Candidatura de Doha para os Jogos Olímpicos de Verão de 2016

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Eleição da cidade-sede
Jogos Olímpicos de Verão de 2016
Doha
Logotipo da cidade
Logotipo da cidade
Doha 2016 Summer Olympics bid slogan.PNG
País  Catar
CON Comitê Olímpico do Qatar
Nota na 1ª fase 6,9
Posição 4º (eliminada na 1ª fase)
Olympic rings with transparent rims.svg

A candidatura da cidade de Doha a sede dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Verão de 2016 foi anunciada oficialmente em 14 de setembro de 2007 pelo Comitê Olímpico Internacional. Outras seis cidades de três continentes se candidataram.[1]

O projeto da cidade previa, em virtude de condições climáticas mais favoráveis, a realização dos Jogos em outubro, um período além da faixa desejada pelo COI. 44 milhões de dólares seriam investidos em segurança e boa parte dos eventos (70%) ocorreria em instalações construídas para os Jogos Asiáticos de 2006. A Vila Olímpica, com capacidade para 18.000 pessoas, teria a forma de uma pomba.[2]

A cidade não conseguiu se classificar para a fase final do processo de candidatura, apesar de receber nota 6,9 no relatório oficial (suficiente para ser considerada uma Cidade Candidata). Os fatores que pesaram para a decisão foram exatamente o clima e a segurança.[3] Apesar disso, os representantes de Doha consideraram positiva a participação no processo, a primeira do Mundo Árabe.[4]

Referências

  1. GamesBids.com (14 de setembro de 2007). Seven Cities Begin Quest For 2016 Olympic Games (em inglês). Página visitada em 17 de setembro de 2009.
  2. GamesBids.com (14 de janeiro de 2008). Doha 2016 Releases Olympic Bid Questionnaire Response (em inglês). Página visitada em 17 de setembro de 2009.
  3. Globoesporte.com (4 de junho de 2008). Doha lamenta ausência entre as cidades finalistas aos Jogos Olímpicos de 2016 (em português). Página visitada em 13 de setembro de 2009.
  4. GamesBids.com (4 de junho de 2008). Doha 2016 Congratulates Four Candidate Cities (em inglês). Página visitada em 17 de setembro de 2009.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]