para outra.
  • As principais árvores são: curral novo, Candeias, Angico, Aroeira, Pau-ferro, Tamboril, Pau d'arco, dentre outras.

Clima[editar | editar código-fonte]

  • Possui clima tropical, semi-árido, predominante quente por quase todos os meses do ano. Caracteriza-se por um período de seca marcante, com chuvas mal distribuídas e em outro período, de chuvas torrenciais e espaçadas.
  • A altitude na sede do município é de 750 m e a máxima é de 1028 m no Cometão (BR 251) acima do nível do mar. Essa altitude propicia uma temperatura agradável por grande parte do ano.
  • O clima predominante é o tropical com suas variações. O inverno é um período seco, sem chuvas e o verão é marcado pelas águas, sendo caracterizado por fortes pancadas de chuvas demoradas. A temperatura média é 28 °C.
  • As precipitações médias anuais são de 992 mm.

Solo[editar | editar código-fonte]

  • Predomina o do tipo argiloso. Já foi muito usado na fabricação de telhas, tijolos e artesanato artístico. Apresenta-se, ainda, o solo misto onde é praticado a agricultura de subsistência e o solo arenoso, encontrado principalmente junto aos rios e córregos.
  • O relevo é de planaltos e as montanhas típicas da "Terra das Alterosas".

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Pertence à bacia hidrográfica do Rio Jequitinhonha e sub-bacia do Rio Mosquito e conta com grande quantidade de ribeirões, na sua maioria de vazão temporária, devido as estiagens. Os principais cursos d'água são o Rio Itinga, Córrego Sumidouro, Córrego dos Macacos e a nascente do Rio Mosquito no Córrego da Pedra Redonda.

  • A hidrografia é composta de vários córregos e ribeirões que vem com o decorrer do tempo diminuindo suas vazões.
  • Os principais são: Rio Intinga, Rio Catuninho, Córrego dos Macacos, Pedra Redonda e Sumidouro (Nascentes do Rio Mosquito), Córrego Candeias e Córrego Candial.
  • Destacam-se os Rios Itinga e o Rio Mosquito.
  • Bacias: Rio Mosquito e Rio Jequitinhonha.

Fauna[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. IBGE Cidades@. O Brasil Município por Municipio. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Página visitada em 19 de agosto de 2009.
  2. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  3. distancias-bhmunicipios. Distâncias BH/Municípios. Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER/MG). Página visitada em 19 de agosto de 2009.
  4. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  5. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  6. O Estado: Municípios Mineiros. O Estado: Municípios Mineiros. Assembléia Legislativa do Estado de Minas Gerais. Página visitada em 01 de março de 2010.
  7. World Map of the Köppen-Geiger climate classification. World Map of the Köppen-Geiger climate classification. Institute for Veterinary Public Health. Página visitada em 24 de fevereiro de 2010.
  8. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  9. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.